Paulo Costa Dias

boca do lobo destaque

ENTREVISTA EXCLUSIVA: Boca do Lobo – design com atitude

 Uma imensa notoriedade adveio de terem colocado 31 peças de design, decoração ou mobiliário no filme As Cinquenta Sombras de Grey, seis das quais da marca Boca do Lobo; as restantes, das outras marcas do Grupo. A entrada no nicho dos móveis / cofres para relógios despertou a nossa curiosidade, pelo que fomos à Covet House, um espaço sobranceiro ao Douro, em Gondomar, onde estão expostas as peças produzidas pela empresa, e conversámos com Ricardo Magalhães, um dos fundadores da Menina Design, e Marco Costa, diretor criativo da Boca do Lobo, uma das marcas do grupo. 

SIHH_IWC_01_Da_Vinci_Tourbillon_Retrograde_Cronographe

Novos Da Vinci: ladies first

A IWC retoma o código de design dos anos 1980 e apresenta a icónica coleção Da Vinci reinventada para 2017. Com uma caixa clássica e formato redondo, vários dos modelos são destinados ao público feminino. A inspiração para o nome da coleção veio do artista que, justamente, personifica a simbiose entre técnica e beleza enquanto cientista e artista incontornável do Renascimento.

Christophe_Claret_Maestro_01

SIHH 2017/ Maestro, mais um momento de criatividade da Christophe Claret

Na confluência entre estética e técnica, o novo Christophe Claret Maestro é mais um momento de originalidade e criatividade relojoeira da marca. A sua cúpula em vidro permite-nos uma observação estimulante da arquitetura do movimento e das famosas pontes Charles X que se tornaram a assinatura da marca. Inconformista e dinâmico este modelo pretende trazer um toque fresco e juvenil à coleção Traditional. Com caixa de 42 mm, a mais pequena nas diversas coleções da marca de Le Locle, é uma edição limitada a 88 peças em titânio mais 88 peças em ouro rosa.

Decantheure_01

Décantheure — um (projeto de) relógio para enófilos

É um relógio de mergulho? De piloto? Náutico? Não, é uma nova categoria, um ‘relógio decantador’ embora inspirado tecnicamente nos anteriormente mencionados. O vinho e o tempo são, como sabemos, aliados incontornáveis, desde a produção à degustação. Parece, portanto, natural que surja um relógio que associe estes dois fatores, o vinho e o tempo — nomeadamente o tempo para o qual o vinho foi criado, aquele em que ele vai à boca. Apresentamos o Décantheure.

Mario Fernandes, BMW

100 anos BMW: Mário Fernandes em entrevista exclusiva

EdT57 — A Espiral do Tempo gosta de datas redondas, naturalmente, e estas até têm mais encanto nos tempos angulosos em que vivemos. A BMW faz cem anos numa altura em que a revolução bate à porta da indústria automóvel. Justificava-se, portanto, falarmos com o Diretor Geral do Grupo BMW em Portugal, Mário Fernandes, e tentarmos perceber o tanto que vai mudar na nossa mobilidade individual, e como é que uma marca centenária se preparou para o admirável mundo novo automóvel com que nos vamos confrontar brevemente. Mundo esse para o qual ela, BMW, está, decididamente, a contribuir.

Pedro Gadanho

Pedro Gadanho em entrevista exclusiva

EdT56 — Pedro Gadanho é arquiteto de formação, mas foi no mundo da arte contemporânea que se distinguiu ao ponto de ser convidado para curador de arquitetura contemporânea do MoMA, o Museu de Arte Moderna de Nova Iorque. Regressa a uma Lisboa que o apaixona para dirigir um ambicioso projeto da Fundação EDP — o novo MAAT, Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia. Desta conversa, a dias da inauguração do novo e belíssimo edifício de Amanda Levete, ficámos com a agradável sensação de que este é um daqueles casos, não tão frequentes quanto isso, em que a bota bate com a perdigota.

EdT55_Victoria_Guerra_dest_03

Victoria Guerra em entrevista exclusiva

EdT55 — Há 27 anos, no Algarve, uma espécie de remake da secular aliança luso-britânica gerou uma princesinha com o nome da mais mítica das rainhas britânicas, Victoria, e um sobrenome bélico, Guerra. Entre a participação na série juvenil Morangos com açúcar e a no filme Wilde Wedding, com estreia prevista para 2017 e que volta a reunir Glenn Close e John Malkovich, o percurso da atriz Victoria Guerra tem sido quase tão encantador quanto as interpretações que tem registado de permeio.

Kalaf Epalanga

Kalaf Epalanga em entrevista exclusiva

EdT54 — «O único problema é o tempo» respondeu Kalaf Epalanga ao nosso pedido de entrevista. E foi. Homem de cultura, de várias culturas, reparte-se por múltiplos territórios, geográficos, sonoros ou linguísticos; empenha-se em várias atividades, culturais ou empresariais; move-se em diversos fusos horários. Dificilmente se consegue confiná-lo a um tempo, ou a um espaço, ou ao que seja. Veio de Benguela, Angola, para o mundo, via Lisboa.