fbpx
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Leilões: ‏To Mike Hailwood – For a successful 1973 – Jack Heuer

A Bonhams promove em Londres, no próximo dia 19 de outubro, o leilão «The Classic Motorcycle Mechanics Show». Entre as peças em hasta encontra-se o Heuer Carrera Ref. 1158CHN, oferecido por Jack Heuer a Mike Hailwood.

Jack Heuer nunca hesitou perante a pergunta sobre qual o seu Heuer favorito. Ao longo de centenas de entrevistas o último representante da dinastia Heuer respondeu invariavelmente: «Heuer Carrera referência 1158!» Acredita-se que a predileção de Jack Heuer por este modelo em particular vai muito para além de um design atraente que marcou uma época e que, ainda hoje, continua a ditar tendências. É que o modelo, introduzido pela primeira vez em 1969, incluía também o primeiro movimento de cronógrafo de corda automática da marca desenvolvido em consórcio, como já aqui foi contado algumas vezes:  os primeiros dois dígitos da referência revelam a presença do Calibre 11 que equipa o modelo. A referência acabaria por ser declinada em pelo menos oito versões com mostradores distintos, mas todas com caixa em ouro.

E esta preferência de Jack Heuer pelo modelo ficou também ligada ao seu histórico envolvimento com a lendária Scuderia Ferrari da década de 1970, uma equipa de corridas cujos pilotos estavam entre os melhores da sua geração e cuja associação com a Heuer duraria de 1971 até 1979. Pilotos como Mario Andretti, Jacky Ickx, Niki Lauda, entre outros, eram os eleitos de Enzo Ferrari, “Il Commandatore”, e Jack Heuer fazia questão que todos usassem um exemplar do Carrera Ref. 1158 sobre o pulso.

Heuer Carrera Ref. 1158CHN © Bonhams
Heuer Carrera Ref. 1158CHN © Bonhams

A lista de proprietários famosos era extensa, e não se cingia apenas aos pilotos da Ferrari. Outros embaixadores ligados ao desporto motorizado de topo como Jo Siffert, Emerson Fittipaldi ou Ronnie Peterson também usavam o modelo, sempre devidamente gravados no verso com uma dedicatória.

Entre os nomes sonantes na história da Formula 1 existe um que cujo sucesso e fama teve origem numa outra disciplina. O motociclismo tinha na década de 1970 uma expressão bastante marcada com um público extremamente entusiasta e participativo.

Heuer Carrera Ref. 1158CHN © Bonhams
Heuer Carrera Ref. 1158CHN © Bonhams

Stanley Michael Bailey Hailwood (2 de abril de 1940 a 23 de março de 1981) foi um piloto lendário da história do motociclismo mundial e considerado por muitos como um dos maiores pilotos de todos os tempos. Hailwood teve o seu primeiro contacto com as corridas de motas aos 10 anos de idade, quando assistiu com o pai em 1956 ao TT da Ilha de Man. Passado apenas cinco anos, em junho de 1961, torna-se o primeiro homem na história a vencer três corridas em três categorias (125 cc, 250 cc e 500 cc. ) numa só semana no TT da Ilha de Man. Ness mesmo ano viria ainda a ser consagrado Campeão do Mundo em 250cc. O sucesso permite-lhe logo no ano seguinte assinar contrato com a MV Agusta, tornando-se no primeiro piloto da história a vencer quatro campeonatos mundiais consecutivos de 500cc.

© Bonhams
© Bonhams

Hailwood correu pela Honda, NSU e MV Agusta, marcas com as quais obteve nove títulos mundiais, 76 vitórias e 112 pódios. No lendário TT da Ilha de Man obteve 14 vitórias e 19 pódios. Uma performance tremenda que tentaria replicar sem grande sucesso no desporto automóvel, também ao mais alto nível. Piloto da Lotus, Lola, Surtees e da McLaren entre 1963 e 1974, Hailwood alcançaria ao longo da sua carreira na Formula 1 apenas dois pódios e nenhuma vitória.

Mesmo assim, Jack Heuer sabia reconhecer talento, pelo que também Mike Hailwood receberia da sua mão, em 1973, um Carrera Ref. 1158CHN – um relógio que a Bonhams inclui agora no leilão «The Classic Motorcycle Mechanics Show», que terá lugar em Londres no próximo dia 19 de outubro.

Acredita-se que a produção da Referência 1158 nunca excedeu as 150 unidades, com pelo menos 15 peças a serem oferecidas diretamente a pilotos de Fórmula 1, entre os quais, Mike Hailwood.

Mike Hailwood © Bonhams
Mike Hailwood © Bonhams

Listado no catálogo como o Lote 23, o Heuer Carrera com caixa em ouro e mostrador dourado com totalizadores negros, apresenta gravada no verso a seguinte inscrição:

«To Mike Hailwood
For a successful 1973
Jack Heuer»

1973 foi o ano em que Hailwood foi reconhecido pela sua bravura quando, no Grande Prémio da África do Sul, retirou Clay Regazzoni do seu carro em chamas após uma colisão na segunda volta. Durante o incidente, o fato de Hailwood incendiou-se sendo extinto por bombeiros, após o que o piloto regressou para ajudar Regazzoni – um ato de bravura pelo qual receberia a George Medal, o segundo maior prémio de galanteria atribuível a um cidadão britânico.

© Bonhams
© Bonhams

O Lote 23 tem um valor estimado entre 11.000 e 17.000 euros. Mais do que um excelente exemplar da Heuer para qualquer colecionador, o exemplar representa um testemunho da história e um legado por parte de um piloto verdadeiramente excecional.

Visite o site oficial da Bonhams para mais informações.

Outras leituras