fbpx
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Ref.57260: a nova obra-prima da Vacheron Constantin

Há já uns meses que a Vacheron Constantin andava a espicaçar a curiosidade dos aficionados com imagens de detalhes de uma obra-prima que seria lançada em breve e que era anunciada como o mais complicado relógio da história da marca genebrina. Entretanto, o tempo passou (depressa, como é hábito) e a nova peça foi hoje finalmente revelada. E a surpresa maior é que, além de guardar nada mais nada menos do que 57 complicações, entre essas encontram-se algumas inéditas. Apresentamos o Ref. 57260.

VacheronConstantin_5
© Vacheron Constantin

A celebração dos 260 anos da Vacheron Constantin teve hoje o seu momento alto: a marca revelou finalmente um novo relógio, peça esta que foi sendo apresentada ao longo dos últimos tempos através de pequenos detalhes.

Lembramos que a tradição de produzir relógios de precisão com complicações de excelência faz parte da tradição da marca. Pelo que a apresentação de um relógio especialmente complicado, depois de lançamentos tão bem recebidos, como a nova linha Harmony, faz todo o sentido.

Não foi por acaso que a Vacheron Constantin escolheu o dia 17 de setembro para apresentação de tão estrondosa peça. Afinal, há 260 anos atrás, no dia 17 de setembro precisamente, terá acontecido o momento que a marca considera como a data do seu nascimento: foi quando Jean-Marc Vacheron contratou o seu primeiro aprendiz, Esaïe Jean François Hetier. Trata-se assim da primeira referência que se conhece à Vacheron Constantin.

Ref. 57269 Vacheron Constantin
No mostrador da frente do Ref. 57260, podemos ver, por exemplo, o calendário hebraico, com indicações do século, da década e Yom Kippur. © Vacheron Constantin

Tão simplesmente Ref. 57260: encomenda privada

Foi, assim, nesta data simbólica que a Vacheron Constantin apresentou aquela que considera ser uma peça impressionante, a ponto de a caraterizar como ‘um dos maiores objetos alguma vez manufaturados pelo homem’. E porquê? Porque é mesmo apresentado como o relógio portável mais complicado de sempre.

Denominado simplesmente e simbolicamente Referência 57260 — o número 57 alusivo ao número de complicações que oferece e o número 260 alusivo ao número de anos que a marca celebra em 2015 — trata-se de um relógio de bolso com duplo mostrador, impressionante pelo nível de complicação e de inovação técnica, fruto de oito anos de desenvolvimento por uma equipa composta por três prestigiados mestres relojoeiros da marca: Jean-Luc Perrin e os irmãos Micke e Yannik Pintus. A génese deste relógio também é interessante. Trata-se de uma encomenda privada — e, por isso, trata-se de uma peça única — ou seja, uma encomenda feita por um colecionador e conhecedor de bela relojoaria, cujo nome não foi divulgado, que almejava para ele o relógio mais complicado do mundo.

Não terá sido a única vez que a Vacheron Constantin terá sido confrontada com um desafio tão surpreendente. Afinal, a marca disponibiliza, desde 2007, um serviço específico de conceção de relógios feitos à medida dos clientes. Uma espécie de ‘lâmpada mágica’ dos amantes da relojoaria. Denominado Atelier Cabinotiers, este serviço concretiza os mais incríveis desejos, mas sempre de acordo com os padrões específicos da marca, como não poderia deixar de ser. Neste âmbito, uma das peças que mais nos impressionou foi o Vladimir, mas agora surge o fabuloso Ref. 57260, que já tem destino certo, mas que deixa muitos de queixo caído.

Obra-prima

Ref.57260. © Vacheron Constantin
O mostrador frontal do Ref.57260. © Vacheron Constantin

São 57 complicações num relógio concebido de acordo com os princípios clássicos da relojoaria e combinando ideias contemporâneas. Segundo a própria marca, esta peça alberga mesmo complicações totalmente novas e, por isso, únicas. Isto porque se tratam de complicações encomendadas pelo colecionador que ainda não existiam. As novas complicações incorporadas — nomeadamente, múltiplos calendários e o duplo cronógrafo rattrapante retrógrado — obrigaram ao desenvolvimento de um movimento completamente novo; já os mecanismos associados às complicações mais comuns foram modificados e reinterpretados. Da estaca zero para algumas complicações até à adaptação de complicações já conhecidas, o caminho não foi fácil. Mas o resultado é um relógio de bolso que guarda 12 novas patentes.

Com caixa em ouro branco e dois mostradores, o Ref. 57260 está assim equipado com o Calibre 3750 de corda manual, certificado com o Punção de Genebra e com uma reserva de corda de 60 horas. Ao todo, falamos de um movimento composto por 2601 componentes, alguns com soluções tão inovadoras como a utilização de silício revestido a DLC.

Ref.57260 © Vacheron Constantin
Janela que indica a função de alarme. O botão permite alternar entre sonnerie (s) e alarme (r de reveil) © Vacheron Constantin

Limitado, como é óbvio, a uma peça, o Ref. 57260 inclui as funções regulares das horas, minutos e segundos, mas também complicações como grande e petite sonnerie com modo silencioso, indicação do nascer e do pôr do sol e outras já mecionadas como o duplo cronógrafo rattrapante retrógrado. Além disso, um dos aspetos mais interessantes passa precisamente pelo destaque que é dado aos calendários, compreendendo as funções de calendário perpétuo, calendário perpétuo hebreu, calendário astronómico, calendário lunar e calendário religioso, cada um deles englobando diversas funções. E não podemos deixar de referir que, apesar do incrível número de funções e complicações, estas foram organizadas de modo a garantir uma legibilidade que seria pouco provável num relógio de tal calibre.

Ref. 57260 © Vacheron Constantin
O mostrador no verso. © Vacheron Constantin

Quanto ao estatuto desta nova peça, a Vacheron Constantin é bem clara:

A conceção e realização do 57260 requereram, não só um prodigío de imaginação, como também um nível excecional de conhecimento matemático e de destreza artesanal. O sucesso alcançado com a elaboração deste relógio não só introduziu novas complexidades no mundo da relojoaria, como também nos permite considerar que o conjunto de conhecimentos resultante da investigação e as aptidões desenvolvidas durante a sua construção são o maior contributo para o avanço da relojoaria mecânica desde a década de 1920.

Se voltarmos no tempo, descobrimos relógios grandiosos como o Patek Philippe  Supercomplication Henry Graves de 1933 que contabiliza 24 complicações relojoeiras e foi vendido em leilão pela Sotheby’s em novembro de 2014 pela quantia de 24 milhões de dólares; já o Calibre 89, concebido para celebrar os 150 anos da Patek Philippe, inclui 33 funções e indicações. São muitos números para decorar, é verdade. Mas, agora, com o Vacheron Constantin Ref. 57260 faz-se história outra vez e há mais números obrigatórios para reter.

Pretendemos analisar esta peça mais à lupa, escrutinando algumas das complicações que alberga. No, entanto, para já, nada como imagens ilustrativas, que funcionam como um mapa para nos orientarmos:

Vacheron Constantin Ref. 57260
© Vacheron Constantin
Ref.57260 Vacheron Constantin
© Vacheron Constantin
Ref.57269 © Vacheron Constantin
© Vacheron Constantin

Consulte o site da Vacheron Constantin para mais informações sobre o novo Ref. 57260. ET_simb

Outras leituras