Piaget

Ano do Galo

Galeria: onze relógios que celebram o Ano do Galo de Fogo

Se há animal que tem óbvia relação com o tempo é o galo, ou não fosse este um madrugador por excelência. E, no que diz respeito ao Ano Chinês, estamos precisamente no Ano do Galo de Fogo – celebrado no passado dia 28 de janeiro. Claro que muitas são as marcas que apresentam relógios inspirados no animal do zodíaco regente de cada novo ano chinês. Digamos que faz parte. Mas o mais interessante é encarar estes relógios como verdadeiras criações artísticas. Deixámos assentar a poeira de propósito, para agora fazermos uma pequena compilação de alguns dos modelos que foram lançados.           

GPHG 2016

GPHG 2016: Liberdade, Igualdade, Fraternidade

Em Genebra — O mote da República Francesa pode servir bem para definir a 16.ª edição do Grand Prix d’Horlogerie de Genève — realizado não muito longe da fronteira com a França. Foi a relojoaria suíça que dominou, mas houve alguns intrusos e, sobretudo, viu-se mais uma vez os jovens independentes libertarem-se das suas restrições para se equipararem às históricas manufaturas. A Girard-Perregaux e a Piaget bisaram, mas as melhores histórias da noite tiveram a ver com a reaparição de Jack Heuer, a igualdade promovida por Max Büsser e a fraternidade dos irmãos Gronefeld.

GPHG 2016

GPHG 2016: Ferdinand Berthoud conquista Aiguille d’Or

O Ferdinand Berthoud Chronomètre Ferdinand Berthoud FB 1 foi o grande vencedor do Grand Prix d’Horlogerie de Genève 2016 — ao ter sido ontem distinguido com o Aiguille d’Or. Este relógio está disponível em ouro rosa e cerâmica e em ouro branco e titânio, tendo sido esta última versão a conquistar o galardão. O Chronomètre Ferdinand Berthoud FB está equipado com o Calibre FB-T.FC, movimento de corda manual com fuso corrente para melhor transmissão da força constante e um turbilhão de baixa frequência com grandes dimensões. Mas aqui fica a listagem de todos os vencedores.

Piaget Altiplano Rose broderie

Galeria: Tempo de bordar

Que o bordado começa novamente a estar na moda, não é novidade para ninguém. Que o voltar a estar na moda significa não só o regresso de uma arte de cariz tradicional, mas também o modo como essa arte começa a ser reinventada ao sabor dos novos tempos também não é novidade; mas que a aplicação dessa arte em relojoaria já se vai fazendo sentir talvez já soe mais a novidade para alguns. Compilámos em galeria exemplos belíssimos que reinventam ou evocam a arte do bordado em mostradores que obrigam a redobrada atenção. Fascinados? Nós estamos…

ET53_acusticos_01

A dimensão acústica do tempo

EdT53 — Os mais relevantes relógios desvelados recentemente apresentam algo em comum: oferecem um suplemento acústico e associam a arte da metalurgia à da engenharia micromecânica. Não é de agora: o advento dos primeiros relógios dignos desse nome foi rapidamente acompanhado por complicações sonoras — alarmes, repetições de minutos, pequenas e grandes sonneries que transformam qualquer pulso num campanário de igreja! Aqui fica a história de uma outra dimensão na medição do tempo que também teve raízes religiosas, mas com variantes especialmente lúdicas.

WPHH_2016_01

Novidades 2016/ começou a ‘Semana Maravilhosa’

Em Genebra — Já está em curso o que se designa por ‘Geneva Wonder Week’, a semana maravilhosa que reúne anualmente em Genebra algumas das mais representativas marcas do universo relojoeiro. O Salão International da Alta Relojoaria arrancou hoje no Palexpo, mas neste passado fim-de-semana já houve novidades apresentadas noutros pontos da cidade, nomeadamente na World Presentation of Haute Horlogerie do Grupo Franck Muller.

GPHG2015_Ceremony_01

GPHG 2015: Grito de Independência

Em Genebra — A cerimónia teve lugar num Grand Théâtre de Genève muito bem frequentado e que esgotou a sua lotação; a cada ano que passa, o certame redobra de importância e torna-se mais global — mas falta a participação de algumas marcas. E os vencedores foram…