Novidades, Relógios

NOVIDADES – TAG Heuer Autavia Jack Heuer 85th Anniversary Limited Edition

Jack Heuer

O seu a seu dono: é somente hoje, no próprio dia do 85º aniversário de Jack Heuer, que abordamos aqui a versão especial da reedição Autavia que lhe foi dedicada – depois de uma cerimónia pública de apresentação do relógio no início do mês. Mas este é que é o dia ideal para vos darmos a conhecer o terceiro relógio comemorativo de aniversário lançado pela TAG Heuer após as edições limitadas do Carrera desveladas quando Jack completou 70 e 80 anos: o Autavia Jack Heuer 85th Anniversary Limited Edition. Aqui fica a devida apreciação.

Será desta? Jack Heuer já tinha previsto reformar-se no ano em que completou o 80º aniversário, mas aceitou prolongar a sua atividade como presidente honorário da TAG Heuer para acompanhar as celebrações do 50º aniversário do Carrera em 2013 e contribuir para o design de mais alguns modelos. Depois, a retirada foi programada para 2014, na sequência do lançamento da sua biografia.

E o certo é que Jack Heuer ainda continuou ligado à marca fundada pelo seu bisavô enquanto presidente honorário e embaixador emérito – destacando-se a sua presença em eventos especiais associados à história da companhia e sobretudo na edição deste ano da feira de Basileia, onde foi oficialmente apresentada ao grande público a nova reedição do Autavia… e oficiosamente uma outra edição reeditada do Autavia destinada a celebrar o seu 85º aniversário. Lá estivemos com um protótipo no pulso…

Autavia

Protótipo do Autavia de Jack Heuer em Baselworld. © Miguel Seabra/ Espiral do Tempo

Após as reedições do Autavia com caixa em C (ou cushion) efetuadas em 2002 tendo por base os modelos lançados em 1969 com movimento automático Chronomatic e coroa à esquerda, o nome Autavia regressou à baila no ano passado e a escolha do novo cronógrafo a ostentar a famosa nomenclatura (uma contração de Automobile e Aviation) no mostrador até foi decidida pelos aficionados da marca num processo verdadeiramente original – que recebeu o nome de Autavia Cup, uma espécie de torneio virtual em que 16 diferentes modelos Autavia primeira geração (ou seja, pré-Chronomatic) foram emparelhados de modo a defrontarem-se entre si num mano-a-mano com três rondas de eliminação até à final. Entre modelos de dois contadores e três contadores, na sua esmagadora maioria com combinações ‘Panda’ (contadores pretos em fundo branco) ou ‘reverse Panda’ (contadores brancos em fundo preto), mais de 50 mil votações online estabeleceram a vitória do cronógrafo com a referência 2446 MK3, conhecido por Autavia ‘Rindt’ por ter sido usado frequentemente pelo malogrado piloto alemão campeão de Fórmula 1 Jochen Rindt.

AutaviaCup-Winner

O Autavia Rindt foi o vencedor da Autavia Cup, promovida pela TAG Heuer em 2016. © TAG Heuer

Se o visual é aproximado, o tamanho do novo Autavia ‘Rindt’ surge decididamente mais contemporâneo com a passagem dos 39mm de diâmetro para os 42. Também se tornou inevitável a adoção de uma motorização automática em detrimento do movimento de corda manual original, com a particularidade de estrear o Calibre Heuer-02 (um sucedâneo do CH80 que iria ser manufaturado no pólo da marca em Chevenez). A adição da data às 6 horas, algo criticada pelos aficionados, constitui um suplemento prático. E, como sucede em todos os modelos históricos da TAG Heuer, o branding utilizado foi o Heuer original. Os totalizadores brancos com acabamento circular azurage oferecem bom contraste com o fundo negro e os indicadores metálicos aplicados à mão nas horas. A luminescência utilizada é designada por SuperLumiNova Laranja e à luz natural oferece um tom que evoca a patina antiga. A luneta bi-direcional inclui uma inserção em cerâmica com algarismos das horas prateados e o vidro é convexo para consolidar o visual retro.

A reedição/reinterpretação do Autavia ‘Rindt’ de 1964 foi o acontecimento mais relevante de Baselworld para a TAG Heuer e mereceu mesmo honras de capa na edição de primavera da nossa Espiral do Tempo – que Jack Heuer orgulhosamente exibiu em Baselworld. Entretanto, o protótipo do seu Autavia de 85º aniversário, com um mostrador contrário ao do Autavia ‘regular’ escolhido via votação, necessitou de várias afinações exigidas pelo próprio aniversariante – a base do mostrador era demasiado prateada e tornou-se mais branca, ao passo que o grafismo da graduação dos segundos e da subdivisão dos segundos também não era do seu agrado. A versão final foi desvelada no último dia 7 deste mês, enquanto o aniversário de Jack Heuer é hoje, 19 de novembro. Um dia que ele escolheu passar em privado, com a sua família.

TAGHeuer_Autavia_JackHeuer (19)

TAG Heuer Jack Heuer 85th Anniversary Limited Edition (2017). © TAG Heuer

Vai ser estranho deixar de ver Jack Heuer apadrinhar os principais lançamentos da TAG Heuer, mas não se lhe podia pedir mais após as várias extensões de carreira que aceitou fazer em prol da marca. Aos 85 anos, há muito que já poderia estar aposentado – mas nunca enjeitou esforços no sentido de corresponder a todas as solicitações mediáticas de que foi alvo sempre que surgiu publicamente na condição de lenda viva da relojoaria. Não raras foram as vezes em que passou um dia inteiro a dar entrevistas, de manhã à noite, e partilhar a sua sabedoria não só do ponto de vista relojoeiro, mas também recordar os tempos épicos do desporto automóvel entre as décadas de 1960 e 1980. Finalmente, vai poder dedicar todo o seu tempo à querida família…

Bisneto do fundador Edouard Heuer, Jack Heuer assumiu um papel fundamental no processo que transformou a Heuer numa das marcas de maior reconhecimento em todo o mundo e no líder do mercado de relógios desportivos de prestígio. Foi percursor de novas tecnologias e novos métodos de comunicação no setor, influindo decisivamente na história da relojoaria. O seu passado relojoeiro está pejado de feitos inéditos – desde a introdução do quartzo à conceção do primeiro mecanismo cronográfico automático, passando por originais sistemas de cronometragem desportiva e inovadores esquemas de patrocínio nos tempos áureos do desporto motorizado.

Photo 7 Niki Lauda Jack Heuer

Jack Heuer esteve por trás dos primeiros patrocínios da marca. Nesta foto, ele encontra-se entre Niki Lauda (à esquerda) e Clay Regazzoni. © TAG Heuer

Photo 2 Jack Heuer and Joe Siffert

Jack Heuer (à esquerda) e o piloto Joe Siffert. © TAG Heuer

Na sequência da crise do quartzo e da valorização do franco suíço, Jack Heuer foi forçado a vender a sua companhia – tornada TAG Heuer após a aquisição pela TAG, em 1985. Mas voltou, a convite de Christian Viros e de Jean-Christophe Babin por alturas da viragem do milénio. No seu regresso como presidente honorário, Jack Heuer não só ajudou a montar o museu da marca como supervisionou várias reedições e reinterpretações dos relógios que lançou para o estrelato; para além disso, também emprestou o seu nome a vários modelos em edição limitada que lhe foram dedicados – destacando-se o Carrera Jack Heuer 70th Anniversary de 2002 e o Carrera 80th Anniversary de 2012, sem esquecer o Carrera Calibre 1887 Jack Heuer Edition de caixa ‘Bullhead’ com coroa e botões do cronógrafo na parte superior.

TAG Heuer Carrera 2002

TAG Heuer Carrera 2002 de celebração dos 70 anos de Jack Heuer.

A primeira edição de aniversário, apresentada em 2002, assentava na caixa de 39mm do Carrera da altura – mas com um mostrador de dois totalizadores e data às seis horas, ao passo que os modelos regulares tinham três contadores. Essa disposição e as cores foram depois retomadas uma década depois, embora a caixa já fosse do Carrera de 41 milímetros e o cinza dos submostradores passasse a um tom antracite quase preto. Ambas as edições incluem no verso o brasão da família Heuer e o autógrafo de Jack.

Jack_Heuer_80th_birthday_Carrera

TAG Heuer Carrera Jack Heuer 80th Anniversary de 2012. © Miguel Seabra/ Espiral do Tempo

Jack_Heuer_80th_birthday_Carrera

Jack Heuer com o TAG Heuer Carrera de celebração dos seus 80 anos (2012). © TAG Heuer

Também o novo Autavia Jack Heuer 85th Anniversary Limited Edition apresenta no fundo a gravação do escudo e da assinatura. De resto, e para além de pequenos pormenores no mostrador ‘invertido’ relativamente à reedição regular do Autavia (luminescência branca, marcadores de minuto mais curtos na minuteria, intervalos de um minuto no submostrador às 3 horas) e do grafismo claramente distinto da luneta (graduada para minutos e com um triângulo mais pequeno), as caraterísticas são comuns – desde o movimento automático até à bracelete metálica com links centrais que evocam a original ‘Grãos de Arroz’ da empresa fornecedora Gay Frères, que tantos Autavias equipou nos anos 60. A edição está limitada a 1932 exemplares numerados, que perfazem o ano de nascimento de Jack Heuer. O número um foi leiloado pela Phillips no passado dia 11 de novembro.

TAGHeuer_Autavia_JackHeuer B (10)

TAG Heuer Autavia Jack Heuer 85th Anniversary Limited Edition (2017).© TAG Heuer

Feliz aniversário, Jack. Como diz a canção, hit the road and don’t come back no more, no more, no more, no more – mas em sentido positivo. Porque, após tantos adiamentos e por mais que desejássemos continuar a vê-lo nas andanças relojoeiras, está mais do que na hora da sua merecida reforma.