fbpx
Imagem do Miradouro e relógio solar | © Ordino Arcalis
Curiosidades

Miradouro e relógio solar: a nova atração de Andorra

No passado dia 9 de julho a estação de esqui Ordino Arcalís, em Andorra, inaugurou oficialmente o Miradouro Solar de Tristaina. Esta espetacular estrutura circular é um ponto privilegiado de acesso a vistas de cortar a respiração, mas surpreende também por ter uma particularidade que nos interessa em especial: funciona ainda como relógio solar.

Patek Philippe Calatrava | © Paulo Pires / Espiral do Tempo
Crónicas Fotográficas
Paulo Pires

Patek Philippe Calatrava Ref. 6119G: o desafio da simplicidade

Há muitos anos, comprei uma máquina fotográfica. Pronto a prescindir de todas as comodidades que a tecnologia oferecia, decidi voltar a uma certa pureza de processos. Nada mais apropriado do que um topo da tecnologia fotográfica mecânica e analógica. Mas logo após o primeiro clique pensei para mim próprio: é só isto? No entanto, e como me ensinou um professor de design na faculdade, o «só» é uma palavrinha tão perigosa.

Ler mais »
Fachada da nova loja Lisboa Van Cleef & Arpels © Van Cleef & Arpels
Atualidade
Espiral do Tempo

Primeira boutique Van Cleef & Arpels em Lisboa

Mais um lugar imperdível no nosso país para todos os apreciadores de joalharia e relojoaria. A Van Cleef & Arpels abriu recentemente a sua primeira boutique em Lisboa. O novo espaço fica localizado na avenida da Liberdade.

Ler mais »

Receba a Espiral do Tempo em sua casa...

Porque a bela relojoaria é eterna.

Em destaque
Pormenor do mostrador do Jaeger-LeCoultre Reverso One Cordonnet Duetto Jewellery
Primeiras impressões
Cesarina Sousa

O novo Jaeger-LeCoultre Reverso One Cordonnet Jewellery

Mais uma novidade muito especial no ano em que a Jaeger-LeCoultre está a celebrar o 90º aniversário do Reverso, o relógio reversível da marca suíça. O Reverso One Cordonnet Jewellery é um relógio, mas também uma verdadeira joia, com muito para contar.

Ler mais »
Revista Espiral do Tempo 75, edição de verão com Hublot na capa numa foto com fundo amarelo.
Atualidade
Espiral do Tempo

Espiral do Tempo 75: edição de verão nas bancas

Começa agora a chegar às bancas o número 75 da Espiral do Tempo, uma edição sorridente e bem-disposta, inspirada nos longos e bonitos dias de sol que o verão tem sempre para nos oferecer. A revista pode também ser adquirida online, através da nossa e-shop.

Ler mais »
Chronoswiss Open Gear Tourbillon
Primeiras impressões
Miguel Seabra

Novidades Chronoswiss: reguladores com cores

Sob o lema ‘Modern Mechanical’, a Chronoswiss apresentou novas interpretações irreverentes do seu clássico modelo regulador — com mostradores de guilloché hipnotizante e cor exuberante. Tivemos algumas versões entre mãos.

Ler mais »

Watchfinder

Descubra o seu próximo relógio

Patek Philippe Calatrava Ref. 5227R-001

Montblanc Heritage Monopusher Chronograph, sobre a mão de um homem, mãos e fundo a preto e branco, relógio a core | © Paulo Pires / Espiral do Tempo

Memórias coloridas

Costuma dizer-se que há cores frias e cores quentes. Que há cores que parecem macias, outras texturadas, outras lisas, outras aveludadas ou profundas e que até há cores que parecem despertar uma sensação de falta de ar. Mas que memórias nos despertam determinadas cores? Que outras emoções nos despertam na pele quando pensamos nelas? Até onde nos transporta um vermelho vivo? Ou um azul celeste? Ou um verde água?

Chopard Happy Sport Ref. 274808-5002 & Chopard L.U.C Lunar Big Date Ref. 161969-5001 | © Paulo Pires / Espiral do Tempo

Momento de Silêncio

A música vive de história, de paixão, de tradição, de sonho, de criatividade. A alta-relojoaria também. A música vive de narrativas, de encontros, de desencontros,

Ler mais »
Ilustração Mostradores | © Ilustrações de Magda Pedrosa / Espiral do Tempo

Com os ponteiros na Lua

O luar guiou a humanidade através de séculos de mudança, desde as primeiras gravações rupestres até às primeiras pegadas na superfície lunar. A Lua sempre

Ler mais »
20 ANOS em palavras

«Sempre me fascinou a coleção de relógios que o meu avô tinha começado; quando era criança gostava de ter os relógios na mão, de os sentir e de os observar – aqueles objetos antigos fascinavam-me. (…) Redescobri a coleção mais tarde, adormecida num cofre; uma das peças é um notável relógio de carruagem – quando o revi como que sofri um baque e desde logo imaginei integrar esses relógios numa coleção, associando-a ao desenvolvimento da Manufatura Chopard.»

 Karl-Friedrich Scheufele, copresidente da Chopard, in Espiral do Tempo 35  (2010)

Por marca