Histórias

Destaque_

RECOMENDADO – A semana que passou em destaque (agora os smartwatches e os relógios de quartzo)

Os smartwatches e a reação da relojoaria tradicional a esta espécie de intruso no mundo dos relógios de pulso é um tema com pano para mangas. E muito se tem dissertado sobre a questão. Mas nos últimos tempos, nota-se uma mudança no modo como é abordada. Mais do que se falar das implicações dos smartwatches no domínio dos relógios mecânicos ou da relojoaria tradicional, começa-se a discutir a sua implicação no campo específico dos relógios de quartzo. A este propósito e neste início de semana, selecionámos alguns artigos que nos fazem pensar.

BjornBorg_Rolex

PONTO de VISTA – Borg vs McEnroe: o filme, a rivalidade e os relógios

Estreou recentemente nas salas de cinema portuguesas um filme sobre aquele que considero ser o mais relevante encontro de ténis de todos os tempos – a final de 1980 em Wimbledon entre Bjorn Borg e John McEnroe capturou o imaginário do planeta e também mudou a minha vida para sempre. A Rolex marca presença destacada não só por ser a histórica cronometrista oficial do mais famoso torneio do mundo mas também no pulso dos dois protagonistas…

Destaque_Jaeger-LeCoultre Duomètre à Quantième Lunaire

EM FOCO – Jaeger-LeCoultre Duomètre à Quantième Lunaire

O Duomètre à Quantième Lunaire coloca em evidência o ciclo das fases da Lua — a par do calendário mensal, num belo mostrador bipartido e recortado para deixar entrever a sua prodigiosa mecânica. E, por mais hipnótica que seja a velocidade do ponteiro fulminante dos segundos (1/6) e surpreendente a estruturação do mostrador, é precisamente na parte mecânica semiescondida — mas passível de ser apreciada através do fundo transparente — que reside o seu trunfo: um movimento mecânico com duas fontes energéticas independentes para que as complicações adicionais não consumam a energia requerida pelas indicações fundamentais e vice-versa.

Espiral do Tempo

EDIÇÃO IMPRESSA – Espiral do Tempo celebra 60 edições ( e, no entanto, parece que começámos ontem!)

O número 60 reveste-se de uma importância muito especial para os apreciadores da bela relojoaria: 60 segundos perfazem um minuto e 60 minutos somam uma hora. Mestres relojoeiros, engenheiros e designers devem imperativamente sujeitar-se a esta convenção, pedra angular de qualquer novo mecanismo ou mostrador. O diktat do número 60 é praticamente inevitável, num momento em que celebramos 60 edições. Neste contexto, o número 60 foi, naturalmente, eleito como temática desta edição. Uma edição muito especial, onde procurámos ultrapassar os lugares comuns para surpreender ainda mais os nossos leitores.

NobelMedicina

POR FALAR EM RELÓGIOS – Nobel da Medicina 2017 para trio que investiga os mecanismos que controlam o relógio biológico

O prémio Nobel da Medicina 2017 foi atribuído a Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young, pelas descobertas associadas aos mecanismos do ciclo circadiano, ou seja, o nosso relógio biológico. Com efeito, os investigadores usaram moscas da fruta como modelo e conseguiram isolar o gene responsável pela produção de uma proteína crucial na regulação do ritmo dos seres vivos. A atribuição do galardão foi  hoje anunciada na página oficial do Twittter do Prémio Nobel e é lá que o nosso leitor pode encontrar inúmeros detalhes relativos à investigação. Siga também o live que está a ser levado a cabo pelo The Guardian.

ZegarekRoku

RECOMENDADO – O Relógio do Ano pelo ch24.pl

Com a entrada no outono e no último trimestre, começam a surgir os resultados das diversas eleições de Relógio do Ano 2017 (Zegarek Roku 2017) – e a primeira a ser conhecida é a iniciativa promovida pelos nossos amigos da ch24.pl na Polónia, Tomasz Kiełtyka e Łukasz Doskocz, que conta com um elemento da Espiral do Tempo entre o júri. Principal destaque: o triunfo do notável conceito Singer Reimagined dotado do novo calibre cronográfico do mestre Jean-Marc Wiederrecht!