Outubro 2018

Um fotografia rara: o mestre François-Paul Journe sem relógio no pulso © Paulo Pires / Espiral do Tempo

PERFIL | François-Paul Journe: Primus Inter Pares

Em Genebra | François-Paul Journe é o mais galardoado mestre relojoeiro da atualidade, mas não é apenas o seu brilhantismo ou a excelência da sua manufatura que o fazem destacar-se. É também a vincada personalidade e a intransigente defesa da arte relojoeira. Na sequência do anúncio da entrada da Chanel no capital da F.P. Journe, aqui ficam os ideais de um viajante no tempo que é tão admirado como temido – e a sua abordagem a temas nucleares da atualidade relacionados com a manufatura.

BR X1 Military © Bell & Ross

PRIMEIRAS IMPRESSõES | Bell & Ross BR X1 Military: inspiração militar

O mundo simbólico da Bell & Ross inspira-se, sem complexos, na aviação. A sua filosofia tem princípios definidos: legibilidade, funcionalidade, precisão e fiabilidade. Ao longo dos anos as suas propostas não se afastaram muito desta linha determinada, onde também está presente a recuperação da história militar. E isso volta a ser visível no BR X1 Military, um relógio que é, mais uma vez, inspirado na aviação militar. Surge numa edição limitada de 250 exemplares.

PatekPhilippe_Nautilus_PedroSa

PODCAST – A HORA CERTA | Episódio 10: à conversa com Pedro Sá (entre relógios e a Fórmula 1)

Já está no ar o episódio 10 do podcast ‘A Hora Certa’. Neste caso, Lourenço convidou Pedro Sá para saber como começou o seu interesse por relógios, algo que vem também no seguimento do seu especial gosto pela Fórmula 1. Na coleção, Pedro Sá conta com dois incontornáveis ‘titãs’ que acabaram por transformar a relojoaria moderna. E, ainda, como convidado surpresa, destaque para uma micro-marca que tem dado que falar. O episódio 10 do podcast ‘A Hora Certa’ está agora disponível e basta um clique.

Seiko Turtle Padi Prospex Edição Limitada © Paulo Pires / Espiral do Tempo

TEST DRIVE | Seiko Turtle: tartarugas ninja

Em janeiro passado, fui tomado de assalto pela vontade de voltar a usar relógio, pois os que já possuí foram, ao longo do tempo, sendo oferecidos a familiares. Defini critérios específicos e comecei a pesquisar Internet fora. É também o relato de uma ‘viagem’ que começou na Suíça e terminou no Japão. Mais especificamente, no Seiko Turtle.

Horological Machine Nº9 © MB&F

PRIMEIRAS IMPRESSÕES | MB&F HM9 Flow: altos voos

E a MB&F volta a voar bem alto com o lançamento de mais uma máquina relojoeira que deixa o mundo a falar. A HM9 Flow é inspirada nos perfis dinâmicos da aviação e automobilismo dos anos 50 e desafia os meandros da complexidade no que diz respeito à criação de caixas para relógios de pulso. Olhando, de repente, parece tudo menos um relógio. Mas isso é o que menos interessa. Porque, no fundo, é mesmo uma máquina espetacular.

Gerald Genta

PONTO de VISTA | Horology Forum (2): a fama Gérald Genta

Em Londres | Gérald Genta é porventura o mais famoso de todos os designers na história da relojoaria de pulso. O seu legado foi celebrado num dos painéis de discussão do recente Horology Forum em Londres – mas, para além dos seus ícones mais celebrados (Royal Oak, Nautilus, Ingenieur), há também que recordar alguns modelos que estão na galeria dos mais hediondos das últimas décadas…

Jaeger-LeCoultre Reverso Tribute Moon © Paulo Pires / Espiral do Tempo

EM FOCO | Jaeger-LeCoultre Reverso Tribute Moon: sangue azul

O Reverso integra a aristocracia relojoeira há quase nove décadas, e contribuiu decisivamente para a consagração nobiliárquica da Jaeger-LeCoultre. Com uma linhagem impressionante desde a estreia em 1931, o lendário modelo reversível surge agora numa variante Tribute Moon que passa por ser uma das suas mais belas versões dos últimos tempos.