Novidades, Relógios

NOVIDADES: Radiomir 1940 3 Days Ceramica 48 mm

Officine Panerai Radiomir 1940 3 Days Ceramica 48 mm

Perfil histórico e linhas contemporâneas: assim é o novo Radiomir 1940 3 Days Ceramica 48 mm da Officine Panerai. Em traços gerais, o relógio evoca os relógios da marca que foram feitos para os comandos da Marinha Real italiana; já a caixa em cerâmica preta e o design minimalista oferecem uma aparência contemporânea.

Officine Panerai Radiomir 1940 3 Days Ceramic 48 mm

© Officine Panerai

A história é a maior inspiração do novo Radiomir 1940 3 Days Ceramica. Os detalhes desta nova criação demonstram também a capacidade da manufatura da Panerai em Neuchâtel de renovar a herança da marca com soluções técnicas de alta relojoaria próprias dos relógios desportivos contemporâneos.

A nova caixa do Radiomir 1940 oferece uma aparência marcadamente técnica e uma estética impressionante, graças à cerâmica preta mate sintetizada a partir do óxido de zircónio. Em comparação com o aço, o material dos relógios Panerai da época, a cerâmica garante uma melhor performance em termos de robustez, ligeireza e resistência aos arranhões, elementos corrosivos e temperaturas elevadas.

O mostrador preto mate surge com a típica estrutura sanduíche, em cujas aberturas se deixa escapar o bege vintage SuperLumiNova® dos indexes. O contraste é aqui óbvio, já que à cor vintage dos indexes une-se o caráter contemporâneo que emana da sua própria forma – em pontos e em forma de barra (nomeadamente às 12, às 3, às 6 e às 9 horas).

Officine Panerai Radiomir 1940 3 Days Ceramica 48 mm

© Officine Panerai

No mostrador podemos descobrir ainda a imagem em relevo do Silura a Lenta Corsa (torpedo humano), uma alusão ao facto de originalmente o mostrador ter sido concebido no final dos anos 1930 para os relógios fornecidos pela Panerai aos comandos da Marinha Italiana.

O movimento P.3000 de corda manual, inteiramente criado pela manufatura Panerai em Neuchâtel, pode ser observado através de uma ampla janela em vidro de safira no fundo da caixa. O calibre mede 16½ linhas, uma dimensão caraterística dos modelos da época, e tem grandes pontes com acabamento escovado que cobrem a maior parte das engrenagens, um largo volante de 13,2 mm de diâmetro e dois tambores para uma reserva de corda de três dias.

Por fim, nota para a correia em pele castanha com pesponto bege vintage. O remate perfeito para atribuir a este relógio um caráter evocativo do passado, mas que tão bem se enquadra no nosso presente.ET_simb