Chopard

Destaque

RECOMENDADO – A semana que passou em destaque (três entrevistas de que vai gostar…)

Nesta segunda -feira, recomendamos três entrevistas relacionadas com três temas que fazem a atualidade relojoeira. Falamos de Aurel Bacs, a propósito do leilão do mítico Rolex Ref.6239 Daytona Paul Newman, de Elie Bernheim, a propósito do lançamento do calibre RW1212, e de Karl-Friedrich Scheufele a propósito do lançamento do Chronomètre Ferdinand Berthoud FB 1.3 da Ferdinand Berthoud. 

© Espiral do Tempo / Susana Gasalho

EM FOCO: Chopard L.U.C Traveler One (classe mundial)

Na sequência do 20.º aniversário da sua manufatura, L.U.C, estabelecida em Fleurier, a Chopard criou dois novos modelos dedicados aos viajantes, com calibres próprios e fusos horários adicionais: o L.U.C GMT One, com segundo fuso horário, e o L.U.C Traveler One, com os 24 fusos mundiais em simultâneo. Dos dois, o Traveler One é o mais sofisticado, sendo mecanicamente mais complexo e esteticamente mais impactante — sobretudo a versão em aço, com maiores contrastes no mostrador. O primeiro worldtimer da Chopard é um elegante viajante de classe internacional.

Chopard | L.U.C GMT One © Espiral do Tempo / Paulo Pires

EM FOCO: Chopard L.U.C GMT One (viajante elegante)

Na sequência do 20º aniversário da sua manufatura LUC estabelecida em Fleurier, a Chopard criou dois novos modelos dedicados aos viajantes com calibres próprios e fusos horários adicionais. Um deles é o L.U.C GMT One, com um ponteiro suplementar que indica um segundo fuso horário numa escala de 24 horas e disponível em diversas variantes. Escolhemos a versão em ouro rosa com mostrador acastanhado para analisar e fotografar; as conclusões foram fáceis de tirar: trata-se de um relógio de classe… internacional.

Entrada_CT

PONTO de VISTA: afinal, qual é a sua tribo?

Se gosta de relojoaria mecânica existe uma boa probabilidade de gostar também de tudo o que envolva motores, o resultado de associarmos engrenagens, óleos, combustíveis (de preferência com um índice de octano elevado), válvulas, pistões, etc, etc… O tipo de pessoa, afinal, a quem os britânicos gostam de chamar de “Petrol head”… cabeça de gasolina… para ser mais preciso!

Galeria Entrada

BASELWORLD 2017: os pormenores que fazem a diferença (galeria)

Há muito mais para descobrir, mas compilámos em galeria alguns pormenores que nos fazem realmente suspirar. Seja de ordem técnica ou de ordem estética, a relojoaria faz-se de pequenos detalhes, com a nota de que o poder criativo das marcas é cada vez mais impressionante. Imaginação não falta, soluções originais também não. Esta é, sem dúvida, uma galeria para crescer e para revisitar. 

destaque nossa escolha fds

BASELWORLD 2017: a nossa escolha do fim de semana

Durante o fim de semana, conseguimos visitar mais alguns stands e conhecer ao vivo alguns dos modelos já divulgados, mas que queríamos mesmo conhecer. Porque a feira de Baselworld é um mundo imenso de novidades e porque nem sempre é possível visitar tudo aquilo que pretendemos, vamos assim explorando aos poucos e tentado descobrir os modelos que mais nos fascinam. Aqui fica a nossa seleção.

ouro

HISTÓRIA – Corrida ao ouro

EdT57 — Metal precioso por excelência, o ouro sempre esteve presente desde os primórdios da relojoaria e mantém-se como material de exceção no universo relojoeiro de prestígio. Mas a sua utilização tem evoluído a par dos progressos técnicos e estéticos das últimas duas décadas no setor — aqui ficam as mais recentes novidades de uma corrida cujo interesse tem redobrado graças ao lançamento de novas ligas, tonalidades e aplicações.

L.U.C Lunar Big Date

BASTIDORES: a saga que foi fotografar o L.U.C Lunar Big Date — chamem-nos lunáticos, sff.

As imagens seguintes nunca foram publicadas na Espiral do Tempo, mas a história por detrás delas revela o quão lunáticos somos na procura dos melhores conceitos sempre que temos uma peça de relojoaria para explorar. Arriscamos dizer que esta aventura fotográfica foi um pequeno passo para o homem e um gigantesco salto para todos aqueles que têm a cabeça na Lua. A nossa vítima: o L.U.C Lunar Big Date da Chopard.