fbpx
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Seis relógios no mínimo originais

Tendo em conta que já são muitos os relógios que têm vindo a ser apresentados desde o início deste ano, fizemos uma seleção de algumas dessas novidades. Neste caso, novidades recentes que se destacam pelo seu caráter de originalidade e até por alguma irreverência. Corum,Delma, Graham, H.Moser & Cie, Hublot e Ikepod são as marcas em destaque nesta semana.

Corum: Admiral 42 Automatic Full Black

Corum Admiral 42 Automatic Full Black © Corum
Admiral 42 Automatic Full Black  © Corum

O mais recente lançamento da Corum prende-se com aquela que será, porventura, a mais popular das muitas linhas emblemáticas lançadas pela firma de La Chaux-de-Fonds  ao longo das últimas décadas — a gama Admiral, nascida na década de 60 e reintroduzida em 1983 com uma inconfundível caixa dodecagonal que passou a ser a sua imagem de marca juntamente com as bandeiras náuticas. O novo Admiral 42 Full Black retoma essas bandeiras náuticas nos 12 indexes das horas mas num visual preto dominante, em que o monocromatismo é apenas ‘cortado’ por uma segunda cor nas variantes do modelo em azul, vermelho, amarelo, verde e laranja. A estética Full Black é alcançada através do tratamento PVD da caixa em aço e dos próprios ponteiros esqueletizados, depois cobertos com luminescência SuperLuminova. O conjunto fica completo com uma bracelete negra em cauchu tão confortável em uso urbano como resistente às exigências salgadas do mar. Como o nome indica, a caixa apresenta 42 milímetros de diâmetro e é estanque a 50 metros; o relógio é motorizado pelo calibre automático CO 395 com pequenos segundos e data em todas as suas variantes. Cada cor apresenta uma tiragem limitada de 100 exemplares

Corum Admiral 42 Automatic Full Black © Corum
Admiral 42 Automatic Full Black © Corum

Delma: Oceanmaster Antarctica

Delma Oceanmaster Antarctica © Delma
Oceanmaster Antarctica © Delma

A Delma, um nome histórico da relojoaria suíça, tem vindo a demonstrar maior dinamismo nos últimos tempos através de uma nova equipa que tem lançado produtos que deveriam merecer maior conhecimento no mercado e entre os aficionados. E o Oceanmaster Antarctica é o perfeito exemplo disso mesmo. Trata-se de um robusto relógio de aventura dedicado a Nick Moloney, embaixador da marca conhecido pela sua exploração dos oceanos — e foi o modelo especialmente concebido para equipar a tripulação da expedição à Antártida por ocasião do 200º aniversário da descoberta do chamado Continente Branco. Trata-se de um relógio que impressiona pela sua imponência, embora sem ser demasiado grande: apresenta um diâmetro de 44 milímetros por 13,8 milímetros de espessura e as asas curtas fazem com que seja mais facilmente usado por pulsos médios. Mas o maior encanto reside nas soluções estéticas e técnicas adotadas para o mostrador e indicações suplementares: o ‘rosto’ surge em dégradé e com uma textura muito apelativa, planificador tático, indicação dos ventos e luneta náutica rotativa unidirecional. Os tons do mostrador inspiram-se na cor do gelo quando se mistura com as águas circundantes e a textura representa a estrutura da paisagem gelada. Com gravação personalizada alusiva à edição limitada (200 peças), bracelete de aço de dois tipos de acabamento de superfície, caixa estanque a 500 metros, coroa de rosca, válvula de hélio, vidro de safira antirreflexo e movimento automático ETA 2824, trata-se de um exemplar com uma relação qualidade/preço muito boa: 1390 euros. Para mais, uma percentagem da venda vai para a fundação Antarctic & Southern Ocean Coalition.

Delma Oceanmaster Antarctica © Delma
Oceanmaster Antarctica © Delma

Graham: Chronofighter Grand Vintage Ltd – Swiss Edition

Graham Chronofighter Grand Vintage Ltd – Swiss Edition © Graham
Chronofighter Grand Vintage Ltd – Swiss Edition © Graham

Um original relógio de pulso em edição limitada que evoca a Poya, a arte tradicional suíça de corte em papel cujos motivos se referem ao ritual da transumância das vacas leiteiras para os campos de pastagem das montanhas durante as épocas mais quentes. Espelhando esta procissão festiva alpina, o novo relógio surge assim repleto de detalhes com um mostrador branco e preto em chifre de vaca e aço recortado que simula a arte em papel, apresentando apenas os contornos das figuras representadas. Os motivos evocam, claro, o referido deslocamento sazonal do gado. O modelo escolhido para prestar esta homenagem à tradição suíça foi o Chronofighter Grand Vintage ao qual foi anexada uma bracelete castanha e branca em pele de vaca, a condizer com todo o envolvimento do relógio. Com caixa de 47 mm em aço, o relógio indica as horas, os minutos, os segundos e a data, além do cronógrafo que é ativado através da alavanca característica da coleção Chronofighter. Não sendo um relógio para todos pela sua irreverência e clara alusão a uma tradição com que nem todos se identificam, também não é um relógio para todos por ser uma edição limitada a 125 exemplares. Visite o site oficial da Graham para mais informações.

Graham Chronofighter Grand Vintage Ltd – Swiss Edition © Graham
Chronofighter Grand Vintage Ltd – Swiss Edition © Graham

Hublot: Spirit of Big Bang em cerâmica azul e em cerâmica rosa

Hublot Spirit of Big Bang em cerâmica azul e em cerâmica rosa © Hublot
Spirit of Big Bang em cerâmica azul e em cerâmica rosa e ouro rosa © Hublot

 A leveza dos tons pastel é a aposta da Hublot na nova coleção Spirit of Big Bang de 39 mm, criada, segundo a marca, para a mulher moderna que expressa o seu estilo através de uma peça com caráter e de manufatura impecável. Estes novos modelos vêm assim reavivar o êxito da coleção Spirit of Big Bang, com uma caixa de formato tonneau e construção ‘sandwich’ que permite múltiplos exercícios estéticos. Disponíveis com caixas em 39 mm em cerâmica, complementados por titânio ou King Gold, os novos Spirit of Big Bang apresentam acabamento polido e escovado, e o rosa e azul  como cores de eleição em toda a peça: caixa, mostrador e bracelete em pele, cosida sobre cauchu branco. O complemento passa pela luneta cravejada com 50 diamantes que oferecem brilho extra e um apontamento mais requintado a um relógio que, por si só, se distingue pela variedade de materiais que o compõe. Cada relógio está equipado com o movimento automático HUB1710 que tem uma frequência de 4Hz e uma reserva de corda de 50 horas.Os preços começam nos 19.600 euros para as versões em titânio e terminam nos 23.800 para as versões com King Gold.

Hublot Spirit of Big Bang em cerâmica azul e em cerâmica rosa © Hublot
Spirit of Big Bang em cerâmica azul e em cerâmica rosa com complementos em titânio. © Hublot

Ikepod: Megapod Automatic

Ikepod Megapod Automatic © Ikepod
Megapod Automatic © Ikepod

A Ikepod foi fundada em 1994 por Olivier Ike e Marc Newson e acabaria por adormecer em 2012 quando Newson optou por sair da empresa. No entanto, recentemente vimos esta marca de culto regressar à vida com o lançamento do Duopod e do Chronopod. Privilegiando o design, que sempre tanto caracterizou a marca, mas também os preços acessíveis, os novos relógios surgiram equipados com movimento de quartzo. Agora, 2020 traz interessantes novidades: a marca apresentou, através do Kickstarter, o novo Megapod Automatic, que recupera as linhas espaciais da Ikepod e, em parte, o nome de um modelo fundamental da Ikepod de primeira geração, o Megapode (mas sem “e”). Alexandre Peraldi é o nome que está por trás dos novos modelos em termos de design; já em termos de movimento a novidade passa pela opção por um movimento mecânico. Com 46 mm de diâmetro, o Megapod destaca-se pela forma redonda e pelo vidro em safira que acompanha o formato da caixa em aço escovado. Claro que a ausência de asas se faz notar de imediato, até porque essa é uma das assinaturas da marca. No que diz respeito aos mostradores, mantém-se o design minimalista e foram desenhados tendo em conta três opções, que variam consoante os acabamentos e as cores – numa paleta que vai do preto ao branco, passando por cinzento, prateado e azul. As braceletes em silicone são fiéis às que se descobrem nos modelos do passado, porém surgem com fivela porque a marca já não detém os direitos da original. O novo Megapod Automatic está equipado com o calibre Miyota 9039 e indica a horas, os minutos e os pequenos segundos. Visite o site oficial da Ikepod para mais informações.

Ikepod Megapod Automatic © Ikepod
Megapod Automatic © Ikepod

H.Moser & Cie: edições Vantablack

H.Moser & Cie Venturer Vantablack Black Hands e Endeavour Tourbillon Vantablack Black Hands © H.Moser & Cie
Venturer Vantablack Black Hands e Endeavour Tourbillon Vantablack Black Hands © H.Moser & Cie

Para fazer face aos difíceis tempos que correm, a H. Moser & Cie criou uma plataforma de vendas online que permite a compra de modelos específicos e celebrou o lançamento com a criação de três edições dotadas de mostrador Vantablack — a marca registada de matéria elaborada por meios artificiais mais preta que existe. O Vantablack foi introduzido na indústria pela extinta marca de alta-relojoaria conceptual MCT e foi logo a seguir adotada pela Moser, que voltou a trazê-lo para a coleção num triunvirato sofisticadamente escuro com ponteiros igualmente pretos e sem qualquer tipo de grafismo: o Venturer Vantablack Black Hands em 39mm e 43mm, e o Endeavour Tourbillon Vantablack Black Hands. Uma espécie de homenagem aos buracos negros do espaço que é de extrema dificuldade de execução, tendo sido necessário para a Moser criar um departamento específico de produção. O Vantablack é composto por nanotubos de carbono que são 10.000 vezes mais finos do que o cabelo humano e alinhados verticalmente; quando um fotão atinge o Vantablack, a matéria absorve 99,965% da luz… e o nosso olhar precisa de luz para uma perceção do que está a visualizar. Daí a negritude proporcionada pela matéria. E o mais interessante é que a série começou como uma piada do primeiro de abril de 2019: a imagem de um supostamente novo relógio Moser totalmente preto que… suscitou tanto interesse que a brincadeira se transformou em realidade um ano depois graças ao Vantablack. O Venturer Vantablack Black Hands (39mm) está dotado de uma caixa em ouro branco, o Venturer Vantablack Black Hands XL (43mm) tem uma caixa em aço e o Endeavour Tourbillon Vantablack Black Hands (42 mm, limitado a 50 exemplares) é apresentado numa caixa em aço com revestimento DLC. Todos eles com movimento de manufatura, sendo os dois primeiros dotados de um balanço Moser exclusivo e espiral Strautmann elaborada pela marca de Neuhausen.

H.Moser & Cie Venturer Vantablack Black Hands em 39mm e 43mm (XL), e o Endeavour Tourbillon Vantablack Black Hands © H.Moser & Cie
Venturer Vantablack Black Hands em 39mm e 43mm (XL), e o Endeavour Tourbillon Vantablack Black Hands © H.Moser & Cie

Outras leituras