Atualidades

Espiral do Tempo 61 capa

EDIÇÃO IMPRESSA | Programa de fim de semana: degustar o nº 61 da Espiral do Tempo

Começa agora a chegar às bancas a edição de inverno 2017 da Espiral do Tempo que vem encerrar em grande mais um ano relojoeiro. Em destaque, uma entrevista exclusiva a Franck Muller, no âmbito das celebrações dos 25 anos da marca, o que justificou a nossa opção de capa. Por outro lado, apresentamos, em jeito de resenha, um apanhado de tudo o que se passou ao longo de 2017 no setor. A Junghans, que regressou recentemente a Portugal, é uma das marcas abordadas, mas também Jean-Marc Wiederrecht, atual nome incontornável no domínio da relojoaria. Leia aqui o editorial.

recomendados

RECOMENDADO | A propósito de Sylvia Earle ( uma mulher inspiradora com Rolex no pulso)

Há umas semanas, nos artigos recomendados, abordámos a experiência incrível que foi mergulhar com a oceanógrafa Sylvia Earle, atualmente um dos inspiradores rostos femininos da Rolex. Agora, achámos que seria interessante reunir alguns artigos que nos dão a conhecer melhor um nome tão importante no domínio da biologia marinha e da proteção do nosso planeta. aqui ficam as nossas sugestões nesta segunda feira.

The Extraordinary Story of the Patek Philippe That Survived The Holocaust

RECOMENDADO | A história do Patek Philippe Calatrava ref. 530 que sobreviveu ao Holocausto

Nisto dos relógios (e já o dissemos tanto por aqui…), as histórias têm muito valor. Na verdade, são elas que, muitas vezes, atribuem a um relógio o estatuto de objeto especial e até único – aquele estatuto que faz com que um relógio não seja apenas um relógio. E é isto mesmo que se passa com o Patek Philippe Calatrava ref. 530 em ouro amarelo de 14 kt que vai à praça em Nova Iorque, pela Christie’s, no próximo dia 7 de dezembro. Mais do que um relógio raro pela suas características, é um relógio com uma história ligada ao Holocausto.

Recomendado

RECOMENDADO | Do mar ao espaço, passando pelo cume mais alto do planeta

Em semana pós leilões e em dia de encerramento da Dubai Watch Week, vamos para questões de outra natureza nos artigos recomendados desta semana. Isto porque tem sido notória a tendência crescente para se falar dos relógios mecânicos enquanto objeto de aventura, com uma função, e para fotografá-los em contextos de usos real. Por isso, reunimos alguns artigos que nos falam dos relógios enquanto relógios que não são simplesmente um adorno para o pulso: do fundo do mar ao espaço.

Dubai Watch Week

AGENDA | Dubai Watch Week 2017

Mais do que nos relógios, a Dubai Watch Week (DWW) centra-se nas pessoas que compõem o setor, sejam relojoeiros, gestores, colecionadores ou simples entusiastas. Aclamado unanimemente como um evento singular sem paralelo na indústria pela forma como coloca a arte e a paixão pela relojoaria à frente do próprio produto, o evento realiza-se entre os dias 16 e 20 de novembro.  Antes de ler as nossas impressões relativas à edição de 2017, convidamos à leitura das nossas impressões face à edição de 2o16. Mais info/ Dubai Watch Week    

recomendado

RECOMENDADO | Horlogical Art by Cay Brødum

É um nome bem conhecido na comunidade de apaixonados pelo mundo da relojoaria: Cay Brødum dedica-se à ilustração de relógios de uma forma muito própria tendo como fundo não uma base branca, mas uma folha de um livro, um mapa ou qualquer outro documento antigo, mas que de alguma forma tenha relação com o relógio destacado.