Cinco notas de atualidade relojoeira

O Rolex Oyster Perpetual Day-Date 36 com emojis e palavras inspiradoras foi um dos relógios que mais surpreendeu em 2023. E, em 2024, como nos vai surpreender a marca? Estamos em plena época de previsões neste sentido. Na semana mais romântica do ano, destacamos este que é um dos temas que tem apaixonado a comunidade relojoeira nos últimos tempos. Mas há mais temas da atualidade que têm dado que falar.

As previsões das novidades Rolex 2024

No ano passado, a Rolex surpreendeu com lançamentos inesperados como o Oyster Perpetual Day-Date 36 com mostrador animado por emojis e palavras inspiradoras, e como o Oyster Perpetual com mostrador colorido designado ‘Celebration’. Estes lançamentos em particular estiveram bem longe de qualquer previsão da parte dos aficionados. De facto, todos os anos, a aproximação da época oficial de apresentação das novidades relojoeiras do ano dá origem a tentativas de adivinhação de quais serão os novos modelos Rolex. E 2024 não é exceção. A marca da coroa vai estar mais uma vez presente no Watches and Wonders e não costuma apresentar novidades antes desse grande momento. A data a anotar: 9 de abril.

Oyster Perpetual Day-Date 36
O Rolex Oyster Perpetual Day-Date 36 com emojis no lugar da data e palavras inspiradoras no lugar do dia da semana foi uma das surpresas de 2023 da marca da coroa | Foto: Rolex

Mas até lá o que podemos mesmo prever são as possíveis discussões sobre este tema entre aficionados. Por outro lado, já existem diversos artigos dedicados à previsão das novidades, alguns ancorados no conhecimento aprofundado do percurso da marca, outros em desejos específicos de quem é apaixonado pela marca. O facto de 2024 ser um ano de celebração dos 70 anos do GMT Master e dos 10 anos desde a introdução da luneta vermelha e azul em cerâmica é mais do que motivo para especular face a possíveis novidades nesta linhagem. Mas, como refere o site Time and Tide, a linhagem Submariner também não foi esquecida, no rescaldo da celebração dos seus 70 anos e pelo facto de este modelo ter sido oficialmente apresentado ao público em 1954.

Rolex GMT-Master II
O GMT-Master II em aço Oystersteel e ouro amarelo foi também uma das novidades Rolex de 2023 | Foto: Rolex

Também se encontram especulações em relação à inclusão de complicações como as fases da Lua e calendário na nova coleção Rolex Perpetual 1908 – seguindo as pisadas da descontinuada coleção Cellini – ou ainda referências a novidades no lendário Milgauss. O site Monochrome sugere ainda o regresso do mostrador Meteorito nos Daytona que receberam alterações no ano passado. Resta saber agora o que nos espera.

Ao pescoço

Taylor Swift deu azo à conversa entre aficionados por ter usado na cerimónia dos Grammys Awards um relógio como gargantilha. Não nos faz sentido falar de tendências nestes casos pontuais, mas podemos relembrar que outras artistas também foram vistas recentemente a usar relógios ao pescoço. O site Hodinkee refere, por exemplo, Rihanna que, na apresentação da primeira coleção de Pharrel Williams para Louis Vuitton, em Paris, no ano passado, usou um vistoso Jacob and Co Brilliant Flying Tourbillon. O mesmo fez Emma Chamberlain, no desfile da Miu Miu, mas com uma opção mais discreta, ou seja, um Cartier Baignoire.

Taylor Swift recebeu o Grammy em 2024 pelo álbm Midnights com um relógio Concord usado como gargantilha | Vídeo: Recording Academy/ Grammys

A evolução do relógio ao longo dos tempos fez-se ver de várias formas enquanto peça portátil que pode ser usada no seu sentido prático e no sentido de adorno. Vimos o relógio ser usado como pulseira bem escondido, como correntes pendentes, como relógio de bolso ou mesmo como sautoir, pendente num longo colar – e em 2023 foram diversas as marcas que lançaram relógios- pendente. Também se brinca que um relógio quando é demasiado grande seria perfeito para ser usado no tornozelo. No meio de tudo isto, usar um relógio como gargantilha não é mais do que elevar um relógio ao estatuto de joia e de adorno.

Atualidade Jaeger-LeCoultre Reverso Secret Necklace
O Jaeger-LeCoultre Reverso Secret Necklace é um exemplo de relógio pendente para usar como colar | Foto: Jaeger-LeCoultre

Mas há mais. Se o lado prático de usar um relógio assim pode ser justificado facilmente por uma questão de estilo, já os ponteiros das horas podem ajudar ainda mais a quem põe em causa esta opção. Os ponteiros estão posicionados às 12h, numa alusão ao álbum Midnights, nomeado e vencedor da noite. E assim se passa uma mensagem. Por fim, o modelo em causa: trata-se de um Concord de estilo Art Deco, com numerais arábicos e adornado com diamantes, que foi transformado numa peça de joalharia pelo joalheiro Lorraine Schwartz.

A cópia da cópia

Temos falado bastante da Studio Underd0g nos últimos tempos, não apenas pelos seus bem-dispostos relógios, mas também pelo modo como se afirma com humor e se move no mundo da relojoaria. Com valores muito bem definidos, o fundador da marca acredita que os seus relógios são para quem os realmente quer, fazendo questão de os fazer chegar a quem os vai usar e não a quem os pretende vender, por exemplo, tendo em conta as tiragens limitadas em que os Studio Underd0g são lançados.

Verso com movimento à vista e mostrador com cores de melancia do Studio Underd0g Watermel0n-01 WMB
Studio Underd0g Watermel0n-01 WMB | Foto: Studio Underd0g

Mas hoje queremos destacar uma ação bem curiosa. E, para isso, talvez faça sentido visitar o perfil de Instagram oficial da marca. O fundador publicou um vídeo onde destaca, com humor, aquela que ele refere como sendo sua maior conquista até à data: a descoberta de um relógio que parece ter sido inspirado no modelo Watermelon, um dos preferidos entre aficionados. O próprio adquiriu esta ‘cópia ou homenagem’ como refere e lançou-se no possível desafio de criar um relógio inspirado num relógio da marca que supostamente se inspirou no Studio Underd0g. A comunidade deu o aval para este desafio e, neste momento, cabe à comunidade de seguidores da Studio Underd0g decidir entre dois possíveis modelos: Avocado ou Guacamole?

O Ano do Dragão

Vacheron Constantin Métiers d’Art A Lenda do Zodíaco Chinês – Ano do Dragão | Foto: Vacheron Constantin
Vacheron Constantin Métiers d’Art A Lenda do Zodíaco Chinês – Ano do Dragão | Foto: Vacheron Constantin

Não para repetir, mas para relembrar: sob o signo do Dragão, o Novo Ano Lunar foi celebrado em diversos países asiáticos no passado dia 10 de fevereiro e este momento tem servido de mote para diversos relógios. Além de diversidade, podemos falar mesmo em quantidade. Há modelos interessantes, muitos deles reforçando a ligação ao lado artesanal que tanto faz parte da relojoaria. É também por isto que não queremos deixar esquecida a galeria que temos vindo aos poucos a complementar com relógios dedicados ao Ano do Dragão. Vale a pena, de tempos a tempos, dar lá um saltinho para descobrir o que há de novo. Com um apontamento final: muitos dos relógios são peças realmente incríveis, pelos detalhes e pela surpresa. É realmente muito curioso verificar como um só tema pode dar origem a tantas peças diferentes. Inspiração não falta.

A caminho do Watches and Wonders

Até abril é um saltinho, já se sabe, com um entusiasmo crescente face à edição de 2024 do Watches and Wonders – o grande evento de apresentação das novidades ligadas à relojoaria. Cada vez mais abrangente em termos de marcas, o evento acontece de 9 a 15 de abril e promete um programa vasto e muito completo. De acordo com a organização, uma das grandes novidades passa pela abertura das suas portas ao público em geral durante três dias – entre sábado e segunda-feira, inclusive.

O stand da Chanel no Watches and Wonders 2023
O stand da Chanel no Watches and Wonders 2023 | Foto: Cesarina Sousa / Espiral do Tempo

E é por isso que aqui estamos: se tiver interesse em ir até Genebra para acompanhar os grandes lançamentos do ano já pode adquirir os bilhetes de acesso ao certame no seu site oficial. Para adultos com idades compreendidas entre os 25 e os 59 anos, o valor por pessoa para os três dias é de 160 francos suíços, mas existem outros valores para dias isolados ou pacotes de fim de semana. As crianças com menos de 12 anos têm acesso gratuito. Já para pessoas com idades entre os 12 e os 24 ou a partir dos 60 anos também existem tarifas de valor mais baixo.

Outras leituras