Janeiro 2017

Rolex_Federer_GMT-Master_II_Batman

Open da Austrália: o regresso de… Batman?

Numa final entre super-heróis do desporto mundial e do ténis em particular, Roger Federer derrotou Rafael Nadal e depois ergueu a taça do Open da Austrália com um relógio muito especial: o Rolex GMT-Master II que tem por cognome… ‘Batman’. A Richard Mille e a Audemars Piguet também estiveram em destaque na fase terminal do torneio.

Dubai Watch Week

Dubai Watch Week: paixão, conhecimento e comunidade!

EdT57 — Mais do que nos relógios, a Dubai Watch Week (DWW) centrou-se nas pessoas que compõem o setor, sejam relojoeiros, gestores, colecionadores ou simples entusiastas. Aclamado unanimemente como um evento singular sem paralelo na indústria pela forma como colocou a arte e a paixão pela relojoaria à frente do próprio produto, abordámos alguns protagonistas do evento —para perceber qual o seu significado para o setor.

Caveiras_Cvstos_Invaders_Skull

Galeria: alguns relógios que nos mostram que as caveiras andam aí…

  A caveira é um símbolo associado ao tempo desde sempre — por nos recordar a nossa própria mortalidade num ‘memento mori’ que, num relógio, equivale a dizer que o tempo é mesmo precioso. Embora por vezes tenha algumas conotações negativas, a caveira também se apresenta como um motivo explorado de maneira positiva na arte e na moda contemporâneas; a sua aplicação tornou-se recorrente na alta-relojoaria e algumas das marcas até se especializaram no tema. Aqui ficam alguns exemplos…

Make_Watchmaking_Great_Again

Reflexões em Genebra: ‘Let’s Make Watchmaking Great Again!’

Há uma atração quase irresistível por parte de quem escreve sobre alta relojoaria para fazer analise económica sobre o setor, como se esse fosse o ângulo principal sobre o qual a maioria dos consumidores baseia a sua opção de compra. Um exercício de redação que é executado como se o autor se estivesse a dirigir aos leitores de um Financial Times.

L.U.C Lunar Big Date

Bastidores: a saga que foi fotografar o L.U.C Lunar Big Date — chamem-nos lunáticos, sff.

As imagens seguintes nunca foram publicadas na Espiral do Tempo, mas a história por detrás delas revela o quão lunáticos somos na procura dos melhores conceitos sempre que temos uma peça de relojoaria para explorar. Arriscamos dizer que esta aventura fotográfica foi um pequeno passo para o homem e um gigantesco salto para todos aqueles que têm a cabeça na Lua. A nossa vítima: o L.U.C Lunar Big Date da Chopard.

SIHH2017_destaques

SIHH 2017/ A nossa seleção

Depois de termos apresentado algumas notas finais sobre o SIHH 2017 — que decorreu na passada semana — deixamos hoje uma galeria com uma seleção de alguns dos relógios que mais nos chamaram a atenção. Uma seleção nada fácil: além de haver muitos e bons, o ideal seria categorizá-los em diversos parâmetros que proporcionassem um agrupamento mais justo em termos de preço, complicação ou estilo. Ainda assim, arriscámos.