Galeria: a exposição Patek Philippe ‘Rare Handcrafts 2024’

Londres recebeu recentemente a exposição ‘Rare Handcrafts 2024’ da Patek Philippe – a mesma que esteve patente nos salões da marca em Genebra, durante o Watches and Wonders e que tivemos a oportunidade de visitar. Relembramos em galeria a nossa visita.

Em Genebra

Depois de Genebra, a Patek Philippe levou, durante o mês de junho, a exposição ‘Rare Handrafts 2024’ até Londres. Trata-se da maior coleção do género alguma vez apresentada pela marca. De facto, todos os anos, a Patek Philippe apresenta uma coleção única de relógios em edição limitada que tem como fio condutor os ofícios artesanais que tanto fazem parte do seu legado. Entre eles, a esmaltagem cloisonné Grand Feu, a pintura em miniatura sobre esmalte, a esmaltagem grisaille, a esmaltagem flinqué, a esmaltagem paillonné, a esmaltagem champlevé, a gravação à mão, o guilloché executado à mão e a cravação de pedras preciosas, bem como técnicas como marchetaria em micromadeira e esmalte Longwy sobre faiança.

 Trata-se assim de uma coleção muito especial composta por instrumentos do tempo minuciosamente decorados tendo como base diversos fios temáticos.

E foi esta mesma exposição que tivemos a oportunidade de visitar, durante o Watches and Wonders 2024, em Genebra. Entre as peças expostas destaque para um conjunto de relógios de pulso Calatrava com mostradores que representam as constelações relacionadas com os signos do zodíaco; por outro lado, são também surpreendentes os vários exemplares que destacam motivos diversos da natureza ou locais especiais. Neste caso, o relógio de bolso Ref. 995/143G-001 ‘Portrait of a White Egret’, criado em marchetaria de madeira revela-se uma peça muito especial.

Por outro lado, a coleção contempla ainda várias peças de tributo a exemplos lendários da atividade humana, no domínio das artes, das tradições e dos desportos. Entre eles, a temática do surf ganha vida, por exemplo, no Calatrava Ref. 5089G-129 ‘Morning on the Beach’ com o retrato de um surfista feito em marchetaria de madeira. No caso específico deste e de outros relógios guiados pela mesma temática, vale a pena salientar o próprio expositor que, à semelhança do que aconteceu, por exemplo, na Watch Art Grand Exhibition de 2019 estava decorado com um delicado cenário em papel evocativo da rebeldia das ondas e do ambiente de praia.

Com tanto para dizer, muito mais há para mostrar. Deixamos assim um conjunto de imagens que nos guia por esta bonita exposição.

Outras leituras