Novidades, Relógios

NOVIDADES – O trio verde da Officine Panerai

OfficinePanerai_GreenDial_1

A Officine Panerai alargou a paleta cromática da sua coleção através do recente lançamento de um novo trio de relógios com mostrador verde que reforçam o espírito militar e neo-vintage do seu ADN.

Nascida em Florença no ano de 1860, a Officine Panerai ganhou fama sobretudo a meio do século XX com o fornecimento de instrumentos de precisão à marinha italiana durante a Segunda Guerra Mundial e posteriormente no final da década de 90 – quando foi ‘recuperada’ para o primeiro plano do mundo relojoeiro e se revelou determinante para a tendência dos relógios sobredimensionados que caraterizaria a década seguinte. Os designs concebidos pela Panerai por alturas do grande conflito militar incluíam o Luminor e o Radiomir, que durante muitos anos foram abrangidos pela Acta de Segredo Militar e só puderam ser lançados no mercado após a marca ter sido adquirida pelo Grupo Richemont em 1997.

Desde então, a Panerai tem produzido os seus próprios movimentos nas suas instalações em Neuchâtel – combinando perfeitamente o savoir-faire suíço com o estilo italiano. As suas mais recentes criações voltam a assentar nesses dois pilares fundamentais: um trio de modelos assentes nas caixas Radiomir, Radiomir 1940 e Luminor 1950, todos eles dotados de um mostrador esverdeado e com um acentuado espírito retro. Esse perfume neo-vintage do Radiomir 8 Days Titanic 45mm, do Radiomir 1940 3 Days Acciaio 47mm e do Luminor 1950 Chrono Monopulsante 8 Days GMT Titanio 44mm é sublinhado pelo contraste entre a cor verde escura do mostrador e os indicadores horários luminescentes em tom bege mais o dourado dos ponteiros – sem esquecer o habitual reforço dado por correias condizentes em couro especialmente selecionado e estilização apurada.

Green Dial Radiomir 8 Days Titanio 45 mm (PAM00735)

GREEN DIAL_Radiomir 8 Days Titanio - 45mm_PAM00735

Officine Panerai Green Dial Radiomir 8 Days Titanio 45mm PAM00735. © Officine Panerai

O Radiomir 8 Days (referência PAM00735) apresenta a tradicional caixa em forma de almofada da linha Radiomir com o típico encaixe de correia e a coroa cónica que têm sido caraterísticas do modelo desde a sua estreia em 1936; a estrutura da caixa de 45mm e estanque a 100 metros é esculpida em titânio de acabamento escovado com uma luneta polida que circunda o mostrador verde-escuro mate. A data às 3 horas é encimada por uma pequena lente redonda integrada no vidro. Lá dentro, bate o calibre P.2002 de corda manual com dispositivo de reposição a zero para acerto e que pode ser admirado através do fundo transparente em vidro de safira; os três tambores de corda ligados em série oferecem uma reserva de corda de oito dias (com indicação da reserva de marcha visível no fundo).

Green Dial Radiomir 1940 3 Days (PAM00736)

PAM00736_GREEN DIAL_ANIMATION_BACKWALL

Officine Panerai Green Dial Radiomir 1940 3 Days PAM00736. © Officine Panerai

O Radiomir 1940 3 Days (referência PAM00736) assume as caraterísticas do Radiomir 1940 (uma espécie de transição entre o Radiomir e o Luminor devido às asas) numa caixa em aço de 47mm estanque a 100 metros que evoca o tamanho utilizado nos instrumentos de mergulho concebidos para a equipa subaquática da Marinha Real Italiana. Sob o vidro ligeiramente convexo, destacam-se os grandes indexes e marcadores horários lineares, acompanhados do contador pequeno dos segundos e da janela da data às 3 horas. O calibre de manufatura de corda manual P.3000 apresenta uma reserva de corda de três dias e tem 16½ linhas de diâmetro, dimensão que remonta aos movimentos que equipavam os modelos históricos da Panerai.

Luminor 1950 Chrono Monopulsante 8 Days GMT

OfficinePanerai_Green_2

Officine Panerai Luminor 1950 Chrono Monopulsante 8 Days GMT. © Officine Panerai

Finalmente, o Luminor 1950 Chrono Monopulsante 8 Days GMT é declinado numa caixa em titânio escovado de 44 mm de diâmetro estanque a 100 metros – e dotada do clássico dispositivo de alavanca em ponte para proteção da coroa e melhoria da hermeticidade que foi patenteado pela Panerai nos anos 50. A luneta apresenta acabamento polido e às 8 horas encontra-se um botão que controla as operações de início, paragem e reposição a zeros do cronógrafo. O mostrador revela bem as indicações suplementares do calibre de corda manual P.2004: indicador linear de reserva de corda de 8 dias às 6 horas, contador dos segundos e a indicação am/pm relativo ao ponteiro do segundo fuso horário às 9 horas; os minutos saltantes do cronógrafo são medidos por um pequeno totalizador às 3 horas e os segundos são cronometrados a partir do ponteiro central. Todos os ponteiros, exceto a função GMT, são dourados e conjugam-se na perfeição com os indexes horários beges no mostrador verde.

Todos os relógios desta série ‘verde’ reservada para as Boutiques Panerai (incluindo a de Lisboa na Avenida da Liberdade, evidentemente) são apresentado num elegante estojo verde em madeira de cerejeira que inclui no interior uma bracelete suplementar de borracha preta e a correspondente ferramenta para a substituir.

Mais um toque adicional de classe para os Paneristi e demais aficionados…

Consulte o site oficial da Officine Panerai para mais informações.