fbpx
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Hublot: algumas das primeiras novidades 2021

A Hublot apresentou no início desta semana as suas primeiras novidades para 2021. Mais uma vez, a marca reforça a importância de novos materiais no desenvolvimento dos seus relógios. Uma das estrelas é o Big Bang Tourbillon Automatic Orange Sapphire. Mas há mais.

Com o arranque de ontem da LVMH Watch Week 2021, a Hublot juntou-se à Bulgari e à Zenith, na apresentação das suas primeiras novidades para este ano. A TAG Heuer ficou de fora, com o CEO da marca, Frederic Arnault, a antecipar o anúncio de uma grande parceria no próximo dia 4 de fevereiro.

Relógio Hublot Big Bang Tourbillon Automatic - Black Magic de frente e vista oblíqua
Hublot Big Bang Tourbillon Automatic – Black Magic | © Hublot

No que diz respeito à Hublot, ontem foram apresentadas diversas novidades que se desdobram em mais do que uma versão em alguns casos e que continuam a dar voz ao mote ‘The Art of Fusion’ que tem conduzido a marca nos últimos anos.

Magic Gold, cerâmica, diamantes, vidro de safira, cauchu e fibra de carbono são alguns dos materiais utilizados nos novos relógios, e a associação à arte, bem como a inovação técnica são mais uma vez salientados.

Relógio Hublot Big Bang Integral Ceramic Blue
Hublot Big Bang Integral Ceramic Blue | © Hublot

Uma das grandes estrelas é o Big Bang Tourbillon Automatic Orange Sapphire, mas as novas criações associadas ao artista Richard Olinksi também se revelam muito interessantes. Aqui fica um apanhado das novidades apresentadas pela marca, partindo dos materiais que as distinguem.

Vidro de safira à moda da Hublot

Se a utilização do vidro de safira nas caixas dos relógios se tem vindo a tornar cada vez mais frequente, a Hublot destaca-se pelo modo como tem conseguido dominar a produção deste material a nível industrial. Esta é a razão pela qual, a marca consegue ter já um catálogo bem composto em termos de relógios com caixa em vidro de safira colorido. E este ano, a surpresa passa pelo cor de laranja.

A Hublot apresenta assim o Big Bang Tourbillon Automatic Orange Sapphire, um relógio que une a leveza visual de uma caixa em vidro de safira laranja (uma estreia mundial) a um inovador e completamente novo movimento de corda automática com turbilhão às seis horas e microrrotor no lado do mostrador – uma solução técnica e estética bem ousada.

Hublot Big Bang Tourbillon Automatic Orange Sapphire. Imagem do relógio em pé e detalhe da caixa.
Hublot Big Bang Tourbillon Automatic Orange Sapphire | © Hublot

Com uma reserva de corda de 72 horas, uma frequência de 3Hz e equipado com rolamentos de esferas de cerâmica, o novo Big Bang Tourbillon Automatic Orange tem bracelete laranja em cauchu e é uma edição limitada a 50 exemplares.

Este modelo foi ainda lançado numa edição limitada de 100 exemplares em Texalium® (um material que combina fibra de carbono e alumínio) e numa edição limitada também a 100 exemplares em cerâmica preta.

O preço da versão em vidro de safira cor de laranja é 167 mil euros.

Fibra de carbono

Um relógio ousado que joga com o contraste preto/branco e aposta nos efeitos potenciados pela fibra de carbono. O novo Spirit of Big Bang Tourbillon 5-day Power Reserve Carbon White tem a caixa de 42mm de estrutura ‘sanduíche’, o fundo e a luneta moldados em fibra de carbono com microfibras de vidro brancas.

Hublot Spirit of Big Bang Tourbillon 5 day Power Reserve Carbon White de frente no escuro para destacar a luminescência no mostrador e detalhe da sua caixa em fibra de carbono.
Hublot Spirit of Big Bang Tourbillon 5 day Power Reserve Carbon White | © Hublot

Lançado numa edição de 100 exemplares, o novo relógio distingue-se ainda pelo apelativo mostrador aberto e pelo fundo em vidro de safira que revelam a arquitetura do movimento de corda manual HUB6020. Com um apontamento ainda: o turbilhão esqueletizado foi criado de modo a adaptar-se à caixa tonneau – em forma de barril.

O novo Spirit of Big Bang Tourbillon 5-day Power Reserve Carbon White tem uma reserva de corda de 115 horas, indicada às 8 horas. Por fim, destaque para a bracelete branca de cauchu listrado com sistema «One Click» para troca fácil por outro opção de bracelete.

Diamantes e cauchu

A utilização de cauchu nas braceletes dos relógios é uma opção muito fiel à identidade da Hublot, mas a incorporação de diamantes também faz parte. O novo Big Bang One Click- 33mm vem complementar a associação cauchu/diamantes seguindo as pisadas do anterior modelo de 39mm e adotando também o sistema de troca fácil de bracelete «One Click»: basta pressionar um botão junto às asas para retirar a bracelete da caixa e trocá-la por uma das várias opções em termos de cores.

Hublot Big Bang One Click com braceletes de várias cores e imagem da versão com 39mm ao lado do relógio com 33mm.
Hublot Big Bang One Click 33mm com braceetes coloridas e Big Bang One Click Diamond Version 39 mm e 33 mm | © Hublot

Disponível em aço ou em ouro ‘King Gold’, o novo Big Bang One Click está equipado com um movimento de corda automática e apresenta duas opções de mostrador, em preto e branco, todas com luneta cravejada de diamantes.

Os preços começam nos 12.400 euros para as versões em aço e sobem até aos 22.700 euros.

A inconfundível cerâmica

A cerâmica tem sido outra das apostas da Hublot nos últimos anos. De extrema dureza, mas ao mesmo tempo frágil, este material é usado em relojoaria há já bastante tempo. A marca suíça, porém, tem vindo a reinventá-lo desde 2005 também através da variedade de cores. Não é por isso de estranhar que 2021 traga consigo, mais uma vez, novidades em cerâmica.

Hublot Classic Fusion Orlinski 40mm Black Magic com mostrador e bracelete pretos e Blue Ceramic com mostrador e bracelete azuis.
Hublot Classic Fusion Orlinski 40mm Black Magic e Blue Ceramic | © Hublot

Destas novidades, a nossa preferida é o Classic Fusion Orlinski, mais uma edição desenvolvida em parceria com Richard Orlinski. Os dois novos relógios – lançados em dois modelos, um preto e um azul vibrante, – têm caixa e mostrador feitos de cerâmica num efeito facetado que mimetiza os efeitos dos trabalhos do artista francês.

Com um preço de 13.400, o Classic Fusion Orlinski tem caixa de 40mm e bracelete em cauchu.

Relógio Hublot Big Bang Integral Ceramic White
Hublot Big Bang Integral Ceramic White | © Hublot

Também em cerâmica é o novo Big Bang Integral que, depois de ter sido apresentado em 2020, regressa este ano com três novas cores: branco, azul navy e cinzento. A arquitetura monobloco, com bracelete de três elos integrada na caixa de 42 mm, é o principal traço distintivo deste modelo, no entanto, mantém a sua identidade enquanto modelo ‘Big Bang’.

Além do material e da arquitetura, destaque também para os diferentes acabamentos de superfície e para o movimento automático HUB1280, uma versão modificada do anterior Unico HUB1242, que surge agora mais fino e com quatro inovações técnicas patenteadas.

O novo modelo é anunciado com um preço de 22.700 euros.

Relógio Hublot Big Bang Integral Ceramic Grey de frente
Hublot Big Bang Integral Ceramic Grey | © Hublot

Já o novo Spirit of Big Bang Ceramic Beige surge na linhagem dos modelos da coleção que foram lançados no passado em rosa e azul pastel. Assumidos como relógios femininos, os novos modelos vêm assim reavivar o êxito da coleção Spirit of Big Bang, com uma caixa de formato tonneau em cerâmica bege e construção ‘sanduiche’ que permite múltiplos exercícios estéticos. Disponíveis com caixas em 39 mm, e luneta em titânio ou King Gold, os novos Spirit of Big Bang têm bracelete em pele, cosida sobre cauchu branco.

Spirit of Big Bang Ceramic Beige. Dois relógios vistos de frente. Um com caixa em ouro e diamantes e outro com caixa em titânio e diamantes.
Hublot Spirit of Big Bang Ceramic Beige. Versão King Gold Diamonds e Titanium Diamonds | © Hublot

O complemento passa pela luneta cravejada com 50 diamantes que oferecem brilho extra a um relógio que se distingue pela variedade de materiais que o compõe. Tal como nos modelos lançados no ano passado, cada modelo está equipado com o movimento automático HUB1710 com frequência de 4Hz e uma reserva de corda de 50 horas.

Os preços começam nos 19.600 euros para as versões em titânio e terminam nos 23.800 para as versões com King Gold.

Pormenor da caixa do Spirit of Big Bang Ceramic Beige
Hublot Spirit of Big Bang Ceramic Beige | © Hublot

Magic Gold

O denominado «Magic Gold» é uma liga de ouro e carboneto de boro – uma cerâmica extremamente dura e de alta tecnologia -, desenvolvida e patenteada pela Hublot e que se destaca por ser resistente aos riscos.

Já adotado em diferentes modelos da marca, o Magic Gold surge agora no Big Bang MP-11 Magic Gold, disponível como uma edição limitada a 50 exemplar com um preço de 88.300 euros cada. Este modelo, reinterpreta o design técnico da caixa do Big Bang, unindo ouro a uma bracelete de borracha, na tal relação menos óbvia de materiais que a marca sabe desenvolver tão bem.

Big Bang MP-11 Magic Gold
Detalhe da forma da luneta e mostrador do Hublot Big Bang MP-11 Magic Gold | © Hublot

No interior bate o calibre HUB9011 esqueletizado de corda manual, com reserva de corda de duas semanas, possível graças a uma arquitetura que integra sete barris acoplados em série. A indicação da autonomia surge num cilindro posicionado à esquerda dos sete barris.

O Hublot Big Bang MP-11 é também lançado este ano numa versão em vidro de safira azul.

Vista do fundo de caixa do Hublot Big Bang MP-11 Magic Gold
Fundo de caixa do Hublot Big Bang MP-11 Magic Gold | © Hublot

Visite o site oficial da Hublot para mais informações.

Outras leituras