fbpx
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Rolex Oyster Perpetual Cosmograph Daytona

De um restrito lote de cronógrafos que se tornaram incontornáveis na história da relojoaria, o Oyster Perpetual Cosmograph Daytona da Rolex sempre foi o mais cobiçado – e a sua tão aguardada renovação surgiu finalmente em 2016. No ano passado surgiram novas variantes complementares em ouro que, em vez da bracelete metálica ‘tradicional’, estão equipadas com a notável bracelete Oysterflex.

Rolex Oyster Perpetual Cosmograph Daytona
Rolex Oyster Perpetual Cosmograph Daytona . © Rolex

Renovação relevante

Rolex Cosmograph Daytona
© Espiral do Tempo/ Susana Gasalho
Rolex Cosmograph Daytona
© Espiral do Tempo/ Susana Gasalho

O nome Daytona há muito que assume contornos místicos para dois universos distintos que são tão próximos que a sua associação se afigura perfeitamente natural. Porque entre o automóvel e o relógio existem mais afinidades do que as existentes entre os ponteiros do mostrador e do velocímetro. Desvelada em 2016, a nova geração do Daytona é claramente mais atraente do que a sua predecessora, mudando tanto e ao mesmo tempo tão pouco (um paradoxo típico da Rolex). As principais atualizações foram a adoção de uma luneta em Cerachrom e submostradores contrastantes. Após os dois modelos em aço, surgem agora as variantes em ouro com a nova bracelete Oysterflex.

Bracelete inovadora

Rolex Cosmograph Daytona
A Rolex escolheu equipar as versões em ouro da mais recente geração do Daytona com uma sofisticada bracelete Oysterflex. © Espiral do Tempo/ Susana Gasalho
Rolex Cosmograph Daytona
O fecho Osterflex com sistema Easylink. © Espiral do Tempo/ Susana Gasalho

A Oysterflex é uma inovadora bracelete patenteada devido ao facto de integrar no seu interior uma lâmina de metal superelástico (em titânio e níquel) revestido por borracha Elastomer da última geração e que também está dotada de uma membrana interior que permite a ‘colagem’ ideal ao pulso para um conforto superior. Até essa discreta membrana amortecedora simboliza perfeitamente a posição da Rolex: a busca constante de afinações que esticam ainda mais as fronteiras da perfeição. O fecho é Oysterflex, no mesmo ouro da caixa, com sistema Easylink que permite variações de 5mm tão úteis nos dias em que o pulso aumenta com o calor.

Um produto essencial

Rolex Cosmograph Daytona
© Espiral do Tempo/ Susana Gasalho
Rolex Cosmograph Daytona
© Espiral do Tempo/ Susana Gasalho

As novas versões em ouro (como a de ouro amarelo e mostrador champanhe que fotografámos) apresentam uma caixa com um diâmetro clássico de 40mm e estanque até 100 metros. Lá dentro, bate o Calibre 4130 automático com roda de colunas e embraiagem vertical, com 72 horas de reserva de corda e espiral Parachrom imune a choques ou campos magnéticos. E está afinado de acordo com a nova certificação Superlative Chronometer da marca: -2/+2 segundos por dia, com uma garantia de cinco anos.

Características técnicas

Rolex
Oyster Perpetual Cosmograph Daytona
Referência/ 116518 LN
Movimento/ Calibre 4130. Cronógrafo mecânico com roda de colunas e embreagem vertical. Corda automática bidirecional por rotor Perpetual. 72 horas de reserva de corda. Certificação Cronómetro Superlativo.
Funções/ Horas e minutos no centro, pequeno ponteiro de segundos às 6 horas. Cronógrafo com precisão de 1/8o de segundo por meio de ponteiro no centro. Totalizador de 30 minutos às 3 horas, totalizador de 12 horas às 9 horas. Stop-seconds para ajuste preciso da hora.

Caixa Ø 40 mm/ Ouro amarelo 18 quilates, acabamento polido e acetinado Cerachrom monobloco de cerâmica preta com escala taquimétrica gravada e deposição de ouro amarelo por pulverização catódica com magnetron. 
Bracelete/ Oysterflex com fecho Oysterlock, desdobrável com dispositivo de segurança em ouro amarelo 18 quilates Sistema Easylink com extensão rápida de 5 mm.
Preço/  € 25. 800

Consulte o site da Rolex para mais informações.

Clique na imagem para ver a galeria:

The specified carousel id does not exist.

Outras leituras