fbpx
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

A.Lange & Söhne Datograph Auf/ Ab: mais & melhor

EdT39/em Dresden — Um dos mais belos e cobiçados cronógrafos jamais concebidos foi atualizado pela A. Lange & Söhne: o Datograph Auf/Ab é uma versão ainda melhor do Datograph e exala toda a superlativa qualidade da manufatura saxónia.

Análise publicada no número 39 da Espiral do Tempo.

Após a reunificação, Dresden tem vindo paulatinamente a recuperar todo o seu esplendor de antiga capital não só estatal mas também de arte e cultura — tal como a manufatura A. Lange & Söhne, sediada na vizinha localidade de Glashütte, recuperou toda a sua grandiosidade para se tornar na única entidade de alta-relojoaria capaz de rivalizar com as melhores manufaturas suíças. Um dos ex-líbris da sua coleção era o Datograph, que após uma dúzia de anos passa a ser designado por Datograph Auf/Ab na sequência de alguns aperfeiçoamentos destinados a tornar o melhor ainda melhor.

A nova versão será tanto ou mais cobiçada do que a do cronógrafo de 1999 que já era considerado como um dos mais belos e desejados de sempre. Com toda a classe e pertinácia que a carateriza, a A. Lange & Söhne fez crescer ligeiramente o Datograph mantendo todo o sentido das proporções originais e juntou-lhe alguns aperfeiçoamentos técnicos a par de criteriosas alterações. O resultado é o esperado: muito estilo e elegância.


Pequenos grandes detalhes

Datograph_Chronograph_1999_2012
À esquerda, o Datograph de 1999 e, à direita,o Datograph de 2012. © A.Lange & Söhne

O primeiro impacto visual do Datograph Auf/Ab prende-se com o ligeiro crescimento da caixa em platina de 39 para 41 milímetros e a inclusão de um indicador de reserva de corda no mostrador preto de totalizadores argenté contrastantes. O crescimento do tamanho mantém toda a elegância do Datograph original, tal como o mostrador não é afetado na sua harmonia — e outro dos detalhes prende-se com a eliminação dos algarismos romanos II, VI e X e a consequente adoção exclusiva de indexes aplicados em ouro rodinado para as horas; a janela dupla para a data tão caraterística da Lange & Söhne cresceu discretamente quatro por cento e o novo indicador da autonomia do mecanismo de corda manual (que aumenta um dia para um total de 60 horas) surge às 6 horas com a tal inscrição em alemão Auf/Ab (Down/Up, ou Vazio/Cheio, daí o acréscimo ao nome do relógio).


Estrutura arquitetónica

© A.Lange & Söhne
O Calibre L951.6 que equipa o Datograph Up/Down da A.Lange & Söhne. © A.Lange & Söhne

O aumento da reserva de marcha está associado a um tambor de corda maior no Calibre L951.6 — que mantém a estrutura arquitetónica do original Datograph (Calibre L951.1) que fez dele um dos mais belos mecanismos relojoeiros jamais construídos pelo Homem. Trata-se de um calibre cronográfico de roda de colunas com uma frequência tradicional de 18.800 alternâncias/hora embelezado artesanalmente com decorações de alta-relojoaria e padrões estéticos de Glashütte (gravação do galo do balanço, platina em prata alemã, anglage, chatôns de ouro etc.); o ponteiro do totalizador dos minutos dá saltos precisos de um em um minuto durante a contagem, e a função flyback otimiza/acelera o processo cronográfico ao fazer o ponteiro regressar ao zero e recomeçar com uma única pressão do correspondente botão. O balanço e a espiral também são os mesmos manufaturados na A. Lange & Söhne estreados no Double Split.

Houve quem torcesse o nariz ao crescimento, mas os 41 milímetros estão bem dentro dos padrões canónicos. E a passagem dos algarismos romanos para os bastões depuram o mostrador, evitando dispersão estilística. Quaisquer reparos por parte dos puristas não passarão de minudências, porque o Datograph Auf/Ab é um relógio fabuloso que será tão invejado como o primeiro Datograph. ET_simb

Save

Outras leituras