Only Watch 2015: Vacheron Constantin Métiers d’Art Mécaniques Ajourées

Para a edição de 2015 do Only Watch, a Vacheron Constantin apresenta o Métiers d’Art Mécaniques Ajourées, uma peça única que se distingue pelo trabalho de esqueletização realçado por um anel esmaltado em vermelho. Esta criação une arquitetura e relojoaria, evocando os finais do século XIX.

Vacheron Constantin Métiers d'art Mécaniques Ajourées
© Vacheron Constantin

Quem olha para o Métiers d’Art Mécaniques Ajourées, apresentado como peça única pela Vacheron Constantin para a edição de 2015 do Only Watch — que decorre no próximo dia 7 de novembro —, não deixará de sentir num primeiro momento o caráter marcadamente técnico do relógio. Técnico pela transparência, pela revelação das ‘entranhas’, pelo anel em esmalte que circunda o mostrador, pela inclusão do logo “Only Watch” de estilo contemporâneo que descobrimos às 3 horas.

Mas a verdade é que este aspeto técnico une-se ao aspeto artístico que está por trás da sua criação. Como o próprio nome o indica, este Métiers d’Art Mécaniques Ajourées para o Only Watch oferece um supremo trabalho de gravação e de estruturação evocativo  dos tetos curvos das estações de comboios europeias que se tornaram símbolo da era de ouro da revolução industrial. Tendo como base o Calibre 4400 de manufatura, o que descobrimos é um movimento exaustivamente trabalhado de modo a oferecer impressionantes reflexos de luz, enaltecidos pelo vermelho do anel em esmalte Grand Feu. A Vacheron Constantin manifesta mais uma vez o seu compromisso (tão seu) para com os mais tradicionais ofícios de criação artesanal.

Este trabalho artístico desenvolvido à mão expressa-se assim numa sinfonia de curvas de arquitetura tridimensional que parece flutuar na caixa. E é aqui que se faz ver novamente o tal aspeto técnico que salientámos no início. É que o trabalho de esqueletização de um movimento implica a eliminação do máximo de zonas ‘fechadas’ sem prejudicar de modo algum o funcionamento do relógio. Os relojoeiros tendem a abordar um calibre sólido já existente a partir do qual levam a cabo um processo que envolve conceptualização, design e modelação. Nesta peça única Métiers d’Art Mécaniques Ajourées,  o Calibre 4400SQ de corda manual foi retrabalhado ao máximo de modo a garantir os seus elementos estéticos a par de uma perfeita funcionalidade. Não deixa de ser impressionante saber que o calibre viu ser removido quase metade do seu material sólido.

Vacheron Constantin para Only Watch 2015
© Vacheron Constantin

Já o anel em esmalte Grand Feu que encontramos em torno do mostrador implica igualmente um rigoroso trabalho que passa pelos riscos de distorção inerentes à sua realização. O vermelho foi a cor escolhida numa homenagem ao Principado do Monaco — tendo em conta que o Only Watch é uma iniciativa que se realiza sob o Alto Patrocínio de Alberto do Mónaco — e acaba por se destacar ainda mais graças aos números romanos para indicação das horas que foram inspirados nos números dos relógios centrais das estações de comboios dos finais do século XIX. Uma opção estética que complementa os motivos arquiteturais do calibre.

O Calibre 4400SQ que equipa esta peça única bate a uma frequência de 28’800 alt/h e tem uma reserva de corda de 65 horas. A caixa em ouro branco de 18 kt tem um diâmetro de 40 mm, oferece uma estanqueidade até 30 metros e inclui o fundo com vidro de safira, reforçando ainda mais todo o perfil de transparência do relógio.

Por fim refira-se que tanto o movimento, como todo o modelo são certificados pelo Punção de Genebra – uma garantia de qualidade, proveniência, conceção artesanal e de durabilidade. ET_simb

Outras leituras