O curioso Longines Nonius

Mais um artigo que recomendamos e que pode ser lido no site do Instituto Português de Relojoaria. Nuno Margalha conta-nos a história de como um dos estudos do cientista português Pedro Nunes foi adaptado a um cronógrafo mecânico: o Longines Nonius.

Pedro Nunes foi um cientista português do século XVI que, ao longo da sua vida, se terá debruçado principalmente sobre problemas teóricos e que acabou por criar três instrumentos muito úteis para orientação marítima dos navios portugueses: o Anel Náutico, o Instrumento de Sombras e o Nónio. Este último permitia calcular ângulos com grande precisão, e podia ser acrescentado a um astrolábio para medir a altura dos astros.

Pois bem, o Nónio, como escala de um instrumento de medição e com alterações entretanto introduzidas por Pierre Vernier, esteve na base do Longines Nonius, um cronógrafo de pulso com um ponteiro dos segundos nunca antes visto, capaz de medir décimos de segundo com grande facilidade.

Confuso? Não vale a pena. Basta dar um salto ao site do Instituto Português de Relojoaria para ficar a saber mais sobre mais esta que é também uma curiosa história com raízes portuguesas.

Outras leituras