Fiona Krüger

RafaelNadal destaque

PONTO de VISTA – Ora bolas!

  Wimbledon concluiu-se recentemente com a consagração de dois campeões patrocinados pelo cronometrista oficial do torneio. Poucas semanas antes, Roland Garros tinha assistido a uma final entre dois jogadores de relógio no pulso. O circuito de ténis profissional tornou-se num cenário mais ou menos perfeito para muitas marcas relojoeiras ganharem notoriedade e há episódios rocambolescos que merecem ser contados…

Caveiras_Cvstos_Invaders_Skull

NOVIDADES – Alguns relógios que nos mostram que as caveiras andam aí…

  A caveira é um símbolo associado ao tempo desde sempre — por nos recordar a nossa própria mortalidade num ‘memento mori’ que, num relógio, equivale a dizer que o tempo é mesmo precioso. Embora por vezes tenha algumas conotações negativas, a caveira também se apresenta como um motivo explorado de maneira positiva na arte e na moda contemporâneas; a sua aplicação tornou-se recorrente na alta-relojoaria e algumas das marcas até se especializaram no tema. Aqui ficam alguns exemplos…

ETO_Relogios_Wimbledon_01_Rolex_Explorer

PONTO de VISTA – Os relógios de Wimbledon

Em Londres — O torneio de ténis de Wimbledon é um dos mais prestigiados eventos desportivos do planeta… senão mesmo o mais famoso. Realizado pela primeira vez em 1877, conheceu este ano a sua 129ª edição e, apesar de o patrocínio da Rolex fazer com que a marca da coroa surja de modo quase omnipresente no All England Club, houve outras marcas relojoeiras em destaque no pulso de jogadores e de treinadores – e nós próprios fizemos questão de tirar alguns wristshots na Catedral do Ténis.