Histórias

Leituras_Hodinkee_relojoaria

Recomendado: gostar de relógios e gostar de Horologia — coisas diferentes

Esta semana resolvemos destacar apenas um artigo, pela força que tem. Porque para muitos, alta-relojoaria significa apenas relógios de preços elevados, e porque há, sem dúvida, uma diferença entre gostar de relógios e gostar de Horologia, convidamos à leitura de um texto que nos mostra que nisto do gostar de relógios, há diversas vertentes. E também há aquilo a que se chama ‘saber um pouco de tudo’. 

ouro

Corrida ao ouro

EdT57 — Metal precioso por excelência, o ouro sempre esteve presente desde os primórdios da relojoaria e mantém-se como material de exceção no universo relojoeiro de prestígio. Mas a sua utilização tem evoluído a par dos progressos técnicos e estéticos das últimas duas décadas no setor — aqui ficam as mais recentes novidades de uma corrida cujo interesse tem redobrado graças ao lançamento de novas ligas, tonalidades e aplicações.

Destaque_

Recomendado: a semana que passou em destaque

Mais um início de semana e mais alguns artigos que recomendamos. Andamos completamente fãs das histórias que o site Revolution tem dedicado ao lado vintage do mundo da relojoaria, mas claro que há muito mais para descobrir. Dexiamos, assim, algumas leituras que não vai querer perder.

Destaque

Recomendado: a semana que passou em destaque

Como é habitual, em início de semana, destacamos alguns artigos sobre o mundo da relojoaria que nos pareceram interessantes. Voltamos a salientar, que cada vez mais, os artigos que vamos descobrindo se ancoram em histórias que os relógios têm para contar e na relação especial que as pessoas estabelecem com os seus instrumentos do tempo. 

Valérie Messika

Valérie Messika em entrevista exclusiva

EdT57 — Valérie Messika não canta (como Marilyn Monroe em Gentlemen Prefer Blonds), mas encanta. E muito. Não só pela intensa paixão que deixa transparecer pela mais romântica das pedras preciosas, como também pelo terno lado pessoal e familiar inerente à marca de joalharia que lançou em 2005. Quanto às suas criações, as palavras pouco dizem. Porque quando se encara com gosto especial aquilo que se faz, tudo ganha outra dimensão. No caso específico da Messika Joaillerie, cada peça fala por si.

Destaque

Recomendado: a semana que passou em destaque

Porque a indústria relojoeira não para nunca, arrancamos mais uma semana com alguns dos artigos que mais nos chamaram a atenção nos últimos dias. E o mais interessante é constatar como, mesmo entre as novidades que têm vindo a ser destacadas, há cada vez mais tendência para encarar os relógios enquanto objetos especiais que contam histórias e que unem as pessoas. 

Video_SIHH

Carré des Horlogers: (de GoPro) nos corredores da fama relojoeira

Antes da nossa despedida da 27ª edição do SIHH, pegámos numa GoPro e fomos dar uma última volta pelo Carré des Horlogers – o ‘bairro’ do certame dedicado às chamadas micro-marcas de luxo, companhias independentes de alta-relojoaria que tantas vezes desbravam novos caminhos e que são frequentemente premiadas no Grand Prix d’Horlogerie de Genève. Nesta última volta, encontrámos colegas da imprensa, responsáveis das marcas e até uma simpática vaquinha. Venham daí e acompanhem-nos neste divertido vídeo que é também uma homenagem a (alguns) amigos e conhecidos da indústria relojoeira.