A propósito do Laurent Ferrier Classic Micro-Rotor Di Rosa

A Laurent Ferrier apresentou o resultado da sua parceria com Hervé Di Rosa. O novo Classic Micro-Rotor Di Rosa distingue-se pela dimensão artística do mostrador. O novo relógio de pulso é uma edição limitada a 5 exemplares.

A parceria

A curiosa colaboração entre a Laurent Ferrier e Hervé Di Rosa | Vídeo: Laurent Ferrier via Youtube

Pureza de linhas, simplicidade estética, acabamentos fora de série. Esta pode ser uma boa forma de caraterizar em traços gerais as criações assinadas Laurent Ferrier. Mas tal não quer dizer que, de quando em vez, não se fuja do baralho. E foi isso que aconteceu recentemente. A marca aventurou-se por novos caminhos em colaboração com o artista francês Hervé Di Rosa. O resultado é o Classic Micro-Rotor Di Rosa, um relógio com todos os códigos associados à coleção Classic, mas que guarda um mostrador gravado à mão pelo próprio artista francês.

Hervé Di Rosa (à direita) é amigo da marca e do próprio Laurent Ferrier (à esquerda) há já uns bons anos e o desafio passou por combinar duas visões distintas num só relógio | Foto: cortesia Laurent Ferrier

Esta parceria acontece de forma natural. Hervé Di Rosa é amigo do galardoado relojoeiro e da marca com o seu nome há já uns bons anos e o desafio seria sempre a combinação de duas visões muitos distintas num só relógio. O Classic Micro-Rotor Di Rosa surge como uma edição limitada a 5 exemplares.

O artista

Hervé Di Rosa desenvolve há mais de 40 anos uma obra enraizada na figuração livre, mas as suas referências estão mais alinhadas com banda desenhada, ficção científica, rock ou punk. Ao longo da carreira, desenvolveu um trabalho que designa como ‘artes modestas’ e até criou um museu, em Séte, França, dedicado ao seu próprio trabalho: o MIAM (Museu Internacional de Artes Modestas).

Os ponteiros das horas e minutos em ouro branco dão ainda mais vida à toda dinâmica base do mostrador que parece estar em constante movimento | Foto: cortesia Laurent Ferrier

Enquanto artista, Hervé Di Rosa interessa-se por objetos do quotidiano, figuras cómicas ou lembranças turísticas e procura compreender como é que uma técnica artística pode ser transformada, ao ser influenciada pelo encontro com novas civilizações. Viaja com frequência, tendo sempre em mente projetos artísticos. E desde o início da sua digressão mundial em 1990, fez mais de 19 paragens com o objetivo de descobrir técnicas artísticas vernáculas e as pessoas que as perpetuam. Com uma nota: já passou por Portugal onde desenvolveu diversos trabalhos. Após a sua instalação oficial na secção de pintura da Academia de Belas Artes, o Centre Pompidou, em Paris, dedica-lhe uma retrospetiva patente até ao próximo dia 26 de agosto. E, por isso mesmo, o novo relógio foi lá apresentado.

O mostrador

Laurent Ferrier Classic Micro-Rotor Di Rosa
No Classic Micro-Rotor Di Rosa o protagonismo vai para o mostrador com a representação da personagem Ah! Ah! Ah!, deus e guardião do Tempo na visão de Di Rosa | Fotos: cortesia Laurent Ferrier

Na sua demanda por mistérios da criação e dos reinos imateriais do pensamento, Hervé Di Rosa criou verdadeiros universos quase paralelos. E o mostrador do Classic Micro-Rotor Di Rosa evoca uma personagem desses mesmos universos. Deus e guardião do Tempo e das Artes Modestas, Ah! Ah! Ah! é a personagem com 12 braços representada por meio de gravação. Faz parte da obra ‘Diromythology’, um baixo relevo previamente criado pelo artista e seus colaboradores em Foumban, Camarões.

A insólita personagem Ah! Ah! Ah! tem doze braços e faz parte da obra ‘Diromythology’, um baixo relevo previamente criado pelo artista e seus colaboradores | Foto: cortesia Laurent Ferrier

No entanto, coube a Jeanne Valentine Ulrich da Cadranier de Genève gravar a interpretação desta insólita personagem no mostrador feito de ouro branco. Como seria de esperar, os tons usados antracite são animados por acabamentos mate e brilhantes, mas desviam-se da multiplicidade colorida de Hervé Di Rosa em suas pinturas. Os ponteiros das horas e minutos em ouro branco dão ainda mais vida à toda dinâmica base do mostrador que parece estar em constante movimento.

A caixa

Laurent Ferrier Classic Micro-Rotor Di Rosa
A caixa de 40mm em aço é inspirada em relógios de bolso do século XIX | Foto: cortesia Laurent Ferrier

Com uma elegante caixa de 40mm em aço inspirada nos caraterísticos relógios de bolso do século XIX, o Classic Micro-Rotor Di Rosa está equipado com o Calibre FBN 229.01 de corda automática, com um microrrotor de escape natural., que, segundo a marca, resulta em maior eficiência no que diz respeito à autonomia. Neste sentido, o novo relógio tem uma reserva de corda de 72 horas. O movimento, com acabamento de excelências típicos da marca em questão pode ser apreciado através do fundo em vidro de safira. O relógio é complementado por uma correia em pele nobuck verde floresta com fivela.

Visite o site oficial da Laurent Ferrier para mais informações.


Algumas caraterísticas técnicas:

Laurent Ferrier
Classic Micro-Rotor Di Rosa
Ano de lançamento | 2024

Laurent Ferrier Classic Micro-Rotor
Laurent Ferrier Classic Micro-Rotor Di Rosa | Foto: cortesia Laurent Ferrier

Referência | LCF038.AC.D1G
Movimento | Corda automática Calibre FBN 229.01, 35 rubis, escape natural. 3Hz (21.600 alt/h) de frequência. Reserva de corda até 72 horas.
Funções | Horas e minutos centrais.
Caixa Ø 40mm | Aço. Vidro de safira abobadado. Fundo em vidro de safira. Estanque até 30 metros. Anel preto no fundo com a gravação ‘Ah! Ah! Ah!’
Mostrador | Ouro branco 18 kt polido.
Correia| Pele nubuck em verde floresta, com pesponto Alcantara. Fivela em aço.
Preço |  Sob consulta.

Outras leituras