Sem categoria

Only Watch 2015: a Grande Complicação da Patek Philippe

Patek Philippe Only Watch 2015

A edição de 2015 do leilão Only Watch está cada vez mais a surpreender. Principalmente tendo em conta os tesouros únicos com que as marcas (cerca de 40) estão a participar. A Patek Philippe também não se fez rogada e lança-se à corrida com uma Grande Complicação.

Patek_Philippe_5016A-010_Only_Watch_2015_soldad

Já aqui falámos da F.P.Journe Invenit et Fecit, da Tudor e da Vacheron Constantin no que diz respeito aos relógios que estão a ser apresentados para a edição de 2015 do Only Watch. E a Patek Philippe, sempre uma referência em leilões, joga também cartas ao recuperar um clássico da sua coleção de Grandes Complicações – o Calatrava Referência 5016 – numa peça única que a vai representar no prestigiado evento.

Com turbilhão, repetição de minutos, calendário perpétuo e indicação das fases da Lua, o Ref. 5016A-010 surge com mostrador em esmalte azul escuro guardado por uma caixa em aço com tratamento polido. A opção pelo aço nesta referência é mesmo uma estreia o que faz deste novo relógio uma peça verdadeiramente única. Raro é também vermos o aço na coleção Patek Philippe ser associado a uma Grande Complicação.

O mostrador revela-se especialmente refinado não só pelo contraste potenciado pelo azul do mostrador e o prateado das indicações, como também pelas próprias indicações em si. A regular indicação das horas e dos minutos por meio de dois ponteiros centrais é enriquecida pelo calendário perpétuo com indicação retrógrada do dia. Na zona central um semi-círculo contempla 31 numerais referentes ao número máximo de dias que os meses podem ter. Sempre que o respetivo ponteiro alcança a sua meta (28,29,30,ou 31 consoante os meses em causa), retrocede para o número 1 e assim reinicia uma nova caminhada mensal. Este processo torna-se possível por ação de um engenhoso mecanismo controlado por uma mola em espiral. O calendário compreende ainda três janelas: uma para o dia da semana, às 9 horas, uma para a especificação do mês, às 3 horas, e uma janela ligeiramente abaixo das 12 horas, referente ao ano bissexto.

Às 6 horas, o submostrador dos pequenos segundos é complementado por uma graciosa janela na qual um disco rotativo vai apresentando as diferentes fases da Lua.

Depois é preciso uma atenção redobrada aos pormenores de acabamentos, aos delicados numerais Breguet em ouro aplicados, à perfeita periferia de pequenos pontos que nos orienta a leitura detalhada dos minutos e à beleza do próprio esmalte que traduz a assumida paixão da marca pelo que designa de alto-artesanato. Além disso, é preciso premir a alavanca na lateral da caixa para que todos os componentes essenciais se unam para nos oferecer o espetáculo de som que é a função de repetição de minutos. Sendo um relógio em aço, que não é de todo o material preferido pela marca para guardar um movimento com esta complicação – o ouro tende ser a escolha mais óbvia – , terão sido feitas as devidas adaptações de modo a que o som vá ao encontro dos padrões de exigência que são tão bem conhecidos da Patek Philippe. Vale sempre a pena recordar que, segundo a casa genebrina, é o próprio presidente que dá o aval a cada relógio Patek Philippe que é produzido com uma complicação acústica.

Por fim, o turbilhão que, apesar de tender a ser um espetáculo assumido nos relógios de pulso, nesta referência única 5016A-010 não pode ser apreciado no mostrador.

Equipada com o Calibre R TO 27 PS QR de corda manual de 506 componentes, esta peça da Patek Philippe especialmente criada para o Only Watch 2015 apresenta uns discretos 36,8 mm e tem fundo dotado de vidro de safira que permite contemplar o movimento. Uma bracelete em pele azul de aligátor pespontada com fivela completa o espírito navy deste relógio.ET_simb