Atualidades, Relógios

LEILÕES | A giant leap para Bulova: 1,625 milhões de dólares para relógio que pisou a Lua

Bulova_1

A RR Auction de Boston levou, recentemente, a leilão um cronógrafo Bulova considerado raro. Mas raro porquê? Porque se trata do único relógio que foi usado na Lua que não é da marca Omega. Esta peça foi arrematada pelo valor de 1,625 milhões de dólares.

Bulova_2

A história da relojoaria no espaço é deveras interessante e, como já tivemos a oportunidade de contar numa reportagem dedicada ao tema, há alguns aspetos indiscutíveis:

– O russo Sturmanskie foi o primeiro relógio a ser usado no espaço;
– A TAG Heuer pode gabar-se de ter sido a primeira marca suíça a dar umas voltinhas no espaço;
– A Omega foi a primeira marca de relógios a pisar a Lua.

Mas, apesar de a Omega ter sido a primeira marca de relógios a pisar a Lua e o facto de o Omega Speedmaster ter sido oficialmente escolhido para o programa espacial da NASA, a verdade é que não foi a única. Com efeito, recentemente, a leiloeira RR Auction de Boston levou a leilão um cronógrafo Bulova que terá sido usado pelo astronauta norte-americano Dave Scott, no âmbito da missão Apollo 15 de 1971 – a nona missão do programa espacial Apollo dos Estados Unidos e a primeira onde foi usado o veículo lunar Roving.

Segundo a leiloeira, dos doze homens que pisaram a Lua, todos usaram Omega Speedmasters que são atualmente propriedade do governo, entre eles encontra-se também o Omega que Dave Scott terá usado durante os seus dois primeiros passeios na Lua. E é aqui que entra o Bulova.

Depois do sua segunda excursão na Lua e de regressar à cabine, Scott reparou que o vidro do seu Omega tinha estalado, pelo que teve que procurar uma solução de recurso: optou por usar o seu relógio pessoal, o Bulova que foi agora a leilão. Este cronógrafo foi assim usado durante a sua terceira e última excursão na Lua. Com a nota de que, quando o comandante saudou a bandeira americana contra o fundo majestoso do Hadley Delta, ele estava a usar o relógio Bulova no seu pulso esquerdo.

Numa carta assinada por Dave Scott, e que acompanhou a venda, pode ler-se: “Among the decisions I made, the monitoring of time was perhaps most important.

Detido por privados, o Bulova  atingiu os 1,625 milhões de dólares e trata-se assim do único relógio americano a ter sido usado na superfície lunar.

Para mais informações consulte o site oficial da RR Auction.