Novidades, Relógios

NOVIDADES – Técnicas de Avant-Garde no novo TAG Heuer Connected Modular 45

A. TAG HEUER CONNECTED MODULAR 45 (5)

As iniciais da marca TAG Heuer significam Techniques d’Avant Garde. E foi com os olhos postos em soluções técnicas vanguardistas que a marca suíça apresentou nesta terça-feira a nova geração do seu smartwatch: o Connected Modular 45. A modularidade e o labéu Swiss Made estiveram tanto ou mais em destaque do que o conteúdo eletrónico.

© TAG Heuer

Jean-Claude Biver (ao centro) apresentou ontem ao mundo o novo TAG Heuer Connected Modular 45, a segunda geração do smartwatch da marca suíça.Com ele estiveram Josh Walden, vice-presidente sénior e diretor geral do grupo de novas tecnologias na Intel, e David Singleton, vice-presidente de engenharia do Android no Google. © TAG Heuer

Foi com pompa e circunstância que a TAG Heuer apresentou ao mundo a segunda geração do seu smartwatch – que apresenta significativas diferenças relativamente à primeira e que passa por ser o primeiro smartwatch modular da indústria relojoeira suíça, por cumprir os parâmetros que lhe permitem exibir a designação Swiss Made. Também o local da apresentação foi simbolicamente escolhido: Brunnen, uma localidade historicamente associada ao estabelecimento da confederação helvética. E, como não podia deixar de ser sob a batuta de Jean-Claude Biver, houve também queijo suíço e a habitual cacofonia proporcionada pelos típicos badalos das vacas.

© TAG Heuer

O evento de apresentação do TAG Heuer Connected Modular 45 foi transmitido em direto. © TAG Heuer

A recordação do herói suíço Guilherme Tell por parte do CEO da TAG Heuer deu o mote para uma conferência de imprensa acompanhada em todo o mundo através da Internet e que também teve ligação direta a São Francisco, na Califórnia (onde estavam o CEO da Intel Brian Krzanich, o diretor-geral da TAG Heuer Guy Sémon, e o vice-presidente de produtos conectados e tecnologia da TAG Heuer Tom Foldesi), devido ao importante papel norte-americano no desenvolvimento do projeto – sendo que, se na primeira geração do Connected a Suíça foi até Silicon Valley, no caso do Connected Modular 45 foi a tecnologia de Silicon Valley a ir até aos vales suíços.

TAG Heuer Connected

Os detentores do Carrera Connected lançado em 2015 irão beneficiar da atualização do software presente na segunda geração – e a nova geração inclui a possibilidade de escolha entre cerca de 4.000 mostradores diferentes. @ TAG Heuer

A Google e a Intel, que tiveram representantes na cerimónia (Josh Walden, vice-presidente sénior e diretor geral do grupo de novas tecnologias na Intel, e de David Singleton, vice-presidente de engenharia do Android no Google), contribuíram decisivamente para um sistema operativo avançado que abre um universo de novas soluções técnicas no que diz respeito ao software, mas essas possibilidades quase ilimitadas em virtude da sua conectividade são também acompanhadas por uma incrível capacidade de personalização na estrutura exterior do relógio: a modularidade é mesmo a caraterística fundamental do Connected Modular 45, que está não só dotado de um sistema rápido de troca de braceletes, como também permite a escolha de diferentes tipos de luneta, caixa e asas (em titânio, ouro rosa ou cerâmica). Essa capacidade modular permite igualmente a troca do corpo do relógio (mostrador e mecanismo), sendo possível passar do Connected Modular 45 para o cronoturbilhão Heuer 02T num ápice.

© TAG Heuer

O TAG Heuer Connected Modular 45, que está não só dotado de um sistema rápido de troca de braceletes, como também permite a escolha de diferentes tipos de luneta, caixa e asas. © TAG Heuer

Melhorias substanciais

Os detentores do Carrera Connected lançado em 2015 irão beneficiar da atualização do software presente na segunda geração – e a nova geração inclui a possibilidade de escolha entre cerca de 4.000 mostradores diferentes (incluindo vários mostradores inspirados em modelos históricos e contemporâneos da marca). Na estrutura exterior do Connected Modular 45 estarão disponíveis 56 combinações diferentes – 11 na coleção regular e 45 disponíveis por encomenda. Todas elas com a assinatura Swiss Made, uma vez que novo relógio é desenhado, desenvolvido, montado e testado no quartel-general da TAG Heuer em La Chaux-de-Fonds (mesmo tendo em conta o processor Atom Z34XX da Intel e o sistema operativo Android Wear 2.0, logicamente produzidos fora), enquanto o anterior era maioritariamente montado por fornecedores exteriores.

© TAG Heuer

Na estrutura exterior do Connected Modular 45 estarão disponíveis 56 combinações diferentes. Todas elas com a assinatura Swiss Made, uma vez que novo relógio é desenhado, desenvolvido, montado e testado no quartel-general da TAG Heuer em La Chaux-de-Fonds. © TAG Heuer

Para além de o tamanho da caixa a passar dos 46mm da primeira geração para os 45mm referidos na nomenclatura do novo Connected Modular 45, também houve uma afinação no design da luneta e das asas; o vidro de safira (touchscreen) é mais espesso. Outras caraterísticas relevantes incluem WiFi, GPS, sensor NFC para pagamentos, ecrã AMOLED, 4GB de memória, microfone para aceder ao controlo via Google Voice, bateria de lítio de última geração para 24 horas de uso continuado e estanqueidade até 50 metros.

© TAG Heuer

O facto de ser modular estende-se à possibilidade de se usar o corpo de um relógio automático Calibre 5 ou do Heuer 02T Tourbillon, com um sistema de intermutabilidade a partir de molas nas asas da bracelete. E 18 braceletes diferentes disponíveis. © TAG Heuer

A modularidade estende-se à possibilidade de se usar o corpo de um relógio automático Calibre 5 ou do Heuer 02T Tourbillon, com um sistema de intermutabilidade a partir de molas nas asas da bracelete. E 18 braceletes diferentes disponíveis, com diversas cores de cauchu, alternativa em pele com base em cauchu, e a tradicional solução à base de elos em titânio ou cerâmica. Também há lunetas e asas cravejadas de diamantes para um look mais feminino ou exclusivo.

Aprovação luso-helvética

O projeto Connected é o ex-libris da gestão de Jean-Claude Biver e o CEO da TAG Heuer não poderia estar mais contente: “Após o grande sucesso do primeiro relógio TAG Heuer Connected, estou muito orgulhoso do Connected Modular 45. É um relógio suíço que incorpora os códigos de luxo do amanhã, e que não apenas permite que as pessoas se conectem com o futuro, mas também com a eternidade graças ao seu design modular simples e inteligente. É um relógio inovador, único e inconfundível que surge na vanguarda das mais recentes tecnologias disponíveis em Silicon Valle e é também um genuíno relógio suíço que carrega com ele o selo Swiss Made. Personifica a nossa posição de liderança no segmento dos smartwatches de luxo e com alto nível de tecnologia”.

© Espiral do Tempo / Paulo Pires

Filipe Albuquerque, amigo da TAG Heuer para Portugal, teve a oportunidade de experimentar o novo Connected Modular 45. © Espiral do Tempo / Paulo Pires

Filipe Albuquerque, o piloto de Coimbra que é amigo da marca para Portugal, já teve a oportunidade de testar um instrumento que complementa bem o seu estilo de vida. “Tenho a primeira geração do Connected e o novo Connected Modular 45 é uma versão claramente melhorada”, refere. “Permite-nos escolher entre um alargado leque de mostradores, o sistema de troca de braceletes é muito simples e podemos mudar nós próprios o look do relógio com uma bracelete diferente sem termos de ir a uma loja, para além das restantes caraterísticas modulares. Faz todo o sentido que seja à prova de água – o Connected da primeira geração era somente splash proof’ – para atividades mais desportivas sem estarmos tão preocupados. O interface também está melhorado e dá muito jeito para o meu treino: para a corrida, para a bicicleta, apresenta desafios diários para as flexões e os abdominais. Tem GPS e um conjunto de novas aplicações que são muito interessantes, para além do conceito do relógio ser já em si extremamente interessante”.

© Espiral do Tempo / Paulo Pires

Para Filipe Albuquerque, o novo Connected Modular 45 é uma versão claramente melhorada, em comparação com a primeira geração do smartwatch da TAG Heuer. © Espiral do Tempo / Paulo Pires

A apreciação de Filipe Albuquerque sobre o Connected Modular 45 e as restantes novidades da TAG Heuer pode ser acompanhada na edição de primavera da Espiral do Tempo, que estará nas bancas no final da próxima semana. Fiquem conectados!

Para ver mais sobre o momento do lançamento, deixamos o vídeo partilhado em direto pela TAG Heuer: