2017

Montblanc_30

PONTO de VISTA – Underdog

Esta semana, a Montblanc revelou aos cerca de 80 jornalistas que integram o exclusivo Club 4810 a sua estratégia para 2018, bem como as novidades que serão apresentadas no próximo Salon International de la Haute Horlogerie (SIHH) a decorrer na terceira semana de janeiro de 2018, em Genebra. Sem podermos revelar nada de estratégico, já que toda a informação recolhida padece de um rigoroso embargo até o primeiro dia do SIHH, eis as nossas impressões.

AndreSilva_Cvstos

ATUALIDADES – André Silva: novo amigo da Cvstos

A Espiral do Tempo está em Milão com André Silva e a Cvstos. Oficializado hoje como amigo da marca suíça, o futebolista português recebeu Antonio Terranova – head designer e sociofundador – que trouxe na bagagem uma peça especial para lhe entregar: um Challenge Chrono II com caixa em aço revestida a PVD preto e pormenores em ouro. Mais novidades para breve. Entretanto, acompanhe-nos no Facebook e no Instagram.

Corum_GoldenBridgeStreamBridgeAutomatic

EM FOCO – Golden Bridge Stream Bridge Automatic by Corum

Vejo tanta coisa quando olho para este relógio. Ao primeiro olhar admira-se a sua arquitetura, o seu design, as suas formas. De seguida, reparo num detalhe que sugere a gaiola pombalina que estruturou as casas de Lisboa após o terramoto, ou a estrutura dos pilares da ponte sobre o Tejo, filha da ponte Golden Gate de S. Francisco que, afinal, inspirou a sua criação… e só muito depois se perde tempo a ver as horas. É que há tanta coisa tão apaixonante nesta peça de arte micromecânica e de ourivesaria, e tantas referências culturais e relojoeiras, que ver as horas em semelhante objeto parece coisa demasiado prosaica. Eis o novo Golden Bridge Stream Bridge Automatic da Corum.

Miguel Gomes © Espiral do Tempo

ENTREVISTA – Miguel Gomes da ArtFalco: simbiose pura

Edição impressa | Há pessoas que têm a capacidade de transmitir pelo entusiasmo sincero das palavras as suas verdadeiras paixões. Miguel Gomes, falcoeiro de profissão e de coração, é uma dessas pessoas. Foi ele que, com a paciência de Serenia, tornou possível a concretização da capa desta edição – numa relação que procurámos estabelecer entre o Patek Philippe Ref. 5524G enquanto relógio que presta tributo à conquista dos céus e o falcão. Foi Miguel Gomes também que nos revelou alguns dos segredos da arte da cetraria/falcoaria. Romântico assumido num mundo que vive da relação de cumplicidade, simbiótica mesmo, entre ave e falcoeiro, o fundador da ArtFalco mostrou-nos ainda que entre falcões e relógios mecânicos há mais semelhanças do que alguma vez poderíamos pensar.

Luminor Due

NOVIDADES – Os quatro novos Luminor Due by Officine Panerai

Um Luminor de silhueta elegante, em material precioso polido, de 42 mm e estanque até 30 metros talvez não seja o tipo de relógio que associamos à Officine Panerai. Isto se formos puristas da marca ou mesmo paneristi de alma coração.  Mas foi isso mesmo que a marca italiana fez em 2016 – atreveu-se a oferecer uma resposta alternativa ao mercado do seu icónico Luminor 1950 e deu que falar. E este ano repete a proeza com o lançamento de mais quatro versões. Falamos da coleção Luminor Due que começa agora a chegar a Portugal.

Destaque_

RECOMENDADO – A semana que passou em destaque (agora os smartwatches e os relógios de quartzo)

Os smartwatches e a reação da relojoaria tradicional a esta espécie de intruso no mundo dos relógios de pulso é um tema com pano para mangas. E muito se tem dissertado sobre a questão. Mas nos últimos tempos, nota-se uma mudança no modo como é abordada. Mais do que se falar das implicações dos smartwatches no domínio dos relógios mecânicos ou da relojoaria tradicional, começa-se a discutir a sua implicação no campo específico dos relógios de quartzo. A este propósito e neste início de semana, selecionámos alguns artigos que nos fazem pensar.