Sem categoria

Montblanc apresenta Heritage Chronométrie Dual Time Vasco da Gama

Mb_Vasco_da_Gama_Dual_Time_destaque

Exclusivo — No âmbito do salão Watches & Wonders, a Montblanc apresenta um novo modelo da coleção Heritage Chronométrie Vasco da Gama. Desta vez, a supresa passa pela indicação Dual Time que é enriquecida por detalhes decorativos muito inspiradores.

No início de 2015,  no Salon International de la Haute Horlogerie (SIHH), em Genebra, a Montblanc surpreendeu com o lançamento de uma coleção dedicada a Vasco da Gama — a Heritage Chronométrie, da qual saltavam à vista modelos belíssimos como o ExoTourbillon Chronograph Vasco da Gama, ou o Quantième Annuel Vasco da Gama — e com a apresentação de alguns modelos especiais na coleção Villeret também inspirados no explorador português — entre eles, o Tourbillon Cylindrique Geosphères Vasco Da Gama:

Um pouco antes do lançamento oficial da coleção, fomos convidados a ir até África do Sul para conhecermos melhor estas peças, e foi lá que falámos com Jérôme Lambert que, em entrevista, nos disse: «procurámos um navegador cujas viagens tivessem tido um propósito positivo. Vasco da Gama simboliza a postura muito própria dos portugueses de aproximação de culturas.» A ideia de uma coleção inspirada em navegadores, partiu da cronometria histórica e da cronometria de precisão e «pensámos no que poderia ser o espelho dessa obsessão dos nossos relojoeiros. Entendemos que essa obsessão seria só comparável à de pessoas que para quem a vida dependa da precisão – aí pensámos nos navegadores, sobretudo nos primeiros navegadores», explicou na altura o CEO da marca.

Mais tarde, Jens Henning Koch, Executive Vice President Marketing da Montblanc, veio a Portugal para a apresentação ao retalho e ao público das novidades Montblanc para 2015, e destacou-nos a bravura e curiosidade de Vasco da Gama como, também, aspetos inspiradores para a criação de uma linha de relógios.

A verdade é que o navegador português inspirou e continua a inspirar a casa alemã que concebe relógios de acordo com a mais fina tradição suíça, de tal forma, que, no âmbito do salão Watches & Wonders, volta a ser apresentado mais um modelo na coleção Heritage Chronomètrie: o Dual Time Vasco da Gama, que surge no seguimento do anterior Dual Time (Ref. 112541), que não tinha os mesmos motivos decorativos.


Montblanc Heritage Chronomètrie Dual Time Vasco da Gama

Mb_Vasco_da_Gama_Dual_Time_soldad

O relógio ideal para os viajantes dos tempos modernos. © Montblanc

Instrumento do tempo concebido a pensar nos viajantes, o Heritage Chronomètrie Dual Time Vasco da Gama alberga um mostrador prateado decorado com efeito raio de sol, do qual saltam à vista onze indexes dourados facetados e aplicados. Depois, apresenta alguns traços especialmente distintivos, que enquadram, na perfeição, esta peça na linha Heritage Chronomètrie, na qual a representação de elementos de alguma forma evocativos da viagem de Vasco da Gama é transversal. Neste caso, a novidade passa por dois submostradores delicadamente decorados. Às 12 horas, encontra-se uma belíssima indicação dia/noite num submostrador graduado de 24 horas decorado no centro com a representação do céu noturno do hemisfério sul, o céu que acompanhou Vasco da Gama na viagem que o levou a dobrar o Cabo da Boa Esperança, em 1497, em direção à Índia. Às 6h, um outro submostrador, relativo aos pequenos segundos, apresenta um mapa mundo em miniatura ali impresso segundo uma inovadora tecnologia que atribui um surpreendente efeito tridimensional.

O novo relógio, como o nome indica, permite indicar dois fusos horários, com a especificidade de o permitir fazer através dos ponteiros centrais. Com efeito, no centro do mostrador descobrem-se três ponteiros, dois dourados para horas e minutos, e um azul referente a um segundo fuso horário, que, pela lógica, tende a ser o do país de origem. A estas indicações une-se ainda a já referida indicação dia/noite, rodeada por uma graduação de 24 horas que permite ao viajante associar o tempo que lê no mostrador relativo ao local de origem ao momento do dia: se é de dia ou se é de noite.

Por outro lado, uma janela da data, às 3 h surge como o complemento perfeito para o viajante, principalmente porque está sincronizada com o acerto das horas do país de destino – indicação providenciada pelos ponteiros dourados. O acerto para as horas do país de visita é feito sem complicações através da coroa. Basta puxar a coroa para fora uma posição e rodá-la de modo a acertar o ponteiro para a hora desejada. Durante esta operação, o ponteiro dourado é mecanicamente isolado do movimento, pelo que o ajuste que é feito não interfere com a operação dos outros ponteiros, incluindo o ponteiro do segundo fuso horário, garantindo assim que o relógio continua a funcionar de forma precisa, apresentando sempre a hora certa. Depois do acerto, basta pressionar a coroa para devolvê-la à sua posição original. O ponteiro longo dourado e os pequenos segundos são, como é óbvio, utilizados para ambos os fusos horários. Outra das particularidades é o facto de que, caso o utilizador não esteja interessado num segundo fuso horário, tem a possibilidade de sobrepor os dois ponteiros  das horas, dando a ilusão de existir apenas um ponteiro.

Mb_Vasco_da_Gama_Dual_Time_01

© Montblanc

Com caixa de 41 mm de diâmetro e de apenas 9,9 mm de espessura, segundo uma construção em três partes, o Heritage Chronomètrie Dual Time Vasco da Gama está equipado com o calibre automático MB 29.19 com complicação Dual Time, apresentando 21 componentes, desenvolvido in-house na manufatura em Villeret, detida  pela Montblanc. O movimento pode ser apreciado através do fundo transparente, em vidro de safira, que é também personalizado com a caravela São Gabriel, na qual Vasco da Gama terá viajado em 1497, bem como com a assinatura do próprio navegador. O relógio está disponível numa versão bicolor – com caixa em aço e luneta bicolor e com caixa simplesmente em aço.

Esta peça é limitada a 238 exemplares, em referência ao farol “Cape Point Peak”, que foi construído a 238 metros acima do nível do mar, no Cabo da Boa Esperança, dobrado por Vasco da Gama, e que surge como referência de orientação no caminho marítimo para a India.

Acabamos apenas com um apontamento: quando a Espiral do Tempo esteve com Jérôme Lambert, não poderíamos deixar de perguntar o porquê da escolha de Vasco da Gama e não de Bartolomeu Dias, navegador que terá dobrado pela primeira vez o Cabo da Boa Esperança, até então, designado Cabo das Tormentas. O CEO não se fez rogado, claro, argumentando que a escolha de Vasco da Gama é por, não apenas ter dobrado o Cabo, mas por ter prosseguido a sua viagem unindo, desta forma, dois mares, dois hemisférios e duas culturas diferentes. A peça que agora a marca apresenta vai ao encontro deste espírito pioneiro da descoberta do mundo e da união de culturas, de forma simples e muito elegante. Contamos poder conhecer melhor o relógio muito em breve.

Consulte o site oficial da Montblanc para mais informações. ET_simb


Caraterísticas técnicas
Montblanc
Heritage Chronomètrie Dual Time Vasco da Gama

Edição limitada a 238 exemplares

Referência/ 113780
Movimento/ Calibre MB 29-19 com complicação de Manufatura; 42 h de reserva de corda; 28.800 alt/h.
Funções/ Horas, minutos, pequenos segundos às 6h, segundo fuso horário, data às 3h, indicação dia/noite às 12h.
Caixa Ø 41 mm/ Aço inoxidável com luneta em ouro vermelho de acabamento escovado. Estanque até 3 bar.
Fundo/ Aço com vidro de safira personalizado com a caravela São Gabriel de Vasco da Gama e com a assinatura do navegador português.
Bracelete/ Pele de aligátor, concebida em Florença na Pelleteria Montblanc, com fecho de báscula em aço.