Atualidades

RECOMENDADO – Do mar ao espaço, passando pelo cume mais alto do planeta

Do mar ao espaço, passando pelo cume mais alto do planeta

Em semana pós leilões e em dia de encerramento da Dubai Watch Week, vamos para questões de outra natureza nos artigos recomendados desta semana. Isto porque tem sido notória a tendência crescente para se falar dos relógios mecânicos enquanto objeto de aventura, com uma função, e para fotografá-los em contextos de usos real. Por isso, reunimos alguns artigos que nos falam dos relógios enquanto relógios que não são simplesmente um adorno para o pulso: do fundo do mar ao espaço.

1. The Dive Bezel: Its History and its Use

A luneta é obrigatória nos relógios ditos de mergulho como forma de ajudar a controlar o tempo de imersão, sendo por isso um componente com uma função crucial. Descobrimos, um artigo que nos conta a história e a evolução da luneta, pondo-nos ainda em contacto com relógios que são verdadeiros ícones no domínio dos relógios criados para mergulhar nas profundezas. Leitura obrigatória na Revolution online.

2.  Rolex Explorer II 1655 ‘Freccione': La montres des profondeurs… terrestres

Há uns anos, tivemos a oportunidade de descer às entranhas da Serra da Arrábida na companhia do espeleólogo João Francisco para fotografar especificamente relógios Rolex. Uns tempos antes, tínhamos estado a falar com João Garcia, o português que já se aventurou pelos picos mais altos do planeta e, claro, a Rolex surgia obrigatoriamente na conversa, tendo em conta a lendária ligação da marca à expedição que levou os primeiros homens a conquistar o cume do Evereste. Agora, deparámos-nos com um artigo que nos fala especificamente do Rolex Explorer II 1655, de forma pormenorizada e que nos revela apontamentos deliciosos que nos ajudam a perceber este relógio de pulso, criado para ser uma verdadeira ferramenta. Para ler com tempo no site Les Rhabilleurs.

3. Diving With Her Deepness, Dr. Sylvia Earle

E voltamos às profundezas do oceano e a um artigo que nos fala da experiência que foi mergulhar com Dr. Sylvia Earle, incontornável bióloga marinha e exploradora em residência da National Geographic. Atualmente com 82 anos, aquela que foi a primeira Heroína do planeta nomeada pela Time Magazine, é um dos rostos Rolex e, como todos os rostos da marca, há um Rolex por trás da sua história. Leia o artigo no Hodinkee.

4. Found – Donn Eisele’s Apollo 7 Speedmaster

Soubemos através do site Worn & Wound e publicámos também como notícia: o Omega Speedmaster SEB12100039-002 usado pelo astronauta Donn Eisele na Missão Apollo 7 e que tinha sido roubado em 1989 do Instituto Geográfico Militar de Quito, no Equador, apareceu recentemente na Cidade do México.

Como sempre nestas coisas, há uma história interessante por trás do relógio e, neste caso, passa também pelo facto de o relógio ter sido encontrado com o apoio de entusiastas bem informados no âmbito da história do espaço. Foi assim Garron DuPree quem descobriu o relógio no Ebay e o mesmo acabaria por chegar às mãos das autoridades competentes de modo a ser devolvido à casa oficial, depois de 28 anos desaparecido.

Convidamos à descoberta detalhada da história.

Aqui ficam os links:

Apollo astronaut watch, stolen in Ecuador, recovered 30 years later e Omega Forum.