140 anos Breitling: os novos Navitimer e Cosmonaute

Com os olhos postos no céu: no âmbito dos 140 anos da Breitling, a marca evoca a sua ligação à aviação e ao espaço com os novos Navitimer Automatic GMT, Navitimer Automatic 41 e o B12 Chronograph 41 Cosmonaute Limited Edition .

A Breitling celebra 140 anos em 2024 e para assinalar o momento, a marca vai dedicar-se a contar as várias histórias que estão ligadas à sua própria história e à sua relação com diversas áreas – ar, terra, mar, sustentabilidade e avanços no âmbito da cronometragem.

Campanha Breitling de 1964 Breitling num catálogo para o Navitimer e o Navitimer Cosmonaute | Imagem: cortesia Breitling

Lembramos que a Breitling está particularmente associada ao surgimento dos voos comerciais, tendo em conta que os seus cronógrafos de bordo se tornaram em equipamentos de série, primeiro em aviões a hélice e, mais tarde, nos jatos produzidos pelos principais fabricantes de aeronaves. Em 1952, foi então lançado o Navitimer referido como o primeiro relógio de pulso para pilotos a combinar um cronógrafo e uma régua de cálculo computacional. O relógio apresentava assim uma régua de cálculo circular que permitia aos pilotos fazer cálculos como a taxa de subida e o consumo de combustível. Bem recebido entre pilotos e com provas dadas, o relógio acabaria por ficar associado ao mundo da aviação, mas o seu design bem reconhecível também se fez ver em pulsos como os de Miles Davis ou Serge Gainsbourg.

The first Swiss wristwatch in space_Scott Carpenter's original Breitling Navitimer Cosmonaute worn during his MA 7 mission in 1962
O Breitling Navitimer Cosmonaute que Scott Carpenter usou durante a sua missão MA 7 em 1962 | Foto: cortesia Breitling

Por outro lado, em 1962, o astronauta Scott Carpenter, da Mercury Seven, pediu à Breitling para adaptar o design do Navitimer à exploração espacial, solicitando um mostrador de 24 horas para distinguir o dia da noite no espaço. A marca acabaria por aceitar o desafio e este Navitimer personalizado, mais tarde apelidado de Cosmonaute, acompanhou Carpenter na sua missão de 24 de maio de 1962, tornando-se o primeiro relógio de pulso suíço no espaço. Para não haver confusão, relembramos que a TAG Heuer reivindica para si um lugar enquanto primeiro instrumento do tempo suíço no espaço (não relógio de pulso suíço)

Navitimer Cosmonaute advertisement from ca. 1963 for the first Swiss wrist chronograph to travel in space in 1962 and Scott Carpenter inside the Aurora 7 spacecraft shortly before take-off with his Breitling Navitimer Cosmonaute
À esquerda: Scott Carpenter no Aurora 7 antes do take-off com o seu Breitling Navitimer Cosmonaute | Foto: Getty Images, cortesia Breitling; à direita: campanha do Navitimer Cosmonaute ca. 1963 | Imagem: cortesia Breitling

«Ao longo de todo este ano, vamos falar dos nossos ‘140 Years of Firsts’ », refere Georges Kern, CEO da Breitling. «E quando se trata destes dois relógios — o Navitimer e o Cosmonaute — é impossível exagerar no que diz respeito à importância que tiveram para a nossa marca, para a aviação e para a relojoaria como um todo».

Neste sentido, março é o mês de olhar para o céu através de novos lançamentos na linha Navitimer e na linha Cosmonaute, precisamente.

Navitimer GMT e Automatic

Breitling Navitimer Automatic 41
Os novos Breitling Navitimer Automatic 41 | Foto: cortesia Breitling

A Breitling começou a redesenhar a linha Navitimer em 2022, tendo como ponto de partida o cronógrafo original. Em 2024, a atualização segue em frente com uma versão GMT e uma versão automática de três ponteiros. Ambos os relógios têm caixas de 41mm em aço e ouro vermelho, sendo que a versão Automatic é lançada também numa versão bicolor.

Nos novos Navitimer GMT e Automatic 41 o cronógrafo fica de parte, ainda assim mantêm o seu perfil enquanto descendentes do lendário modelo. A posição central da escala de 24 horas no GMT e a face sóbria do Automatic acabam por contribuir para o destaque da régua de cálculo e já a luneta com ranhuras e acabamentos alternados entre escovado e polido oferecem um interessante jogo de luz. Disponíveis com mostradores preto, azul, prateado, azul glaciar ou verde, ambos os relógios são complementos com correias em pele de aligátor ou braceletes metálicas com fecho tipo borboleta.

Breitling_NavitimerGMT
Breitling Navitimer GMT | Foto: cortesia Breitling

Importa ainda dizer que as versões totalmente em ouro incluem o selo Origins, alusivo a uma mineração de ouro responsável, em conformidade com as da Swiss Better Gold Association em matéria de impacto social e ambiental.

Tendo em conta as diferentes combinações disponíveis, ao todo, a marca lança assim 10 versões do Navitimer Automatic 41 e oito do Navitimer Automatic GMT.

Breitling Navitimer GMT
Breitling Navitimer Automatic GMT 41 Ref. A32310171C1P1 | Foto: cortesia Breitling

Navitimer B12 Chronograph 41 Cosmonaute Limited Edition

Limitado a 250 exemplares e apenas disponível online ou através de uma Breitling Boutique, o novo Cosmonanute renasce agora com um movimento de corda automática – o Calibre Breitling B12, com 70 horas de autonomia e cinco anos de garantia. Depois, o relógio mantém a sua clássica configuração de 24 horas, mas assente num mostrador verde-escuro com numerais dourados emoldurados por uma caixa em ouro vermelho.

Breitling Navitimer B12 Chronograph Cosmonaute 2024
O novo Breitling Navitimer B12 Chronograph Cosmonaute | Foto: cortesia Breitling

O fundo transparente permite contemplar a mecânica em funcionamento e nele podemos vislumbrar a gravação alusiva ao número de edição limitada («One of 250»), bem como a referência ao original ao qual o novo relógio presta homenagem: « First Swiss Wristwatch in Space/Navitimer Cosmonaute May 24,1962.»

Os relógios apresentados trazem consigo ainda mais uma novidade. No âmbito da campanha ‘Navitimer – For The Journey’, o futebolista Erling Haaland junta-se à marca e ao basquetebolista Giannis Antetokounmpo na campanha dedicada ao Navitimer 41. Ambos integram o grupo Navitimer Squad que conta ainda com a bailarina principal do American Ballet Theatre Misty Copeland, com o explorador Bertrand Piccard e com a produtora e atriz Charlize Theron.


Algumas caraterísticas técnicas:

Breitling
Navitimer Automatic 41

Ano de lançamento | 2024

Breitling Navitimer Automatic 41 | Imagens: cortesia Breitling

Movimento | Mecânico de corda automática Calibre Breitling 17, com rotor bidirecional e rolamento de esferas. Aproximadamente 38h de reserva de corda. 28.800 alt/h (4Hz). Certificado COSC.
Funções | Horas, minutos e segundos.
Caixa Ø 41 mm Espessura 11,65 mm | Aço ou ouro vermelho. Estanque até 30m. Vidro de safira abaulado, com tratamento antirreflexo dos dois lados. Fundo aparafusado.
Mostrador | Azul, verde, azul glaciar, prateado. Indexes e ponteiros das horas com luminescência Super-LumiNova.
Bracelete | Pele de crocodilo azul ou preta com fecho de báscula ou bracelete Navitimer com fecho borboleta.
Preço | Sob consulta

Breitling
Navitimer Automatic GMT 41

Ano de lançamento | 2024

Breitling_NavitimerGMT41
Breitling Navitimer GMT 41 | Imagens: cortesia Breitling

Movimento | Mecânico de corda automática Calibre Breitling 32, com rotor bidirecional e rolamento de esferas. Aproximadamente 42h de reserva de corda. 28.800 alt/h (4Hz). Certificado COSC.
Funções | Horas, minutos, segundos, data e segundo fuso horário.
Caixa Ø 41 mm Espessura 11,65 mm | Aço ou ouro vermelho. Estanque até 30m. Vidro de safira abaulado, com tratamento antirreflexo dos dois lados. Fundo aparafusado. Luneta bidirecional com régua de cálculo circular.
Mostrador | Preto, prateado ou azul glaciar. Indexes e ponteiros das horas com luminescência Super-LumiNova.
Bracelete | Pele de crocodilo ou com fecho de báscula ou bracelete Navitimer com fecho borboleta.
Preço | Sob consulta

Breitling
Navitimer B12 Chronograph 41 Cosmonaute Limited Edition

Ano de lançamento | 2024

Breitling_Navitimerb12Cosmonaute_Chronograph (1)
Navitimer B12 Chronograph 41 Cosmonaute Limited Edition | Imagens: cortesia Breitling

Movimento | Mecânico de corda automática Calibre Breitling B12, com rotor bidirecional e rolamento de esferas. Aproximadamente 70h de reserva de corda. 28.800 alt/h (4Hz). Certificado COSC.
Funções | Horas, minutos, segundos e data.
Caixa Ø 41 mm Espessura 13,6 mm | Ouro vermelho. Estanque até 30m. Vidro de safira abaulado, com tratamento antirreflexo dos dois lados. Fundo aparafusado e vidro de safira.
Mostrador | Verde com contadores contrastantes. Indexes e ponteiros das horas com luminescência Super-LumiNova.
Bracelete | Pele de crocodilo preta com fecho de báscula em ouro vermelho.
Preço | Sob consulta

Outras leituras