fbpx

Rolex Milgauss: raio de personalidade

A mais recente versão do lendário Milgauss é caraterizada por um mostrador azul metalizado (denominado ‘azul Z’ devido à utilização de zircónio), combinado com o emblemático vidro verde de safira alcunhado ‘vidro de aniversário’ e que estava já presente numa das três versões apresentadas aquando do relançamento do modelo, em 2007. Desvelado em 2014, o Milgauss azul veio substituir precisamente uma dessas três versões: a de mostrador preto com vidro incolor, que saiu de produção. Atualmente, a linha Milgauss está confinada a dois modelos.

O Oyster Perpetual Milgauss Ref  116400 GV – 72400 integra a linha Professional da Rolex e distingue-se pelo caraterístico ponteiro dos segundos em forma de raio — que se destaca sobre um fundo azul elétrico povoado por marcadores das horas em forma de bastão aplicados e recheados com matéria luminescente azul Chromalight de longa duração.

Pioneira: Rolex Milgauss
No pulso: Rolex Oyster Perpetual Milgauss © Espiral do Tempo / Paulo Pires

A inscrição Milgauss (mil = 1000; Gauss é a unidade de medida do campo magnético) referente à nomenclatura e os tons alaranjados completam uma estética de mostrador verdadeiramente original no catálogo da marca genebrina. Até porque a utilização de um vidro verde (nas duas únicas variantes atualmente disponíveis, a de mostrador azul e a de mostrador preto) lhe proporciona nuances únicas. O inconfundível ponteiro dos segundos em raio assume mesmo grande protagonismo e personifica a associação do relógio à temática do (anti) magnetismo.

Esq.: © Rolex; Dta.: Paulo Pires / Espiral do Tempo
À esquerda: o Rolex Milgauss original de 1956 © Rolex. À direita: a já descontinuada versão de mostrador branco que integrava o trio de modelos disponível aquando do relançamento do Milgauss, em 2007 © Paulo Pires / Espiral do Tempo

Seis décadas de inovação

Concebido em 1956 sob o signo do acelerado progresso tecnológico que então se fazia sentir e dedicado aos profissionais que trabalhavam em ambientes submetidos a fortes campos magnéticos, o Milgauss apresentava uma inédita proteção magnética que permitia ao seu movimento automático manter a precisão absoluta nessas circunstâncias.

Rolex Milgauss
Perspetiva lateral do Oster Perpetual Milgauss Ref 116400 GV azul, Os ponteiros e os marcadores das horas são feitos em ouro branco de 18 quilates e recheados com matéria luminescente Chromalight © Rolex / Alain Costa

A fiabilidade e a precisão de um relógio mecânico podem ser afetadas por campos magnéticos de 50 a 100 Gauss. O campo magnético de um íman normal é de cerca de 200 Gauss a 5 mm de distância! Como muitos cientistas estão habitualmente expostos a campos magnéticos muito mais intensos, a Rolex foi desafiada a encontrar uma solução para esse problema. E nasceu o Milgauss, primeiro relógio do género. Que ganhou fama ao ser usado por cientistas da credenciada Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN), localizada precisamente na cidade que serve de sede à marca da coroa: Genebra.

Esq.: © Espiral do Tempo; Dta.: © Rolex
A outra versão atualmente disponível. À esquerda: pormenor da coroa de rosca Twinlock com o logotipo da coroa e o detalhe do vidro verde © Espiral do Tempo. À direita: Oyster Perpetual Milgauss Ref 116400 preto  © Rolex

Renascido em 2007, o Milgauss do século XXI é ainda mais fiável graças a aperfeiçoamentos mecânicos no seu calibre de corda automática e melhorias estruturais na conceção da caixa. Esculpida em Oystersteel, ostenta um diâmetro contemporâneo de 4o milímetros e é estanque a 100 metros.

Pioneira: Milgauss
Pormenor do vidro de safira verde em contraste com o fundo azul e os detalhes brancos/laranja © Rolex / Alain Costa

A Rolex utiliza exclusivamente Oystersteel nos seus modelos em aço. Fabricado e moldado exclusivamente em fundições próprias, o Oystersteel pertence à família do aço cirúrgico com a denominação 904L — liga utilizada principalmente nas áreas aeroespacial, química e tecnologia de ponta, nas quais é imprescindível uma máxima resistência contra a corrosão. Extremamente resistente, o Oystersteel adquire um acabamento excepcional quando é polido e conserva a sua beleza original mesmo quando usado durante muito tempo em condições ambientais extremas.

Rolex Milgauss de mostrador preto e vidro incolor (versão já saída do mercado) com o emblemático ponteiro dos segundos em zigue-zague a condizer com a terra batida. © Miguel Seabra / Espiral do Tempo
No Millennium Estoril Open, torneio que tem a Rolex por cronometrista oficial: o Milgauss de mostrador preto e vidro incolor (versão já saída do mercado) com os tons laranja a condizer com a terra batida do Clube de Ténis do Estoril. © Miguel Seabra / Espiral do Tempo

A primeira inovação do Milgauss para fazer face às interferências magnéticas é o escudo montado no interior da caixa Oyster. Feito de ligas ferromagnéticas selecionadas, envolve e simultaneamente protege o movimento de corda automática. O símbolo da densidade de fluxo magnético – a letra maiúscula ‘B’ e correspondente flecha – surge gravado nesse escudo, mas somente os relojoeiros certificados pela Rolex estão autorizados a vê-lo… porque são os únicos autorizados a abrir a caixa do Milgauss.

Proteção suplementar

O mecanismo que alimenta o Oyster Perpetual Milgauss é o calibre 3131, que ostenta o certificado de precisão COSC reforçado com o selo Superlative Chronometer exclusivo da Rolex e que garante, após a assemblagem completa do relógio, uma tolerância máxima de -2 a +2 segundos diários. O calibre 3131 inclui 31 rubis, funciona a 28.800 alternâncias/hora, está dotado de um rotor Perpetual de carga bidirecional e tem a particularidade de ser resguardado dos campos magnéticos pelo já referido escudo protetor especial, que é construído em ligas ferromagnéticas e composto por duas partes que estão aparafusadas ao interior da caixa Oyster.

milgauss-movimento
À esquerda: espiral patenteada Parachrom azul e o respetivo balanço de inércia variável (com parafusos Microstella em ouro) feitos em liga paramagnética. À direita pode ver-se também o sistema anti-choque Paraflex na ponte que suporta o órgão oscilador © Rolex

O sistema oscilador, verdadeiro coração do calibre 3131, é formado pela espiral patenteada Parachrom e um balanço de inércia variável (ajustada de maneira extremamente precisa por meio de parafusos Microstella de ouro) que também são feitos numa liga especialmente paramagnética que reforça a proteção contra os campos magnéticos. O conjunto do balanço e da espiral está firmemente sustentado por uma ponte transversal de altura regulável que permite um posicionamento muito estável, de maneira a aumentar a resistência aos choques.

© Rolex
Calibre 3131 de corda automática e rotor Perpetual de carga bidirecional © Rolex

A Rolex patenteou a espiral Parachrom azul após cinco anos de pesquisa e desenvolvimento de produto; é dotada de uma curva terminal Rolex e, para além de não ser afetada pela ação dos campos magnéticos, consegue ser até dez vezes mais resistente a choques do que as espirais convencionais. Tradicionalmente a cor azul da espiral é considerada como um símbolo de prestígio reservado aos relógios mais precisos.

Sistema anti-choque Paraflex

A roda de escape é concebida em níquel-fósforo e a resistência aos choques é ainda reforçada pelo eficaz sistema Paraflex, desenvolvido e patenteado pela Rolex em 2005. A geometria inovadora da mola, projetada por modelagem dinâmica em 3D, garante que ela permaneça firmemente posicionada e não haja risco de deformação; validado através de uma extensiva bateria de testes e medições laboratoriais, o sistema de absorção de choques Paraflex aumenta a resistência a choques dos relógios Rolex até 50 por cento.

Rolex Milgauss
Fundo de rosca com a inscrição Milgauss em destaque © Paulo Pires / Espiral do Tempo

A caixa de construção monobloco, de acabamento polido, está dotada de uma bracelete Oyster Ref 72400 de três elos (um central polido, dois laterais escovados) que se faz acompanhar de um fecho de segurança Oysterclasp com sistema Easylink (para pequenos ajustes até cinco milímetros).

Rolex Milgauss
Fecho Oysterclasp aberto © Paulo Pires / Espiral do Tempo

Lançada pela Rolex no final dos anos 1930, a bracelete metálica Oyster de metal é particularmente resistente e confortável; caraterizada por três fileiras de elos largos e planos, continua a ser a bracelete mais utilizada na coleção Oyster — especialmente na sua linha Professional, sendo a única exceção a bracelete Jubilee do novo GMT-Master II ‘Pepsi’.

Rolex Milgauss
Fecho Oysterclasp fechado © Paulo Pires / Espiral do Tempo

O selo verde que acompanha o Oyster Perpetual Milgauss exibe o estatuto de Superlative Chronometer (Cronómetro Superlativo). Trata-se de uma nomenclatura exclusiva da Rolex que atesta que cada exemplar ‘sobreviveu’ a uma série de controles finais específicos e realizados pela marca genebrina nos seus próprios laboratórios e segundo critérios próprios de elevada exigência, complementando a certificação oficial COSC atribuída ao calibre 3131.


Ver esta publicação no Instagram

The orange lightning-bolt-shaped seconds hand. A signature feature of the Rolex Milgauss. #Rolex #Milgauss

Uma publicação partilhada por ROLEX (@rolex) a

Esses testes exclusivos da Rolex — relativos à precisão cronométrica após a montagem, à impermeabilidade, à corda automática e respetiva autonomia — ampliam os limites do desempenho de cada exemplar. E contribuem ainda mais para a fama de fiabilidade que a Rolex ostenta, até porque o novo selo verde representa igualmente uma garantia de cinco anos que é não só aplicável ao Oyster Perpetual Milgauss, mas também a todos os modelos Rolex.

Caraterísticas Técnicas

Rolex
Oyster Perpetual Milgauss

Referência/ 116400 GV – 72400
Movimento/ Mecânico de corda automática Calibre 3131; Certificado COSC; 48h de reserva de corda, 28’800 alt/h.
Funções/ Horas, minutos e segundos; stop-seconds.
Caixa Ø 40 mm/ Aço Oystersteel (904L), vidro de safira verde antirrisco com tratamento antirreflexos, estanque até 100 metros
Mostrador/ Ponteiros das horas e minutos e marcadores das horas em ouro branco de 18 quilates, recheados de matéria Chromalight de alta legibilidade (luminescência azul de longa duração).
Bracelete/ Aço Oystersteel (904L) com fecho de báscula Oysterclasp e sistema Easylink com extensão rápida de 5mm.
Certificação/ Superlative Chronometer
Preço/ Sob consulta.

Rolex Milgauss
© Rolex/Alain Costa

Consulte o site oficial da Rolex em Portugal para mais informações.

Outras leituras