fbpx

Cinco relógios femininos que vale a pena descobrir

De entre as novidades que têm vindo a ser apresentadas neste primeiro trimestre do ano, há relógios femininos que merecem o devido destaque – tanto pelo seu design, como pelas suas características decorativas ou mecânicas. Apresentamos, assim, alguns dos modelos que mais nos chamaram a atenção até ao momento e que temos muita curiosidade de ver (e usar) ao vivo e a cores. Todos com diamantes.

Bovet 1822 Amadéo Fleurier 36 Miss Audrey

Bovet-Miss-Audrey01
Bovet 1822 Amadéo Fleurier 36 Miss Audrey | © Bovet 1822

Um relógio bonito, diferente, elegante e de extrema originalidade se considerarmos que se trata de um relógio pensado para senhoras. O Miss Audrey é um modelo feminino da Bovet bem conhecido pela sua caixa Amadéo convertível que, sem recurso a qualquer ferramenta, pode ser usada no pulso ou como pendente, oferecendo ainda a possibilidade de se adaptar como relógio de mesa. Na edição de 2020, o relógio apresenta um mostrador verde guilloché inspirado na flor de lótus, em que as suas doze pétalas simbolizam as 12 horas no mostrador. A complementar, temos os delicados numerais arábicos aplicados. O relógio tem uma caixa em aço de 36 mm de diâmetro e 11 mm de espessura, com luneta cravejada de diamantes, e está equipado com movimento de corda automática com 42 horas de reserva de corda. Por fim, destaque para o colar em jade a condizer com o mostrador, essencial para acompanhar a versatilidade deste novo relógio.

Bovet-Miss-Audrey02
Bovet 1822 Amadéo Fleurier 36 Miss Audrey | © Bovet 1822

Bulgari Serpenti Seduttori Tourbillon

Bulgari-Serpenti-Seduttori-Tourbillon
Bulgari Serpenti Seduttori Tourbillon | © Bulgari

Referido como o mais pequeno turbilhão atualmente disponível no mercado, o novo Serpenti Seduttori Tourbillon é o mais recente elemento da coleção Serpenti Seduttori que foi apresentada no ano passado. E tal como todos os modelos que dão nome à coleção, o novo relógio tem uma caixa que simula a cabeça de uma serpente e braceletes de diferentes materiais que dão apenas uma volta ao pulso – ao contrário da coleção Serpenti cujos relógios estão equipados com braceletes longas que, sugestivamente, se enrolam ao pulso. Lançado em três versões totalmente cravejadas de diamantes – ouro branco e correia em pele; ouro branco e bracelete cravejada; e ouro rosa e correia em pele -, o novo modelo tem um movimento de corda manual (o Calibre BVL159, especificamente desenhado para se enquadrar na caixa) que dá então vida ao pequeno turbilhão, localizado às 6 horas. Falando em medidas, temos uma caixa de 34 mm de diâmetro e 8,90 mm de espessura e um movimento com 22 mm x 18 mm e uma espessura de 3,66 m.

MB&F Legacy Machine FlyingT

MB&F Legacy Machine FlyingT
MB&F Legacy Machine FlyingT | © MB&F

Em 2019, a MB&F apresentou o seu primeiro relógio assumidamente feminino. O LM FlyingT foi lançado em três diferentes versões em ouro branco cravejadas de diamantes e distinguiu-se não só por ser o primeiro relógio feminino da MB&F, como por apresentar uma caixa redonda de 38,5 mm com vidro abobadado do qual saltava à vista um turbilhão de construção vertical que parece emergir como uma torre, complementado por um pequeno mostrador inclinado a 50 graus, numa disposição assimétrica, às 7 horas. Agora, a marca complementa a linha LM FlyingT com duas novas versões em edições limitadas de 18 exemplares cada: uma com caixa em platina 950 com mostrador de fundo em azul guilloché e outro com caixa em ouro vermelho de 18 kt com mostrador de fundo em preto.

Vacheron Constantin Overseas 33 mm

VAC_Overseas_33mm
Vacheron Constantin Overseas 33 mm | © Vacheron Constantin

Depois do novo Égérie, a Vacheron Constantin apresenta este ano a reinterpretação feminina da consagrada coleção Overseas. Em causa estão dois novos modelos com caixas de 33 mm e com braceletes intercambiáveis. De perfil desportivo, mas simultaneamente muito elegante, os novos relógios estão equipados com movimento de quartzo e distinguem-se em especial pela combinação de materiais, entre caixas (de aço e ouro) e respetivas braceletes, e pela luneta hexagonal cravejada, evocativa da Cruz de Malta da Vacheron Constantin, Em ambas as versões, os mostradores são lacados e apresentam um acabamento acetinado de efeito soleil. A versão em prateado funciona na perfeição com o ouro rosa da caixa, enquanto que a interpretação em aço assume um novo tom azul denim, desenvolvido especificamente para este modelo. Os novos Overseas de 33 mm oferecem ainda a versatilidade associada à troca de braceletes: estão disponíveis com bracelete metálica ou com correia em couro na versão em aço; e com correias em pele de aligátor ou borracha na versão em ouro. A troca pode ser feita sem recurso a qualquer ferramenta.

Zenith Defy Midnight

Zenith-Defy-Midnight
Zenith Defy Midnight | © Zenith

A nova coleção Defy Midnight da Zenith surge como uma coleção de perfil casual com relógios descontraídos e casuais, pensados para serem usados em qualquer momento do dia. Com a característica caixa da coleção Defy, os relógios são apresentados em aço e surpreendem pelos bonitos mostradores degradé, disponíveis em diferentes cores, pontuados por pequenas estrelas e com diamantes no lugar dos indexes, evocando desta forma a beleza do céu noturno. Outro dos aspetos a destacar é a versatilidade associada às braceletes. De facto, os novos Defy Midnight estão equipados com bracelete de aço de efeito integrado que pode ser trocada mediante um sistema de troca fácil. Aliás, para além das braceletes em aço, cada relógio é entregue com três correias de diferentes cores à escolha. A nota de destaque vai também para a luneta, cravejada com diamantes de corte brilhante ou simplesmente em aço, consoante a versão. Com 36 mm de diâmetro, os novos relógios estão equipados com movimento automático e têm 48 horas de reserva de corda.

Outras leituras