fbpx
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Miradouro e relógio solar: a nova atração de Andorra

No passado dia 9 de julho a estação de esqui Ordino Arcalís, em Andorra, inaugurou oficialmente o Miradouro Solar de Tristaina. Esta espetacular estrutura circular é um ponto privilegiado de acesso a vistas de cortar a respiração, mas surpreende também por ter uma particularidade que nos interessa em especial: funciona ainda como relógio solar.

Pode parecer muitas coisas diferentes à primeira vista, pelas imagens que circulam: uma varanda de grandes dimensões, uma espécie de nave espacial ou aquilo que a nossa imaginação ditar. Mas não. Não se trata de um objeto circular não identificado com 25 metros diâmetro, mas antes do novo Miradouro Solar de Tristaina, a mais recente estrela de turismo da estação de esqui Ordino Arcalís, em Andorra.

Imagem do Miradouro e relógio solar | © Ordino Arcalis
Miradouro e relógio solar de Tristaina | © Ordino Arcalis

«A nova estrutura abriu ao público a 9 de julho e oferece espetaculares vistas dos lagos de Tristaina e do vale de Ordino, classificado como Reserva da Biosfera pela UNESCO», refere-se no site da estação.

Vista do Miradouro e relógio solar | © Ordino Arcalis
Miradouro e relógio solar de Tristaina | © Ordino Arcalis

O Miradouro está localizado na bacia de Creussans, no pico de Peyreguils, a uma altitude de 2701 metros, a pouca distância da fronteira com França. O acesso é feito principalmente através de dois teleféricos, com o último trecho a ter de ser feito a pé por um percurso especificamente preparado.

Imagem do Miradouro e relógio solar | © Ordino Arcalis
Miradouro e relógio solar de Tristaina | © Ordino Arcalis

Mas este novo sítio despertou ainda mais o nosso interesse porque, além de ser um miradouro, é também uma engenhosa construção que funciona como relógio de sol, numa homenagem ao Pico de Arcalís, lugar conhecido como «Montanha Solar». Este nome deve-se a um evento que ocorre sempre a 7 de agosto e que foi descoberto por Bonaventura Adellach durante expedições noturnas: às 7.37 da manhã e durante três minutos o Sol pode ser visto através de um buraco na rocha no Pico de Arcalís, precisamente. Ora o evento pode agora ser contemplado a partir do novo ponto de observação.

Vista do Miradouro e relógio solar | © Ordino Arcalis
Miradouro e relógio solar de Tristaina | © Ordino Arcalis

O projeto é da autoria dos ateliers de engenharia SRP e de arquitetura TREA, de Sergi e Pere Riba e Toni Riberaygua, em colaboração com o consultor estrutural Lluís Moya. Já o Miradouro em si, «uma estrutura metálica anular por onde os visitantes podem circular, é um relógio solar de grandes dimensões com um gnómon central [que permite ler o tempo através da projeção da sua sombra], de 27 metros de comprimento, inclinado a 42,55º, que é a latitude exata do ponto onde se encontra o Miradouro segundo as suas coordenadas geográficas. O anel tem um diâmetro de 25 metros e um peso total de 32 toneladas, ancoradas no solo apenas através de quatro pontos de contacto. A forma circular do Miradouro oferece una panorâmica de 360º que cobre o circo glaciar de Tristaina a oeste, toda a área do resort Ordino Arcalís a sul e leste e os vales de Auzat a norte, com vistas de picos emblemáticos como o Pica de Estats.»

Imagem do Miradouro e relógio solar | © Ordino Arcalis
Miradouro e relógio solar de Tristaina | © Ordino Arcalis

O projeto do Miradouro Solar de Tristaina resultou de conversações entre o presidente da Grandvalira Resorts (que integra a estação de esqui Ordino Arcalís), de Joan Viladomat, e o engenheiro Sergi Riba Porras. O objetivo foi construir um miradouro no Pico de Creussans para aproveitar uma rota que utiliza teleféricos e exigia que uma parte fosse feita a pé e que fosse acessível ao maior número de pessoas. «Criar uma estrutura é sempre um desafio, e ser um miradouro, com o menor impacto possível sobre o solo, estar integrado na paisagem, e ser espetacular nas sensações de flutuação e visuais, não acontece muitas vezes na vida», destacam Riba e Riberaygua.

Aqui fica um vídeo que nos ajuda a perceber um pouco melhor a complexidade do projeto e aquilo que podemos esperar:

Para mais informações sobre o Miradouro Solar de Tristaina visite o site oficial da estação de esqui Ordino Arcalís.

Outras leituras