fbpx
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Odysseus: a ave rara da A. Lange & Söhne

Lançado no último trimestre de 2019 após uma fase de gestação que durou mais de uma década, o Odysseus é o relógio mais diferenciado da A. Lange & Söhne — tanto por dentro como por fora. Aqui fica uma análise mais detalhada ao inesperado modelo desportivo da manufatura germânica que teve uma estreia polarizante mas que entretanto já seduziu uma boa parte da crítica.

© Miguel SeabraEspiral do Tempo
O Odysseus da A. Lange & Söhne © Miguel Seabra/Espiral do Tempo

«Primeiro estranha-se, depois entranha-se». A brilhante frase publicitária imaginada por Fernando Pessoa há exatamente 100 anos tem servido para definir inúmeros produtos, personagens ou mesmo situações ao longo dos tempos — e é perfeita para caraterizar um relógio tão disruptivo no seio da A. Lange & Söhne como o Odysseus, que aquando da sua estreia dividiu a crítica especializada. Aliás, até os vários departamentos da manufatura germânica se debateram com dúvidas e opiniões contrárias ao longo de um período de gestação de mais de uma década… como se pode depreender pelo facto de o próprio CEO da marca, Wilhelm Schmid, nos ter confessado peremptoriamente em 2013 que a A. Lange & Söhne nunca faria um modelo desportivo. E, no entanto, já estava latente o projeto de um modelo que satisfizesse os apelos da clientela. A tal ave rara.

Odysseus © A. Lange & Söhne
O processo de levar a cabo o Odysseus demorou quase tanto tempo como o que Ulisses, ou Odisseus, levou até chegar a casa vindo da guerra de Tróia © A. Lange & Söhne

É natural que uma manufatura relojoeira de topo tão personalizada como a A. Lange & Söhne se guinde ao estatuto de culto e tenha entre os seus clientes fervorosos colecionadores que compram dois, três, quatro ou mesmo mais exemplares da marca. E que têm uma voz influente junto da direção. E que insistem com persistência (a redundância é propositada…) no pedido de um relógio da Lange que os possa acompanhar em situações mais vigorosas — como a prática de desporto ou atividades lúdicas que envolvam água. O próprio François-Paul Journe refutava a ideia de uma linha desportiva até aceitar o desafio de um colecionador e amigo para lançar a lineSport da F.P. Journe; mais recentemente aconteceu o mesmo com a Greubel Forsey e o GMT Sport. O caso da A. Lange & Söhne não foi diferente, mas a relutância foi maior devido à conhecida intransigência da marca na preservação dos valores pelos quais se rege. E o processo demorou quase tanto tempo como o que Ulisses, ou Odisseus, levou até chegar a casa vindo da guerra de Tróia; adequadamente, e tendo em conta a sua odisseia, o novo relógio da Lange foi batizado com o nome do conhecido herói da mitologia greco-romana.

Several years elapse from the first idea of Lange s product developers to the completion of a prototype. © A. Lange & Söhne
Uma década medeou a primeira ideia da equipa de desenvolvimento de produto e o protótipo inaugural © A. Lange & Söhne

Já aqui apresentámos o Odysseus aquando do seu lançamento. Entretanto, fomos conhecê-lo melhor a Paris, uma das cidades cruciais na odisseia relojoeira de Ferdinand Adolph Lange e na sua demanda por novos conhecimentos e novos mercados. E, numa altura em que se perspetiva o anúncio de novos modelos (houve desde logo a declaração da manufatura germânica em como o relógio desvelado em outubro estreava uma gama que seria alargada), vale a pena mergulhar mais no conceito e na produção do Odysseus para explicar o quanto ele é diferente mas simultaneamente tão Lange como qualquer outro. Por exemplo: à imagem de todos os outros modelos da marca, o seu novo calibre de corda automática L155.1 Datomatic é criteriosamente ornamentado à mão e montado duas vezes. Mas é o primeiro relógio Lange dotado de uma caixa em aço inoxidável à prova de água com coroa de rosca e submetido a testes de pressão equivalentes a 12 bar.

Boutique Lange Paris
Fachada da boutique da A. Lange & Söhne em Paris © Miguel Seabra/Espiral do Tempo

Da gestação à produção

Como foi referido, o Odysseus é o primeiro relógio declaradamente casual elegante da A. Lange & Söhne — se bem que a própria marca tenha cronógrafos de espírito mais desportivo e os seus relógios elegantes possam perfeitamente ser utilizados em situações mais casuais. Vários anos decorreram entre a primeira ideia preconizada pela equipa de desenvolvimento de produto da Lange até à realização de um primeiro protótipo. Tal como acontece com cada novo modelo da marca, o objetivo final consiste na criação de um relógio que seja verdadeiramente original e reconhecido como um ’Lange legítimo’: um relógio genuíno de acordo com os pressupostos éticos da manufatura.

When crafting the ODYSSEUS, A. Lange & Söhne’s watchmakers work to an accuracy of one hundredth of a millimetre. © A. Lange & Söhne
Antony de Haas, diretor do departamento de pesquisa e desenvolvimento da Lange © A. Lange & Söhne

As primeiras deliberações conceptuais remontam ao final da década de 2000. O trabalho especificamente relacionado com a derradeira versão do Odysseus começou em 2015. O grupo de pesquisa e desenvolvimento da Lange, liderado por Antony de Haas e Tino Bobe, e composto por programadores, designers de produto, engenheiros, técnicos e prototipistas, investiu no projeto uma considerável dose do seu entusiasmo e prestou máxima atenção ao detalhe para converter a visão inicial numa autêntica obra-prima que trouxesse algo de novo à marca.

© A. Lange & Söhne
Detalhe dos vários polimentos de superfície e do botão de arquitetura integrtada © A. Lange & Söhne

O nível de acabamento mantém-se irrepreensível. Mesmo que muitas peças do movimento estejam dissimuladas por baixo da platina de três quartos e não sejam visíveis ao olho do utilizador, praticamente todos os componentes individuais do calibre foram acabados à mão. E nesse processo de acabamento são utilizadas várias técnicas. Componentes redondos como as rodas ou o tambor da corda são decorados com granulação circular ou solarização. Com a exceção da platina de três quartos, ornamentada com a nervura típica de Glashütte do lado revelado pelo fundo transparente em vidro de safira, todos os componentes da estrutura são decorados com perlage — designação dada ao padrão de pequenos círculos sobrepostos e que são elaborados com um pino abrasivo.

As with all of our watches, its newly developed self-winding movement calibre L155.1 DATOMATIC is lavishly finished by hand and assembled twice. © A. Lange & Söhne
O novo calibre automático L155.1 Datomatic apresenta acabamentos de alta relojoaria © A. Lange & Söhne

As bordas das peças da estrutura são escovadas em circunferência para se alcançar um tipo de superfície mate que contrasta com o polimento da chanfradura de 45 graus ao longo das arestas. Os ângulos fechados dos cantos interiores representam um enorme desafio. Muitas vezes as superfícies das molas e das básculas são granuladas de modo a que seja criada uma estrutura fina de linhas paralelas. Esse tipo de acabamento é obtido através do polimento da peça com um papel abrasivo na direção longitudinal. Em contraste, o polimento plano — que envolve componentes cuidadosamente polidos por uma película em diamante de textura fina — tem por resultado uma superfície espelhada.

Assinatura gravada

Just like every watch from A. Lange & Söhne, each ODYSSEUS is unique. The engraving of the balance bridge is one tell-tale sign. © A. Lange & Söhne
A ponte do balanço é gravada à mão, como em qualquer relógio saído da manufatura germânica © A. Lange & Söhne

Tal como qualquer relógio saído da A. Lange & Söhne tem a gravação caraterística no galo do balanço, cada Odysseus é verdadeiramente único porque a gravação da sua ponte do balanço é uma espécie de autógrafo do seu autor. O padrão ondulado criado especialmente para a nova linha de relógios é gravado à mão. A ondulação evoca a estanqueidade e o uso ativo do relógio em atividades náuticas ou aquáticas. E porque a técnica de gravação é como se fosse uma assinatura pessoal, é possível descortinar pequenas diferenças de estilo individual como a dinâmica do ondulado ou a profundidade da incisão. Tudo depende da força com que cada gravador manipula o seu buril.

Various techniques are used in this process. © A. Lange & Söhne
Várias técnicas são usadas no processo de gravação © A. Lange & Söhne

O modo como o buril é utilizado e o utensílio em si influem diretamente no resultado final. É por essa razão que os gravadores da manufatura concebem e afinam pessoalmente os seus próprios buris para ajustar a pega e o comprimento da ponta em aço às suas preferências pessoais. É por isso que, mesmo passados anos, um determinado gravador consegue saber se foi ele ou um colega a ter decorado uma determinada peça do movimento — neste caso, do calibre do Odysseus.

Montagem dupla do movimento

Também à semelhança do que sucede com todos os relógios Lange, o Odysseus é assemblado duas vezes — o chamado ‘efeito Gilette G2’. E é necessária uma destreza considerável para se conseguir afinar de modo perfeito a interação de todos os componentes do movimento. Uma das razões para um tão moroso processo tem a ver com a platina de três quartos que foi introduzida por Ferdinand Adolph Lange em 1864. Assegura uma maior precisão porque estabiliza o trem de rodagem debaixo de uma única ponte. Como todos os componentes da estrutura e as pontes nos relógios da A. Lange & Söhne, a platina é concebida em alpaca, um material extremamente sensível que é vulnerável à humidade e à acidez. Qualquer dedada deixaria para trás marcas indeléveis.

Like all Lange watches, the ODYSSEUS is assembled twice. Considerable dexterity is needed to perfectly fine-tune the interaction of all components. © A. Lange & Söhne
Como todos os relógios Lange, o Odysseus é assemblado duas vezes © A. Lange & Söhne

A complicada fase inicial de montagem também inclui o complexo afinar da coordenação de pequenas rodas de diferentes tamanhos. Os rubis são ajustados para baixo e para cima, por vezes bastando a metade de um centésimo e outras vezes cinco centésimos de milímetro, para conseguir a folga axial definida para a respetiva roda; nesse processo, o relojoeiro deve remover e recolocar a platina de três quartos diversas vezes para gradualmente otimizar a engrenagem. Depois de assemblado e testado numa primeira ocasião, o movimento é completamente desmontado outra vez. E todos os componentes são limpos. É nessa fase que a platina de três quartos é ornamentada com as tradicionais nervuras de Glashütte, com uma diferença: no Odysseus, as listas são mais largas do que o habitual. Para abrir espaço para a massa centrífuga na orla exterior do rotor, a platina de três quartos tem um declive e até essa calha na periferia é decorada com perlage. E depois tem então lugar a segunda assemblagem.

Dia e data em grande formato

Outra estreia absoluta do Odysseus no âmbito da A. Lange & Söhne é a combinação da tradicional data sobredimensionada com a indicação do dia da semana em formato grande, conseguida através de um novo mecanismo formado por 99 componentes e que assegura o avanço automático das duas indicações do calendário todos os dias à meia-noite. Através dos botões cónicos às 2 e às 4 horas, ambas as indicações podem ser acertadas manualmente com o avanço de um dia de cada vez.

© A. Lange & Söhne
A inédita combinação da data sobredimensionada com o dia da semana em grande formato. Os botões que permitem o acerto rápido das duas indicações acompanham a curvatura do lado direito © A. Lange & Söhne

O desenho especial do mecanismo do dia e da data faz com que seja possível mudar ambas as indicações em qualquer direção através da coroa, mesmo que seja para antes ou depois da meia-noite. Durante uma viagem, por exemplo, o utilizador pode ajustar convenientemente o tempo para o novo fuso horário. Como também sucede em alguns relógios Lange, a emblemática data sobredimensionada é composta por um anel das unidades e por um disco das dezenas. No entanto, o anel das unidades é maior e tem os algarismos zero a nove impressos duas vezes. Enquanto a indicação das dezenas é efetuada através de uma cruz na maior parte dos relógios Lange, a versão do Odysseus alberga um disco octogonal. A imagem abaixo mostra a assemblagem do disco das dezenas. Dois pequenos parafusos em trevo fixam-no à roda das dezenas e são apertados com uma chave de fendas especial. Coberto, mas mesmo assim visível na fotografia, o carrete dourado de transmissão das dezenas surge decorado com granulação circular.

The ODYSSEUS is A. Lange & Söhne’s first watch to combine the typical Lange outsize date with a large-format day display. © A. Lange & Söhne
Montagem do disco octogonal das dezenas para indicação da data © A. Lange & Söhne

Afinação da frequência

A regulação fina do batimento é efetuada através de um parafuso excêntrico e uma mola. Para assegurar a precisão e a amplitude do relógio, é importante que as semi-oscilações do balanço sejam simétricas. Algo que é alcançado através do sistema de regulação fina patente no novo Odysseus. Uma chave de fendas é utilizada para mover, no sentido horário e anti-horário, o parafuso excêntrico localizado no galo do balanço gravado à mão, mudando a direção do ponteiro da raqueta. A mola do lado oposto mantém o ponteiro na posição correta.

The precise adjustment of the beat is performed with an eccentric and a whiplash spring.© A. Lange & Söhne
A regulação fina do batimento é efetuada através de um parafuso excêntrico e uma mola. © A. Lange & Söhne

Assemblagem do rotor

O rotor do Odysseus roda em ambas as direções e faz o carregamento da corda de modo unidirecional. O seu rolamento de esferas é composto por sete bolas de cerâmica que minimizam a fricção. A massa centrífuga na orla do rotor é feita de platina e fixa através de cinco parafusos temperados e revenidos a azul. O segmento central é composto por um material específico denominado Arcap e banhado com ródio preto; o Arcap afigura-se como a matéria ideal para um rotor porque é flexível e estável mesmo sendo muito delgado. Recebeu um tratamento com ródio preto devido a razões estéticas. É também chanfrado, escovado em círculos e decorado com granulagem circular.

The rotor of the ODYSSEUS rotates in both directions and is winding unidirectional. In its bearing, seven ceramic balls minimise friction. © A. Lange & Söhne
O rotor do Odysseus roda em ambas as direções e faz o carregamento da corda de modo unidirecional © A. Lange & Söhne

No que diz respeito ao movimento propriamente dito, a assemblagem do rotor é sempre a última etapa para o relojoeiro. Requer extremo cuidado porque a superfície galvanizada apresenta-se particularmente sensível. Os doze pequenos elementos acima da orla da platina sobre a qual roda o segmento em platina são apelidados de cavilhas de contenção. No caso de um choque, apoiam o rotor de modo a impedi-lo de tocar a platina, o que poderia danificar o acabamento em perlage aplicado à mão na sua superfície.

With each new model, their ultimate goal is to create a watch that is unique and recognisable as a “genuine Lange” © A. Lange & Söhne
A colocação do rotor é a última etapa. Requer extremo cuidado porque a superfície galvanizada é sensível © A. Lange & Söhne

Finalmente, o mostrador e os ponteiros são colocados após a segunda assemblagem e depois de feitos extensivos testes ao movimento. Ao longo do processo, é necessário extremo cuidado para evitar quaisquer riscos: os ponteiros polidos são muito sensíveis, tal como o mostrador em latão e os seus quatro níveis com acabamentos distintos.

The dial and the hands are fitted after the second assembly and comprehensive tests of the movement. Here, too, great caution is needed to prevent scratches. © A. Lange & Söhne
O mostrador e os ponteiros são cuidadosamente colocados após a segunda assemblagem e os testes feitos ao movimento © A. Lange & Söhne
© A. Lange & Söhne
Os diversos níveis e os diferentes acabamentos do mostrador © A. Lange & Söhne

Assemblado por completo, o movimento de 312 componentes é depois integrado na caixa em aço inoxidável para depois o respetivo fundo ser aparafusado. Durante o procedimento de colocação e fecho, todas as juntas são inspecionadas e lubrificadas. Seguidamente fazem-se os testes à estanqueidade do relógio; a coroa de rosca e os botões são igualmente testados, incluindo a facilidade de operação.

© A. Lange & Söhne
A bracelete em aço de Odysseus simula um efeito integrado. © A. Lange & Söhne

A etapa complementar, que acaba por ser a última, consiste na colocação da bracelete em aço inoxidável — que está dotada do um sistema de microajuste de grande precisão que permite não só uma rápida regulação ao milímetro para acompanhar as tomadas de peso ou dilatação do pulso devido ao calor/frio, como também o alargamento suficiente para que o Odysseus seja colocado em cima de uma manga ou fato de mergulho. E tudo através de um botão disfarçado como logótipo em relevo no fecho de báscula da caraterística bracelete metálica.

Fecho com microregulação © Miguel Seabra/Espiral do Tempo
Fecho com microregulação © Miguel Seabra/Espiral do Tempo

A questão que a partire de agora se coloca é se a Lange irá manter esse visual full metal do modelo Odysseus inaugural ou se vai dotar o mais recente elemento do catálogo de um novo look associado a uma correia de pele ou uma bracelete de cauchu. Depois, tendo em conta o crescimento da gamqa Odysseus, há que considerar eventuais variantes na cor do mostrador ou mesmo na adoção de complicações suplementares no futuro.

© Miguel SeabraEspiral do Tempo
No pulso: o força do Odysseus © Miguel Seabra / Espiral do Tempo

Quaisquer que sejam as opções da marca, será fascinante acompanhar mais outra odisseia do Odysseus — a primeira foi a que, como referimos, o levou desde a conjetura até à concretização; a segunda tem a ver com o futuro crescimento da sua família. Por mais rara que seja, uma ave tem sempre atrás de si uma ninhada…

Outras leituras