Baselworld 2018: TAG Heuer celebra Carrera

Em Basileia/ Como sempre sucede, a TAG Heuer impôs o seu estatuto com um conjunto de novidades transversais à sua coleção – incluindo uma elaborada em parceria com uma entidade exterior. Aqui fica um relatório sobre os mais marcantes modelos da marca apresentados em Baselworld e associados à linha Carrera, que cumpre o seu 55º aniversário em 2018.

Depois de já ter apresentado novos modelos, em janeiro, paralelamente ao Salon International de la Haute Horlogerie, e de ter aproveitado o Salão Automóvel, no início de março e também em Genebra, para desvelar edições especiais associadas ao desporto motorizado através de parcerias com a Gulf e a Aston Martin, a TAG Heuer voltou a revelar uma forte presença em Baselworld – graças a uma série de relógios que vêm enriquecer transversalmente a sua coleção, incluindo um Monaco personalizado em parceria com a empresa ‘modificadora’ Bamford. Mas porque 2018 representa o 55º aniversário do Carrera, a maior parte dos modelos mais marcantes foram apresentados sob o selo desse nome lendário da relojoaria e das corridas automóveis.

Aqui ficam eles.

TAG Heuer Carrera Heuer 02 GMT

A começar por aquele que elegemos ser o produto mais marcante: o Carrera Heuer 02 GMT, um cronógrafo que acrescenta a função GMT ao movimento de manufatura Heuer-02 num invólucro moderno que passa por ser o rosto de Jean-Claude Biver na direção da marca. Com o mesmo tipo de estética, o Carrera Heuer 01 rapidamente se tornou no produto de vanguarda da TAG Heuer e o Carrera Heuer-02 veio recentemente aproveitar o segundo movimento cronográfico de manufatura para apresentar uma disposição ‘horizontal’ dos três submostradores (a do calibre Heuer-01 é ‘vertical’) e índices de rendimento mais elevados.

TAG Heuer Carrera Chronograph GMT © Espiral do Tempo
TAG Heuer Carrera Chronograph GMT © Espiral do Tempo

O TAG Heuer Carrera Heuer-02 GMT é ainda mais completo graças à útil adição de um fuso horário suplementar, de leitura analógica através de um ponteiro vermelho associado à escala de 24 horas numa luneta bicolor preta/azul (ou ‘Batman’, segundo a gíria relojoeira) em cerâmica que oferece ao conjunto uma bela combinação de cores já usada há uns anos no Formula 1 GMT Calibre 7; tradicionalmente a TAG Heuer usou mais a combinação azul/vermelho nos seus modelos Autavia GMT históricos. Outra particularidade: o ponteiro vermelho GMT foi montado entre os ponteiros das horas e dos minutos, de modo a ‘tocar’ uma escala de 24 horas também existente na orla do mostrador semi-esqueletizado/openworked. Quanto ao submostrador dos pequenos segundos às 6 horas, delineado a azul, contribui para essa personalidade cromática azul/preta – diferenciando-se dos dois totalizadores (das horas e dos minutos) do cronógrafo – a par dos anéis azul/preto usados nos botões do cronógrafo.

TAG Heuer Carrera Chronograph GMT © Espiral do Tempo
TAG Heuer Carrera Chronograph GMT © Espiral do Tempo

Desde o Autavia Calibre 14 das décadas de 70 e 80 que nenhum relógio da marca era motorizado por um movimento de manufatura dotado da função GMT – mas as diferenças não se ficam por aí: se os cronógrafos de base da nova coleção Carrera Heuer-02 foram apresentados numa caixa de 43mm, o Carrera Heuer-02 GMT está dotado de uma caixa em aço com 45mm. Um relógio portentoso disponível com bracelete em aço com elos em H ou em cauchu.

TAG Heuer Carrera Chronograph GMT © Espiral do Tempo
TAG Heuer Carrera Chronograph GMT © Espiral do Tempo

TAG Heuer Carrera Heuer-02 ‘Tête de Vipère’

Num plano superior de preço e complicação, o Carrera Heuer-02 ‘Tête de Vipère’ (‘Cabeça de Víbora’) foi o relógio tecnicamente mais sofisticado entre as novidades desveladas em Baselworld. Assenta no cronógrafo com turbilhão Carrera Heuer-02T, mas trata-se de uma edição especial alusiva aos 55 anos do Carrera com certificação de cronómetro emitida  e estampada com o correspondente logo: uma cabeça de víbora, evidentemente. O anúncio foi feito na sequência de uma concorridíssima conferência de imprensa conduzida por Jean-Claude Biver.

Tag Heuer Carrera Chronograph Tourbillon Chronometer Tête de Vipère © Espiral do Tempo
Tag Heuer Carrera Chronograph Tourbillon Chronometer Tête de Vipère © Espiral do Tempo

O Contrôlo Oficial Suíço dos Cronómetros (COSC) é a entidade de certificação de precisão mais conhecida e antigamente existia em paralelo com o Observatório de Besançon e o instituto de Glashütte, passando praticamente a deter o monopólio nas últimas décadas até ao surgimento de novas entidades (desde a Qualité Fleurier até a vários institutos associados a marcas); desaparecido durante a crise do quartzo na quase fatal década de 70, o Observatório de Besançon começou a ressurgir há cerca de uma dúzia de anos e recuperou a emblemática Tête de Vipère aplicada pela primeira vez num relógio de precisão cronométrica em 1897. Ao contrário do COSC, os testes incidem sobre o relógio montado (movimento dentro da caixa) e não apenas sobre o movimento isolado. O teste envolve 16 dias de múltiplas sevícias ao relógio em cinco posições diferentes e três temperaturas distintas, sendo que nos últimos 12 anos apenas foram certificadas cerca de 500 peças.

TAG Heuer Carrera 'Tête de Vipère' Chronograph Tourbillon Chronometer © Espiral do Tempo
TAG Heuer Carrera ‘Tête de Vipère’ Chronograph Tourbillon Chronometer © Espiral do Tempo

A certificação do Observatório de Besançon pode ser vista através do fundo transparente, com a gravação da víbora numa das pontes do calibre Heuer-02. De resto, a caixa em cerâmica azul escura com 45mm de diâmetro dá uma personalidade muito distinta à edição limitada de 155 exemplares. O tambor de corda e o suporte do turbilhão, visíveis através do mostrador, também apresentam o mesmo tom azul – que também pode ser visto na costura da bracelete híbrida de nova geração com base de cauchu e inserção de pele de aligátor.

TAG Heuer Carrera 'Tête de Vipère' Chronograph Tourbillon Chronometer © Espiral do Tempo
TAG Heuer Carrera ‘Tête de Vipère’ Chronograph Tourbillon Chronometer © TAG Heuer

TAG Heuer Carrera Calibre 16

Para vincar o 55º aniversário do Carrera, a TAG Heuer também lançou modelos de inspiração retro que se pudessem distanciar do caráter modernista das várias variantes Carrera Heuer-02 apresentadas. Os dois novos Carrera Calibre 16 também se situam num nível de preço mais acessível, para além de apresentarem um diâmetro (41mm) mais ao gosto vintage. As combinações de cor remetem imediatamente para o desporto motorizado, sendo que um modelo tem mostrador preto com detalhes a vermelho e o outro mostrador azul também associado a pormenores encarnados – ambos com totalizadores brancos contrastantes.

TAG Heuer Carrera Calibre16 © Espiral do Tempo
TAG Heuer Carrera Calibre16 © Espiral do Tempo

O tom opalino dos mostradores é replicado na luneta de cerâmica condizente com escala taquimétrica; tradicionalmente, o taquímetro nos lendários Carrera dos anos 60 e 70 estava situado no perímetro interior do mostrador, mas desde meados da década passada que uma nova geração Carrera passou a adotar o taquímetro na luneta e é o modelo de 2005, também com caixa de 41mm e motorizado pelo Calibre 16 (assente no Sellita-500 inspirado no Valjoux 7750), que serve base às novas versões.

AG Heuer Carrera Calibre16 © Espiral do Tempo
TAG Heuer Carrera Calibre 16 © Espiral do Tempo

A par dos totalizadores brancos contrastantes, também a escala branca dos minutos em rehaut na periferia do mostrador potencia o jogo de contrastes cromáticos nas duas variantes. Com um delicioso detalhe suplementar: a matéria luminescente Super LumiNova é de uma tonalidade bege que simula o tom envelhecido da pátina nos indicadores das horas e nos ponteiros, potenciando esse mesmo espírito vintage associado ao lançamento dos dois modelos. A correia perfurada com pespontos a condizer reforça ainda mais o visual da versão de mostrador preto, ao passo que a de mostrador azul está equipada de uma bracelete em aço.

TAG Heuer Carrera Calibre16 © Espiral do Tempo
TAG Heuer Carrera Calibre16 © TAG Heuer
TAG Heuer Carrera Calibre16 © Espiral do Tempo
TAG Heuer Carrera Calibre16 © TAG Heuer

Visite o site oficial da TAG Heuer para mais informações.

Outras leituras