20 anos Hautlence: a aventura continua

Fundada em 2004, a Hautlence estabeleceu-se enquanto marca de relógios com um design distintivo assente assente na incorporação de mecanismos não convencionais. As duas décadas de vida são celebradas com uma novidade ainda não desvelada e o lançamento de um vídeo que também é tudo menos convencional.

E o tempo passa, lá voltamos a dizer outra vez. De repente, passaram duas décadas desde que a Hautlence foi fundada por uma ambiciosa equipa que pretendia de alguma forma revolucionar a indústria relojoeira. O nome Hautlence é um anagrama derivado de Neuchâtel — há mais de três séculos a capital histórica do país dos relógios, um símbolo de tradição, de inovação e com reputação pelos processos de produção de qualidade. Foi nessa cidade, entendida por muitos como o berço da relojoaria moderna, que a Hautlence nasceu para surpreender o selecto meio da alta-relojoaria com uma filosofia muito própria: propor algo de novo a partir de conceitos tradicionais e definir a micromecânica através de uma linguagem original. E a missão foi bem sucedida: a estética dos primeiros relógios com a chancela Hautlence era inconfundível, graças a uma caixa rectangular disposta horizontalmente e a vertente mecânica visível através do mostrador.

Hautlence_20Years_Linear Series 1
Hautlence Linear Series 1 | Foto: cortesia Hautlence

A locomotiva foi o motor de inspiração dos co-fundadores Renaud de Retz e Guillaume Tetu (atual CEO da divisão relojoeira da Ralph Lauren) para a primeira colecção, composta por relógios de estética contemporânea inspirados num dos principais símbolos da revolução industrial. Uma leitura do tempo traduzida no anel de Möbius — que, estilizado, se tornou no logo da marca: sinónimo de infinito, de um nome e de um tempo sem princípio ou fim. O primeiro marco foi o lançamento da HL Collection, em 2005, cujo elemento distintivo era o Calibre HL com indicação saltante das horas.

Hautlence_20years_HL2
Hautlence HL2 | Foto: cortesia Hautlence

Em 2009, foi apresentada a série Concept d’Exception que veio representar o compromisso da marca para com a inovação. A revelação do Calibre HLQ demonstrou uma afeição por materiais de vanguarda, designs vanguardistas e complicações complexas, abrindo caminho para calibres subsequentes, como o HLC em 2010 e o HL2.0 em 2011. Em 2012, a marca passou por uma transformação com a sua aquisição pela MELB Holding liderada por Edouard Meylan e que agora também inclui a H. Moser & Cie., a Precision Engineering AG e uma participação na AgenHor da família Wiederrecht. Esta mudança permitiu melhorar os recursos, bem como o alcance global, salvaguardando ao mesmo tempo a sua independência.

Hautlence_20Years_Vortex
Hautlence Vortex | Foto: cortesia Hautlence

Em 2015, é apresentada a segunda parte da série Concept d’Exception com o modelo Vortex. Numa versão redesenhada e tecnicamente reinventada, o Calibre HL2.0 apresentava ainda a caraterística ‘meia corrente’ para as horas e os minutos retrógrados. Uma solução protegida por três patentes e que foi utilizada num modelo especial desenhado por Éric Cantona (esse mesmo, o lendário futebolista francês!).

Hautlence_20Years_Pinball
O Pinball integra a série Playground lançada em 2016 | Foto: cortesia Hautlence

Em 2016, a marca apostou na divertida linha Playground, inspirada por jogos e que integrava relógios que não eram relógios. Ou seja, apesar de serem dispositivos em forma de relógio (a marca chama ‘watch objects’), não indicavam as horas, num verdadeiro desafio à contagem do tempo. A ideia era assim usufruir, numa reinvenção do tempo que devemos dedicar a nós próprios. Em 2017, surgiu a gama Invictus, concebida a pensar na nova geração de entusiastas.

Hautlence_20years_Invictus
Hautlence Invictus | Foto: cortesia Hautlence

Já 2022 representou mais um ano de mudança com a entrada de Samuel Hoffmann — de quem falámos há uns dias. Foi assim apresentado um novo conceito de marca e uma nova estratégia de produto, numa lufada de ar fresco, dinamismo e novas ideias, mantendo a continuidade face a tudo o que tinha sido feito até então. Nasceu assim o Linear e o Vagabonde revisitado, ambos alojados numa caixa de aço redesenhada e mais desportiva.

Hautlence Sphere Series1| Foto: cortesia Hautlence
Hautlence Sphere Series1 | Foto: cortesia Hautlence

No ano passado, foi apresentada a série Sphere 1, um relógio com uma esfera rotativa tridimensional no mostrador e minutos retrógrados. Foi com esta peça que a marca conquistou um galardão no Grand Prix d’Horlogerie de Genève de 2023, na categoria Inovação. Agora, 2024 representa a continuação desta aventura, já que a Hautlence celebra duas décadas de vida e de muito mérito. Os 20 anos da marca serão relembrados com um relógio comemorativo que será em breve anunciado. E, enquanto esperamos, sugerimos que fique por aqui mais um pouco na companhia de um divertido vídeo que surge como o ponto de partida para esta celebração.


Outras leituras