Tudor

Into the Wild

GALERIA: Into The Wild (quase, quase como no filme…)

Ter tempo é o maior luxo dos dias de hoje. Ter tempo para ir à descoberta, para procurar novos caminhos, para contornar convenções e esquecer algumas das rotinas e regras quotidianas. A nossa proposta é: deixe-se levar. Ganhe coragem para reencontrar momentos únicos em lugares arrebatadores – no meio do nada ou no meio de tudo. Sem tempo, sem horas marcadas, sem ideias definidas. Ter a coragem de mudar de direção para ir ao encontro de algo novo. Mas com o relógio certo no pulso. Afinal, há companhias que não se dispensam. 

entrada_bronze

TENDÊNCIA: trabalhar para o bronze

EdT 59/ Os relógios em bronze não constituem particular novidade, mas passaram a ser mainstream a partir do momento em que a Panerai lançou a primeira edição do seu Bronzo — hoje em dia, já vai na terceira e, entretanto, várias outras marcas de renome adotaram um material que tem acompanhado a história da Humanidade nos últimos quatro milénios, e que, aquando do seu advento, se tornou tão relevante que mereceu uma era batizada com o seu nome. Estaremos nós na Idade do Bronze na relojoaria?

© Espiral do Tempo

Em FOCO: Tudor Heritage Black Bay 36

Desde que foi lançado que olho para o Heritage Black Bay 36 naquele misto desconfiado do convencida/ não convencida. E esteve mesmo em cima da mesa por diversas vezes nas discussões editoriais. Mas foi preciso um ano e foi preciso a Tudor apresentar uma nova versão com caixa de 41 mm para finalmente o convidarmos a passar uns dias connosco. Posto isto, a pergunta que se coloca é só uma: porque adiámos este momento por tanto tempo?

A nossa escolha

BASELWORLD 2017: a nossa escolha do dia 1

Baselworld abriu hoje as portas ao público em geral, mas na verdade o evento arrancou ontem com um dia  dedicado em exclusivo à imprensa. E, com seria de esperar, há muita euforia, muitas novidades e muito para contar. Aqui fica assim uma seleção da equipa da Espiral do Tempo alguns dos modelos que mais nos chamaram a atenção neste primeiro momento do maior evento da relojoaria. 

destque

BASELWORLD 2017: Tudor Black Bay – mais um mergulho na história

A Tudor tem conseguido notáveis exercícios de estilo na adaptação de códigos estéticos do seu passado a uma coleção actual de inspiração vintage. Estreada com o Heritage Chronograph (em 2010) e incluindo ainda o Heritage Advisor (2011), essa linha surge em todo o seu esplendor estilístico no Heritage Black Bay – cuja família nascida em 2012 acaba de ser enriquecida com mais versões de três ponteiros e sobretudo um novo cronógrafo automático.