fbpx
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Para aficionados: os novos Leica L1 e L2

Luzes, câmara, ação! Estão aí os novos relógios da Leica — e fazem jus à reputação de uma marca de culto. Tal como as suas lendárias máquinas fotográficas, os modelos L1 e L2 têm uma forte identidade estética e uma irrepreensível qualidade mecânica.

Leica L2
Leica L2: forma e função num modelo GMT | © Leica

A Leica estreou-se na relojoaria em 2018, com a apresentação de uma primeira série de produção restrita. Quase quatro anos depois, lança formalmente uma coleção que reforça o seu interesse em estender os seus valores — qualidade e design, funcionalidade e durabilidade — para uma área distinta que, no entanto, abrange uma clientela muito idêntica de aficionados. E todos os valores essenciais de uma marca com mais de 150 anos podem ser encontrados nos novos modelos L1 e L2, dotados de uma coroa de pressão patenteada. Ao contrário de outras marcas fora do âmbito relojoeiro que escolheram reputadas manufaturas para parcerias em que a marca do relógio domina o mostrador, a Leica não quis deixar os seus créditos por mãos alheias.

Leica L1 e L2 entregues em redomas de vidro
L1 e L2: aparentemente idênticos mas com uma função suplementar distintiva | © Leica

As origens do projeto remontam a 2012 e incluíram precisamente conversações com credenciadas marcas de origem alemã. E em 2014 chegou a emparceirar com a Valbray (que tinha um modelo inspirado precisamente no obturador de uma máquina fotográfica) para uma edição limitada comemorativa do seu centenário. Mas cedo prevaleceu a necessidade de criar um relógio completamente identificado com a Leica — e foi apenas esse e só o nome patente nos primeiros modelos, desvelados em 2018 e que serviram de rampa de lançamento para as duas versões estreadas hoje. A primeira dupla de 2018 era formada por um relógio de três ponteiros mais indicador de reserva de corda, outro com uma função GMT adicional proporcionada por uma luneta rotativa e a indicação suplementar dia/noite. O duo hoje apresentado mostra funções semelhantes mas uma maior sofisticação estética e mecânica.

Detalhe do movimento do relógio Leica L1
Detalhe do movimento e respetivos acabamentos do L1 | © Leica

Como não podia deixar de ser, o elementar código de design dos relógios está intimamente associado ao das famosas câmaras fotográficas saídas de Wetzlar. E aos reconhecidos princípios de funcionalidade do design industrial alemão. Até porque a arquitetura foi idealizada pelo professor Achim Heine, que tantos produtos Leica desenhou ao longo das duas últimas décadas. A força estética e mesmo a história da marca estão presentes de maneira evidente mas também subtil nos novos L1 e L2 — desde o formato dos ponteiros aos índices aplicados até à forma da caixa, passando pela textura das coroas e o vidro convexo que evoca a lente de uma objetiva.

Leica L1 frente e verso
Frente e verso do L1 | © Leica

A caixa em aço inoxidável 316L com 41mm de diâmetro e 14mm de espessura comum aos dois relógios mantém as proporções dos modelos inaugurais de 2018. A coroa principal completamente renovada é adornada por uma inserção em cerâmica vermelha evocativo do ponto vermelho do logótipo da marca; até a correia em pele de couro (L1) ou aligátor (L2) tem um forro vermelho e uma costura encarnada para completar a palete cromática tão cara à Leica.

Leica L2 frente e verso
Frente e verso: L2 | © Leica
Pormenor do indexes no mostrador dos relógios Leica L2
Pormenor do ponteiro e indexes no mostrador preto granulado do L2 | © Leica

Made in Germany

Com uma aura que faz recordar as câmaras da Série M, tanto o L1 como o L2 são motorizados por um movimento mecânico de corda manual exclusivo que pode ser parcialmente observado através do fundo transparente em vidro de safira. Em destaque, mas discretamente colocada no mostrador preto, a incontornável inscrição ‘Made in Germany’; para garantir esse selo de prestígio, a Leica estabeleceu uma parceria com a experiente manufatura relojoeira Lehmann Präzision GmbH para que o calibre exclusivo e a maior parte dos seus componentes sejam desenvolvidos e produzidos em solo germânico — mais precisamente nas instalações da Lehmann na zona da Floresta Negra, em Schramberg. A assemblagem e os acabamentos são posteriormente feitos em Wetzlar, ao lado da fábrica das máquinas fotográficas.

Detalhe do movimento do L2
Detalhe e acabamentos do movimento do Leica 2 | © Leica

A caraterística distintiva do(s) movimento(s) da Leica (L1 e L2) prende-se com o facto de a coroa principal ser de pressão, que permite a colocação instantânea do ponteiro dos segundos a zero para um acerto mais preciso. E a coroa de pressão não é uma especificidade escolhida ao acaso: remete para o botão que permite tirar fotografias em qualquer máquina Leica. Achim Heine e Markus Lehmann desenvolveram a ideia da coroa do tipo botão de pressão para estabelecer um claro contraste com as coroas convencionais que precisam de ser puxadas para parar o mecanismo e acertar as horas — ou seja, o clique tão caraterístico quando se tira uma fotografia também serve para acertar o tempo.

Relógio Leica L2 visto de lado, com a coroa de frente
A coroa remete para o botão que permite tirar fotografias em qualquer aparelho Leica | © Leica

Como funciona? Quando se pressiona o botão, os segundos vão diretamente para as 12 horas e a pequena abertura circular no mostrador fica vermelha; pode-se então acertar as horas. Feito isso, prime-se novamente a coroa, a abertura circular fica branca e o movimento está de novo em marcha, podendo ser-lhe fornecida carga manual. A coroa de pressão está patenteada e surge mecanicamente associada a uma roda de colunas idêntica à que é utilizada em movimentos cronográficos de prestígio. Já o botão às duas horas serve exclusivamente para fazer avançar a data em incrementos de um dia. No mostrador, o indicador curvo gradual da reserva de marcha (de 60 horas) é inspirado no fotómetro da câmara M3 — sendo o dos novos L1 e L2 mais estilizado do que os dos seus antecessores de 2018.

Indicador de reserva de marcha no mostrador dos relógios Leica L1 e L2
O indicador gradual da reserva de marcha é inspirado no fotómetro da câmara M3 | © Leica

Andreas Kaufmann, responsável da Leica e um apreciador da relojoaria fina, regozija-se com o seu projeto relojoeiro: “Estou contente por este projeto de longo termo estar pronto para ser apresentado. E acredito que, com os nossos parceiros, fomos bem sucedidos na apresentação de um relógio ‘Made in Germany’ que seja representativo da Leica e dos seus valores de marca de prestígio”. A partir de hoje, os dois novos modelos vão estar disponíveis para comercialização em algumas boutiques Leica (por enquanto: Xangai, Singapura, Tóquio, Los Angeles, Viena, Moscovo, Dubai) por esse mundo fora — o L1 por 9.500 euros, o L2 por 13.500.

A embalagem especial com uma redoma de vidro em que são entregues os Leica L1 e L2
L1 na sua embalagem especial em redoma de vidro | © Leica

Algumas características técnicas:

Leica 1 e Leica 2
Ano de lançamento | 2022

Relógios Leica 1 e Leica 2
Os novos L1 e L2 | © Leica

Movimento | Mecânico de corda manual. Calibre L1 e L2. 28.800 alt/h. 26 rubis. 60 horas de reserva de corda.
Funções | 
Horas, minutos, pequenos segundos, data e indicação de reserva de corda. O L2 é reforçado com indicação dia/noite e segundo fuso horário por meio de uma luneta interna, na periferia do mostrador.
Caixa ø 41 mm | Aço 316L. Vidro e fundo em cristal de safira com tratamento antirreflexo em ambos lados e tratamento antirriscos. Coroa de pressão com inserção em cerâmica vermelha. Segunda coroa GMT (apenas no L2). Estanque até 50 metros.
Mostrador | Preto mate com marcadores brancos. Indexes banhados a ródio e diamantes.
Bracelete | Calfe preta com pesponto da mesma cor (L1); Pele de aligátor preta com pesponto da mesma cor (L2). Interior vermelho. Fivela em aço com gravação do símbolo da Leica.
Preço | 9.500 € (L1); 13.500€ (L2)

Visite o site oficial da Leica para mais informações.

Outras leituras