Atualidades, Grande Destaque

PRIMEIRAS IMPRESSÕES |Novidades 2019: Bell & Ross BR 05

BR 05 © Bell& Ross

Quadratura do círculo ou circulatura do quadrado? Duas designações que podem servir de caraterização à nova linha BR 05 de Bell & Ross, hoje desvelada em todo o mundo e caraterizada por um design de forte componente arquitetónica que transporta elementos estéticos dos anos 70 para o espírito urbano contemporâneo.

O lançamento de uma nova linha por qualquer marca relojoeira de prestígio é um processo longamente amadurecido e que envolve muitas mais etapas do que se pode imaginar – desde a simples ideia que despoleta o processo até ao desenvolvimento do produto com todas as vertentes técnicas a serem levadas em conta, sem esquecer algo aparentemente tão simples como o… nome. É verdade; há muito por trás de um nome (uma temática que já abordámos anteriormente aqui) e uma simples designação pode contribuir decisivamente para a aura criada à volta de um determinado relógio. No passado mês de janeiro, o lançamento da gama Code 11.59 da Audemars Piguet não correu particularmente bem, a começar pela escolha do nome; hoje, a Bell & Ross desvelou uma nova linha pragmaticamente designada BR 05 que lança a marca parisiense numa quinta dimensão da sua história.

A gama BR 05 está equipada com um mecanismo BR-CAL.321, com corda através de um peso oscilante de 360°, num trabalho em aberto para permitir que o movimento seja admirado na sua totalidade. © Bell& Ross

A gama BR 05 está equipada com o calibre automático BR-CAL.321, dotado de um rotor de 360° esqueletizado para permitir que o movimento seja admirado na sua totalidade. © Bell & Ross

Curiosamente, a história da Bell & Ross não inclui uma linha BR 04, porque o 4 não é um número de bom augúrio na Ásia! Fundada em 1992 por Bruno Belamich e Carlos Rosillo (a associação do apelido de ambos explica o nome…), a marca trouxe desde logo novos códigos estéticos à conservadora indústria relojoeira suíça – combinando grafismos típicos da linguagem da moda e o espírito muito peculiar dos instrumentos militares para estabelecer uma forte identidade que tem sido consolidada e apurada ao longo da última dúzia de anos. O facto de ter a sua sede em Paris e a Chanel como acionista não é alheio a essa sofisticação, que foi sendo afinada na substância e no estilo.

BR 05 Grey Steel em aço polido-acetinado © Bell & Ross

BR 05 Grey Steel em aço polido-acetinado © Bell & Ross

Numa fase inicial muito associada ao universo dos chamados tool watches, a Bell & Ross caraterizou-se pela utilização muito parisiense do preto e do branco; depois, e ainda na década de 90, foi das primeiras a criar uma linha de inspiração vintage (as correspondentes fotografias até foram tiradas no antigo atelier do relojoeiro luso-francês Antoine de Macedo na Rue Madame, em St. Germain-des-Près!) para satisfazer as referências clássicas dos saudosistas. Ao longo dos últimos 15 anos, a criatividade explodiu autenticamente – primeiro com a estreia do emblemático formato quadrado (BR 01 e a posterior variante BR 03), depois com a viagem no tempo até ao primeiro grande conflito mundial (WW1) e mais recentemente com a abertura a novas paletes cromáticas. Hoje, o BR 05 abre uma nova vertente no catálogo da marca e afasta-se não só dos tool watches de inspiração militar como também dos modelos vintage, exalando uma personalidade urbana muito própria.

Os novos BR 05 com braceletes em aço polido-acetinado © Bell& Ross

Os novos BR 05 com braceletes em aço polido-acetinado © Bell & Ross

Sendo que na grande maioria dos relógios ultimamente lançados é o mostrador que assume protagonismo imediato, o primeiro impacto visual da nova coleção BR 05 assenta sobretudo na geometria da caixa – um peso arquitectónico que remete imediatamente para uma expressão que deu nome a um programa de atualidade política em Portugal e que teve de sofrer um ajuste na transição para um canal da concorrência. Sim, a famosa ‘Quadratura do Círculo’ da SIC Notícias que agora assentou arraiais na TVI24 enquanto ‘Circulatura do Quadrado’. Qual das duas expressões melhor serve para caraterizar as linhas dominantes do BR 05?

BR 05 © Bell& Ross

BR 05 © Bell & Ross

Desde 2014 que o projeto fervilhava na cabeça de Bruno Belamich, o elemento do duo fundador da marca com mais responsabilidades na área do design. Houve três anos de amadurecimento e dois de concretização, entre os primeiros sketches e o arranque da produção. Numa indústria relojoeira sempre sedenta de novidades e numa particular fase comercial em que o mercado está sobretudo inclinado para tudo o que tenha uma conotação retro e o tradicional formato redondo, Bruno Belamich e Carlos Rosillo olharam para a frente e pensaram numa nova linha que pudesse ser lançada no futuro, dentro de dez ou mais anos. E que tivesse uma forte identidade baseada nos pilares da Bell & Ross. Tinha de ser um relógio a meio caminho entre o emblemático formato quadrilátero que tomou conta dos tool watches (BR 01 e BR 03 de inspiração militar, mergulho) da marca e o formato redondo tão universal (presente nas variantes BR V1, V2 e V3). Com o objetivo adicional de ser também um relógio de personalidade urbana com o cunho vincado da Bell & Ross.

Limitado a 500 unidades, o BR 05 Skeleton exibe, sem esforço, o calibre BR-CAL.322, concebido pela Bell & Ross. © Bell& Ross

Limitado a 500 unidades, o BR 05 Skeleton exibe, sem esforço, o calibre BR-CAL.322, concebido pela Bell & Ross. © Bell & Ross

Basta um rápido olhar para se constatar que o BR 05 cumpre imediatamente esse desiderato. Apresenta um visual impactante, é fácil estabelecer imediatamente contacto com modelos geométricos lançados pela marca no passado e também exala um inegável modernismo. O design integrado, com ‘fusão’ entre a caixa e a bracelete, recorda modelos primordiais da Bell & Ross com essa arquitetura integrada – que por sua vez evoca inevitavelmente uma forte tendência verificada nos anos 70, essa década tão marcada pela conquista do espaço e completamente virada para o modernismo relojoeiro através do traçado de designers como Gerald Genta e Jorg Hysek, que estiveram por trás de ícones de arquitetura integrada como o Royal Oak da Audemars Piguet, o Ingenieur da IWC, o Nautilus da Patek Philippe e o 222 (futuro Overseas) da Vacheron. Sem esquecer o Laureato da Girard-Perregaux, o Polo da Piaget e o Sport Classic da Ebel, de outras autorias. Lamentavelmente, qualquer relógio de design integrado que tenha surgido recentemente é logo comparado com o Royal Oak ou o Nautilus; os detractores sem perspetiva histórica deveriam ter a noção de que na década de 70 existiam mais de 100 marcas (muitas delas entretanto desaparecidas com a crise do quartzo) a fazer um total que pode muito bem ultrapassar o milhar de relógios de design integrado. Porque era a norma!

BR 05 Blue Steel com caixa em aço e bracelete em cauchu azul © Bell& Ross

BR 05 Blue Steel com caixa em aço e bracelete em cauchu azul © Bell & Ross

O novo relógio da Bell & Ross é suficientemente original e assume-se como a interpretação da Bell & Ross do design integrado. No BR05, a quadratura do círculo/circulatura do quadrado é bem vincada mas não literal – a caixa nem é quadrilátera, é somente de índole quadrilátera porque os cantos foram arredondados e por isso transmite igualmente um cheirinho cushion sem que as linhas retas percam predominância. A luneta com os parafusos (herdados dos BR 01 e BR 03) e um fundo transparente em vidro de safira para mostrar o calibre BR-CAL.321 complementam a sofisticação modernista do relógio, cujos parafusos laterais (na proteção da coroa, nas asas e na bracelete) reforçam a força ‘industrial’ do conjunto esculpido em aço com acabamento de superfície alternadamente polido e escovado. Como seria de esperar, existem também braceletes de cauchu em alternativa para um look menos metálico. Os antigos modelos Type Demineur e Space 1 ,da própria Bell & Ross, e o trabalho do arquiteto Mies van der Rohe inspiraram o traçado preconizado por Bruno Belamich para a nova coleção. O redondo do mostrador representa o passado nos círculos dos painéis de instrumentos de aviação; o quadrado é a estrutura de base de muitos desses indicadores de instrumentação e também um formato radical intimamente ligado à Bell & Ross.

BR 05 Gold em ouro rosa 18 kt © Bell& Ross

BR 05 Gold em ouro rosa de 18 quilates © Bell & Ross

As variantes da coleção

BR05A-BL-ST/SST (BR 05 Black Steel em aço polido-acetinado);  BR05A-BL-ST/SRB (BR 05 Black Steel com bracelete em cauchu preta) © Bell& Ross

BR 05A-BL-ST/SST (BR 05 Black Steel em aço polido-acetinado); BR05A-BL-ST/SRB (BR 05 Black Steel com bracelete em cauchu preta) © Bell & Ross

 

BR05A-GR-SK-ST/SST (BR 05 Skeleton em aço polido-acetinado);  BR05A-GR-SK-ST/SRB (BR 05 Skeleton com bracelete em cauchu preta) © Bell& Ross

BR 05A-GR-SK-ST/SST (BR 05 Skeleton em aço polido-acetinado); BR 05A-GR-SK-ST/SRB (BR 05 Skeleton com bracelete em cauchu preta) © Bell & Ross

BR05A-BL-PG/SPG (BR 05 Gold em ouro rosa 18 kt);  BR05A-BL-PG/SRB (BR 05 Skeleton com bracelete em cauchu preta) © Bell& Ross

BR 05A-BL-PG/SPG (BR 05 Gold em ouro rosa 18 kt); BR 05A-BL-PG/SRB (BR 05 Skeleton com bracelete em cauchu preta) © Bell & Ross

BR05A-GR-ST/SST (BR 05 Grey Steel em aço polido-acetinado);  BR05A-GR-ST/SRB (BR 05 Grey Steel com bracelete em cauchu preta) © Bell& Ross

BR 05A-GR-ST/SST (BR 05 Grey Steel em aço polido-acetinado); BR 05A-GR-ST/SRB (BR 05 Grey Steel com bracelete em cauchu preta) © Bell & Ross

BR05A-BLU-ST/SST (BR 05 Blue Steel em aço polido-acetinado);  BR05A-BLU-ST/SRB (BR 05 Blue Steel com bracelete em cauchu azul) © Bell& Ross

BR 05A-BLU-ST/SST (BR 05 Blue Steel em aço polido-acetinado); BR 05A-BLU-ST/SRB (BR 05 Blue Steel com bracelete em cauchu azul) © Bell & Ross

Perspetiva histórica: de luxo desportivo a utilitário urbano

No conjunto de referências e tendências que contribuíram para o design do BR 05 está, naturalmente, o espírito dos relógios desportivos de luxo que marcaram a década de 70 e que também influenciaram a criação de linhas integradas de modelos de quartzo de marcas baratas. A tendência geral desde o final dos anos 60 ia contra o uso das caixas redondas convencionais graças à exploração de todos os tipos de geometrias; simultaneamente, o estabelecimento de um novo tipo de design que fusionava a caixa com a bracelete abria uma nova era: em plena era da conquista espacial e com o consumidor mais sensível a tudo o que era vanguardista, o relógio moderno nasceu com a imposição da arquitetura integrada em modelos que se tornariam incontornáveis nos anos 70. Alguns deles granjeando mesmo o estatuto de ícones.

Coleção de Gerald Genta: Royal Oak, Ingenieur e Nautilus.

Um trio de incontornáveis ícones de design integrado dos anos 70 com assinatura de Gérald Genta: Royal Oak, Ingenieur e Nautilus.

Para além do fascínio pela ficção científica decorrente da conquista espavial, a década de 70 deu à luz uma nova geração de jet-setters mais desenvolta e com actividades desportivas mais exigentes que também aderiu às novas e revolucionárias correntes de design. Foi então que surgiu a tal geração de revolucionários instrumentos do tempo em aço mas com acabamentos de alta-relojoaria para essa classe abastada — que necessitava um relógio de luxo que tanto pudesse ser utilizado num iate em alto mar como com smoking no casino; os novos modelos desportivos de luxo eram construídos à base do metal considerado mais democrático, mas o nível de preço era mesmo exclusivo e semelhante ao dos relógios de ouro devido ao nível de acabamento. Esses modelos protagonistas dos anos 70 tinham em comum uma estrutura geométrica que se prolongava desde a caixa até à bracelete integrada – e foram adotados imediatamente pelos modernistas e gradualmente pelos clientes habituais das marcas, que começavam a procurar uma alternativa robusta para os seus modelos mais delicados ou dotados de grandes complicações vulneráveis a atividades radicais.

© Bell& Ross

© Bell & Ross

O BR 05 tem toda essa herança geométrica de design modernista dos anos 70, integra referências existentes no catálogo passado e presente da própria Bell & Ross e sobretudo marca uma vincada presença no pulso pela força da sua arquitetura. É a adaptação urbana da visão da Bell & Ross do clássico relógio desportivo de luxo com design integrado.

Características Técnicas

Bell & Ross
BR 05
A versão BR 05 Skeleton está limitada a 500 exemplares.

Referência/ BR05A-BL-ST/SST (BR 05 Black Steel em aço polido-acetinado);
BR05A-BL-ST/SRB (BR 05 Black Steel com bracelete em cauchu preta);
BR05A-GR-SK-ST/SST (BR 05 Skeleton em aço polido-acetinado);
BR05A-GR-SK-ST/SRB (BR 05 Skeleton com bracelete em cauchu preta);
BR05A-GR-ST/SST (BR 05 Grey Steel em aço polido-acetinado);
BR05A-GR-ST/SRB (BR 05 Grey Steel com bracelete em cauchu preta);
BR05A-BLU-ST/SST (BR 05 Blue Steel em aço polido-acetinado);
BR05A-BLU-ST/SRB (BR 05 Blue Steel com bracelete em cauchu azul);
BR05A-GR-SK-ST/SST (BR 05 Skeleton em aço polido-acetinado);
BR05A-GR-SK-ST/SRB (BR 05 Skeleton com bracelete em cauchu preta).
Movimento/ Mecânico de corda automática, calibre BR-CAL.322, 4Hz (28.800 alt/h), 25 rubis, 42 horas de reserva de corda.
Funções/ Horas, minutos, segundos e data.
Caixa Ø 40 mm/ Aço ou ouro rosa 18kt polido-acetinado, vidro e fundo em cristal de safira com tratamento antirreflexos, estanque até 100 metros.
Mostrador/ Em preto, cinzento ou azul com efeito soleillé. Números e indexes aplicados revestidos com Superluminova®.
Bracelete/ Cauchu preta ou azul, aço polido-acetinado ou ouro rosa 18kt. Fecho de báscula em aço ou ouro rosa 18kt polido-acetinado.
Preço/ Sob consulta.

Visite o site oficial da Bell & Ross para mais informações.