Relógios destaque 2

ATUALIDADES | Barack Obama com um Rolex Cellini no seu retrato oficial

Rolex Cellini

Na passada segunda-feira foram apresentados os retratos de Barack e Michelle Obama que irão integrar a galeria de retratos oficiais dos antigos presidentes e primeiras-damas dos Estados Unidos. O evento aconteceu na Galeria Nacional de Retratos do Museu Smithsonian, se bem que as pinturas são destinadas à Galeria Nacional de Washington. No seu retrato, da autoria de Kehinde Wiley, Obama surge com um Rolex Cellini no pulso.

A pergunta era óbvia: que relógio escolheria (caso escolhesse) usar Barack Obama no retrato oficial que o iria eternizar na Galeria Nacional de Washington, depois de, ao longo dos anos, ter sido  visto com um TAG Heuer 1500 Professional (antes de ter sido eleito), um Fitbit Surge, um Jorg Gray e, mais recentemente, um Rolex Cellini?

A resposta surgiu na passada segunda-feira, 12 de fevereiro, quando foram reveladas as pinturas oficiais que retratam o anterior presidente dos Estados Unidos e a primeira-dama, Michelle Obama.

 

No quadro, da autoria de Kehind Wiley, Barack Obama surge rodeado por uma vibrante vegetação verde, sentado, com os braços numa posição que permite destacar, de soslaio, um Rolex Cellini. Segundo o site Hodinkee, em causa está a referência 50509 com caixa em ouro branco de 39 mm, mostrador branco e correia em pele de aligátor. Horas, minutos e segundos são as indicações que nele encontramos, já que se trata do modelo mais simples da coleção Cellini e o mesmo relógio que deu que falar, no passado mês de outubro, quando o antigo presidente assistiu, em Toronto, aos Invictus Games, ao lado do príncipe Harry. O preço do relógio ronda os 14.300 euros.

Rolex_Cellini

O Rolex Cellini que fica eternizado no retrato oficial de Barack Obama. © Rolex

A linha Cellini, batizada em honra do multifacetado artista renascentista Benvenuto Cellini (escultor, ourives e escritor), é considerada a gama ‘elegante’ da Rolex e foi completamente renovada há três anos, de modo a oferecer uma alternativa atualizada aos incontornáveis modelos Oyster Perpetual. A marca genebrina nunca comenta a autoria dos seus designs, mas sabe-se que o traçado neo-clássico dos novos Cellini tem a assinatura de Emmanuel Gueit… o mesmo designer que, há 25 anos, foi o autor da estética disruptiva do Royal Oak Offshore da Audemars Piguet.

Para mais informações sobre a linha Cellini, vale a pena visitar o site oficial da Rolex.