Novidades, Relógios

NOVIDADES – Edições especiais Jaeger-LeCoultre Rendez-Vous Sonatina (encontro marcado com o Festival de Veneza)

JLC_RendezVous_Sonatina_Festival de Veneza

A 74ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza decorre entre 30 de agosto e 9 de setembro e conta, mais uma vez, com a Jaeger-LeCoultre enquanto patrocinadora oficial. Este ano celebra-se 12 anos de parceria – um momento marcado com três edições limitadas de um modelo muito especial: bem-vindos ao mundo encantado dos novos e românticos Rendez-Vous Sonatina dedicados ao Festival de Veneza.

Jaeger-LeCoultre Rendez-Vous Sonatina 'Séduction'. © Jaeger-LeCoultre

Jaeger-LeCoultre Rendez-Vous Sonatina ‘Séduction’. © Jaeger-LeCoultre

Para celebrar a 74ª edição do Festival Internacional de Veneza a Jaeger-LeCoultre lança este ano uma super exclusiva série do mais romântico dos seus relógios de pulso: o Rendez-Vous.

Lançado em 2012, o Rendez-Vous simboliza o encontro entre a relojoaria e a joalharia, e tem um nome (e apenas o nome) recuperado de um antigo modelo dos anos 80 da marca suíça. A componente estética é crucial nesta coleção, mas também a sua componente técnica – basta visitar o catálogo da marca para ali se descobrirem variantes que exploram o lado mecânico mais sofisticado, desde complicações acústicas, a complicações mais óbvias e tão femininas (como as fases da Lua).

Em 2014, publicámos na Espiral do Tempo (número 46), um artigo dedicado em exclusivo a esta coleção. Na altura, Lucie Paschke, que esteve por  trás da criação deste relógio de pulso, referiu-nos que o sucesso do Rendez-Vous se devia, por um lado, ao timing certo (o lançamento coincidiu com o Jubileu da Rainha de Inglaterra, com a associação da linha a Diane Kruger e com o Shanghai Film Festival), mas também ao facto de se tratar de um produto muito forte, disponibilizado em vários tamanhos e materiais com diversos mecanismos. Por outro lado, Lucie destacava também a combinação aço/diamantes muito apelativa e a um preço interessante.

Mais recentemente, tivemos a oportunidade de conhecer melhor este modelo nos jardins da Casa da Cerca, em Almada, e para o passeio optámos pelo Rendez-Vous Night & Day (Ref. Q3432490). Nessa ocasião, salientámos a ligação às artes e é exatamente a associação especial ao mundo do cinema a razão pela qual esta coleção foi em 2017 selecionada para celebrar o incontornável evento da sétima arte que decorre entre 30 de agosto e 9 de setembro de 2017. A manufatura apresenta, assim, três novos Rendez-Vous Sonatina, cada um decorado segundo as reconhecidas Métiers Rares tão caras à Jaeger-LeCoultre.

Rendez-Vous Sonatina Large para o Festival de Veneza

Jaeger-LeCoultre Rendez-Vous Sonatina 'Romance'. © Jaeger-LeCoultre

Jaeger-LeCoultre Rendez-Vous Sonatina ‘Romance’. © Jaeger-LeCoultre

O Sonatina Large com caixa em ouro rosa é o mais recente modelo da coleção Rendez-Vous e é ele que está na base das novas edições limitadas dedicadas ao Festival de Veneza. Em traços gerais, estamos a falar de uma deliciosa complicação acústica: um ponteiro com uma estrela na extremidade, que se acerta através da coroa às 2 horas, indica a hora de um encontro marcado (por isso se diz que é um relógio romântico) com um toque sonoro – no fundo trata-se de um alarme; depois esse toque é complementado pela indicação dia/noite numa abertura às 6 horas que, de forma original nestas edições limitadas, acompanha o perfil do motivo decorativo do centro do mostrador.

Jaeger-LeCoultre Rendez-Vous Sonatina 'Amour'. © Jaeger-LeCoultre

Jaeger-LeCoultre Rendez-Vous Sonatina ‘Amour’. © Jaeger-LeCoultre

Depois, claro, teremos de falar de toda a riqueza decorativa destes relógios de pulso. Longe dos intensos e preciosos relógios-jóia lançados noutros anos por ocasião do mesmo Festival (recuemos a 2008, por exemplo) os novos Rendez-Vous são relógios elegantes, que não gritam, mas chamam a atenção. Isto porque a caixa de 38,2 mm em ouro rosa, além da moldura de diamantes, guarda um bonito mostrador em madrepérola com trabalhado guilhoché dividido em duas partes – a novidade passa pela parte inferior em madrepérola pintada à mão. Cada uma das versões expressa diferentes fases de uma relação amorosa – o romance, a sedução e o amor – através dos motivos decorativos do mostrador inferior e das cores dominantes: cor de rosa para o romance; roxo e violeta para a sedução e azul claro e verde água para o amor.

Os novos Rendez-Vous Sonatina dedicados ao Festival de Veneza são lançados em três edições limitadas de oito exemplares cada.

Relógios raros, em todos os sentidos.

Para mais informações consulte o site da Jaeger-LeCoultre ou o site da Torres Distribuição.

Características técnicas

Jaeger-LeCoultre
Rendez-Vous Sonatina

Referências/ Rendez-Vous Sonatina “Séduction” Q359 24 P1; Rendez-Vous Sonatina “Romance” Q359 24 T1; Rendez-Vous Sonatina “Amour” Q359 24 C1
Movimento/ Corda automática, Calibre Jaeger-LeCoultre 735, manufaturado, montado e decorado à mão; 28.800 alternâncias por hora; 40 horas de reserva de marcha; 295 peças; 40 rubis. A coroa às 2 horas acerta a hora do alarme; a coroa nas 4 horas ajusta as horas, os minutos e a indicação dia/noite.
Funções/ Horas, minutos, segundos, indicador dia/noite; alarme para indicação de compromisso.
Caixa Ø 38,2 mm/ Ouro rosa; luneta cravejada de diamantes; estanque até 5 bar.
Mostrador/ Parte superior: madrepérola guilhochada pintada à mão, parte central: madrepérola guilhochada e pintura em miniatura feita à mão; diamantes com lapidação brilhante.
Bracelete/ Pele de crocodilo com fivela dobrável, sistema de pulseira intercambiável.

 

Clique na imagem para ver a galeria: