Histórias

HISTÓRIAS – Grandmaster Chime Ref. 5157: ao som da História

Grandmaster Chime Ref. 5157

No âmbito dos 175 anos da Patek Philippe, a marca lançou o Grandmaster Chime Ref. 5157, um relógio de pulso que seguramente não será usado no pulso tendo em conta a sua grandiosidade. 20 complicações numa caixa impressionante em ouro rosa. Dessas vinte, cinco são complicações acústicas. Uma peça que simboliza sem discussão possível toda a história de uma casa que é uma referência am alta-relojoaria.

Grandmaster Chime Ref. 5157

O Grandmaster Chime Ref. 5157 é um relógio com 20 complicações e duplo mostrador. A caixa é reversível. © Patek Philippe

De todas as complicações em relojoaria, as complicações acústicas talvez sejam as mais universais e as mais fáceis de compreender. É tudo uma questão de ouvido. Esta simplicidade contrasta, no entanto, com as dificuldades de conceção e de afinação. Um relógio com repetição de minutos, por exemplo, é sempre encarado como uma verdadeira obra da micro-mecânica e, no caso da Patek Philippe, as complicações acústicas são mesmo um mundo à parte. Não é por acaso que cada relógio sonnerie que é produzido na manufatura genebrina tem de passar sempre pelo ‘teste de ouvido’ do próprio presidente da marca. Só os relógios assim aprovados são destinados ao cliente.

Grandmaster Chime Ref. 5157

O verso do relógio. Ao centro podemos ver o calendário perpétuo com excelente leitura. © Patek Philippe

O lançamento do Grandmaster Chime Ref. 5157 vem, no entanto, reforçar uma evidência que vai além da excecionalidade das complicações acústicas. É que nos tempos mais recentes, diversas marcas têm apostado em utilizar o som noutras funções que não as mais óbvias. Não se trata de indicar as horas, os quartos e os minutos, a pedido ou não; nem se trata de agendar o toque para uma determinada hora; trata-se da utilização do som em funções lúdicas, como no Margot da Christophe Claret, ou em funções como a indicação da data — neste caso uma solução patenteada do Grandmaster Chime Ref. 5157. Nesta medida o novo relógio inscreve-se numa indiscutível modernidade. Aliás, há neste relógio todo um conjunto de elementos que o transportam de imediato para o mundo atual.


Entre a tradição e a inovação

Grandmaster Chime Ref. 5157

Um estojo de excelência para uma peça de excelência. © Patek Philippe

Em traços gerais, o Grandmaster Chime Ref. 5157 é um relógio de pulso com caixa reversível de dupla face em ouro rosa. De um lado, encontramos um mostrador dedicado ao tempo regular, do outro lado, um mostrador dedicado ao calendário. Ambos os mostradores, apresentam no entanto, um conjunto respeitável de complicações — ao todo são 20 as complicações que a peça alberga, nomeadamente cinco complicações acústicas, inclusive a patenteada data com repetição. Nas laterais da caixa, quatro botões têm gravado o nome da complicação acústica que ativam, para que ninguém se perca e os mostradores brancos surpreendem pela excelente legibilidade. Outro aspeto que salta à vista é o trabalho decorativo que deixou algumas vozes menos satisfeitas. Até podemos afirmar que a gravação da caixa oferece um toque rococó que seria dispensável (uma caixa limpa seria perfeita), mas, por outro lado, esta opção pode ser encarada como uma demonstração de força dos métiers d’art tão em voga e tão característicos da Patek Philippe. Eis como o Grandmaster Chime Ref. 5157 é até nesta medida perfeitamente atual.

Grandmaster Chime Ref. 5157

Grandmaster Chime Ref. 5157

O trabalho decorativo, tanto ao nível da caixa como ao nível do mostrador, é surpreendente. © Patek Philippe

Depois há todo um lado prático e funcional inerente a esta peça, apesar de ficar bem claro que este não é um relógio para ser usado, mas sim, qual obra de arte, para ser contemplado: o calendário perpétuo legível e com possibilidade de recuo no tempo sem recorrer a técnicos especializados; as indicações das horas e dos minutos nos dois mostradores; e soluções técnicas únicas. Em última análise, a modernidade desta peça está ainda ao nível do seu valor enquanto relógio (há quem avance com um valor superior a 2 milhões de euros) e enquanto investimento.

Grandmaster Chime Ref. 5157

Calibre de corda manual 300 GS AL 36-750 QIS FUS IRM © Patek Philippe

É que, se a Patek Philippe é recordista em leilões, quando se trata de peças exclusivas o seu valor aumenta exponencialmente. Falamos de uma edição de apenas sete exemplares, o último dos quais destinado ao próprio museu da marca. Os dois importantes eventos com peças Patek Philippe que terão lugar já no próximo mês de novembro — no dia 11 a Sotheby’s leiloa o Supercomplication Henry Graves e no dia 9 de novembro a Christie’s promove um leilão dedicado à casa genebrina — serão oportunidades para sondar o patamar que a marca atinge enquanto valor seguro. E serão provavelmente um empurrão bem convincente para os colecionadors/investidores que ponderam ter acesso a esta recém-lançada obra-prima da relojoaria. ET_simb