Tudor Black Bay: as novidades 2024 (até ao momento)

Em 2024, a Tudor voltou a apostar à séria na linhagem Black Bay. Além de ter apresentado novos modelos no Watches and Wonders 2024, a marca tem vindo a apresentar gradualmente mais alguns. Fizemos um apanhado das novidades Black Bay apresentadas até ao momento.

O Black é o Black Bay. Quase que dispensa apresentações. É uma linhagem incontornável no portefólio da Tudor que nasceu da reinterpretação de um modelo histórico de mergulho que a­­ Tudor lançou em 1954 e que foi sendo produzido com variações até aos anos 80. Quando foi apresentado, em 2012, surgiu com traços distintivos que se têm mantido, nomeadamente, elementos da velha escola como o mostrador convexo, ponteiros ditos Snowflake, indexes em forma de pontos sobredimensionados com revestimento luminescente e luneta rotativa graduada que acentuava bastante o espírito vintage.

Com caixa e bracelete em ouro, o Black Bay 58 18K passa a ser o mais valioso membro da linhagem | Fotos: cortesia Tudor

A linhagem, entretanto, foi crescendo com algumas alterações, passou a integrar modelos com movimento de manufatura (em 2016) que recuperaram o escudo no mostrador (em vez da rosa) como logótipo e passaram a ostentar as inscrições na parte de baixo do mostrador com linhas direitas, em vez de curvas, conhecidas como smiley face. Além disso, surgiram modelos cronográficos, modelos com GMT, o diferenciado P01, bem como o Black Bay 58 com caixa de 39mm, o Black Bay Pro, pensado para aventureiros, e o Black Bay 54 com caixa de 37mm. Pelo meio surgiram também modelos em bronze, em prata 925, em ouro, bimetálicos e em cerâmica, complementados por diferentes cores de mostrador e luneta. Falta ainda referir os Black Bay sem luneta rotativa, com estética metalizada e diversas opções de mostradores.

Outra novidade 2024: Black Bay 58 GMT, aqui com bracelete em borracha | Foto: cortesia Tudor

Mas com mais ou menos alterações, o  Tudor Black Bay – BB para alguns – tende a ser muito acarinhado e os momentos que antecedem a apresentação das novidades suscitam sempre curiosidade. Porque todos os anos podemos contar com novos Black Bay. Assim, para quem não acompanhou (e para quem acompanhou também), aqui fica um apanhado das novidades Black Bay que a Tudor apresentou, até ao momento, em 2024.

Black Bay Chrono ‘Pink’

O Black Bay Chrono Pink foi apresentado na mesma altura em que a Tudor anunciou a sua parceria com o Inter Miami CF enquanto Relógio Oficial do clube de futebol. Distingue-se pelo mostrador em cor de rosa mate que contrasta com os submostradores pretos. A cor escolhida reflete uma paleta usada por alguns dos embaixadores da marca, mas destaca também a associação ao Inter Miami CF.

Novidades Black Bay 2024: Tudor Black Bay Chrono Pink
Tudor Black Bay Chrono Pink | Foto: cortesia Tudor

O clube de futebol escolheu cor-de-rosa como a sua cor, – uma cor que reflete a vivacidade do sul da Flórida e que a própria Tudor considera que representa o espírito ousado do clube e dos seus fãs, e que tanto ecoa na assinatura da marca: Born to Dare’. No interior, vive o Calibre automático MT5813 com roda de colunas, embraiagem vertical, espiral em silício e 70 horas de reserva de corda. O preço anunciado no site: 5.840 €.

Black Bay

Em 2023, a Tudor apresentou a terceira geração Black Bay, com luneta burgundy; este ano damos as boas-vindas a uma versão monocromática, realçada por luneta e mostrador pretos | Foto: cortesia Tudor

O ano de 2024 dá as boas vindas a mais um membro da terceira geração Black Bay, com um novo modelo que, segundo a Tudor, vem consolidar o futuro estético da linha. Juntamente com o Black Bay de luneta bordeaux lançado no ano passado, esta nova versão traduz uma estética moderna, graças ao seu visual monocromático, realçado por um mostrador preto carregado, no qual indexes e ponteiros foram revestidos a ródio. O novo relógio mantém os 41mm caraterísticos da coleção base e é complementado por uma luneta preta unidirecional graduada de 60 minutos com apontamentos prateados.

Tudor Black Bay Ref. M7941A1A0NU-0003, com bracelete metálica de cinco elos | Fotos: cortesia Tudor

O mostrador preto raiado destaca os ponteiros Snowflake e indexes circulares sublinhados por luminescência Super-LumiNova. Está disponível com três hipóteses de bracelete: em aço com três elos, outra em aço com cinco elos e ainda outra em borracha preta. Todas incluem fecho de ajuste rápido ‘T-fit’ da Tudor. Importa dizer que a terceira geração Black Bay tem certificação METAS, atribuída pelo Instituto Federal de Metrologia. Isto significa que tem selo Swiss Made, é estanque a 200m, tem certificado COSC e precisão testada a duas temperaturas, em seis posições e a dois níveis de reserva de marcha (100% e 33%). Além disso, o relógio revelou bom funcionamento quando exposto a campos magnéticos de 15 000 gauss e revelou ausência de desvios na precisão após esta exposição. Por fim, o Calibre MT5602-U, de corda automática, garante 70 horas de autonomia. Os preços anunciados no site: 4.360 € para a versão com bracelete em borracha, 4.580 € para a versão com bracelete metálica de três elos; 4.690 € para a versão com bracelete metálica de cinco elos.

As três opções de bracelete do segundo modelo da terceira geração Black Bay: braceletes metálicas de três ou cinco elos; e bracelete de borracha | Foto: cortesia Tudor

Black Bay 58 GMT

Depois do Black Bay GMT, a Tudor estreia uma versão GMT na vertente Black Bay 58 com certificação METAS. O nome Black Bay 58 é uma alusão a 1958, data em que foi lançada a Ref. 7924, conhecida como ‘Big Crown’. Estanque até 200 metros, é considerado pela marca como tendo sido o seu primeiro relógio de mergulho. Os traços gerais passam pela caixa de 39 mm de diâmetro e mostrador de três ponteiros sem data, uma receita que depois foi crescendo com novas versões. Agora, chega um novo modelo GMT com luneta rotativa bicolor bordeaux e preta, e escala de 24 horas dourada.

Black Bay 58 GMT | Foto: cortesia Tudor

Do mostrador preto saltam à vista os indexes sobredimensionados e ponteiros bem marcados, com luminescência bege que contribui ainda mais para o look marcadamente vintage. Cabe ao Calibre GMT MT5450-U, com certificação COSC, dar vida a este relógio que tem uma reserva de corda de 65 horas. Existem duas braceletes à escolha, ambas equipadas com o fecho Tudor ‘T-fit’ de ajuste rápido: uma em aço com três elos e outra em borracha. O preço: 4.520 € para a versão com bracelete de borracha; 4.740 € para a versão com bracelete metálica de três elos.

Os dois novos Black Bay 58 GMT, com bracelete metálica e com bracelete em borracha | Foto: cortesia Tudor

Black Bay 58 18K

Em 2021, a Tudor elevou a fasquia da coleção Black Bay ao apresentar o Black Bay 58 com caixa em ouro. O então Black Bay 58 18K, nome alusivo ao metal precioso da caixa, tornou-se no primeiro relógio de mergulho da Tudor a ser fabricado em ouro amarelo maciço de 18 quilates e a apresentar um fundo de caixa aberto permitindo vislumbrar o Calibre MT5400 de corda automática, com certificado COSC.

Tudor Black Bay 58 18 k no pulso de um homem
Novidades 2024: Tudor Black Bay 58 18k | Foto: cortesia Tudor

Com mostrador e anel da luneta verdes e detalhes dourados, o Black Bay 58 18K estava disponível com correia castanha ou bracelete em tecido. A novidade para 2024 passa pela opção de bracelete metálica de três elos com acabamento acetinado e fecho fecho de ajuste rápido ‘T-fit’ da Tudor. O preço: 33.100 €.

Black Bay 58 ‘Inter’ LE

No campeonato italiano de futebol, a Série A, uma equipa ganha uma estrela para ser afixada na sua camisola por cada 10 títulos conquistados. O Inter tornou-se campeão italiano, vencendo o seu 20.º Scudetto, desta forma conquistou a sua segunda estrela. Para celebrar este momento, a Tudor apresentou uma edição limitada do Black Bay 58 com um mostrador especial.

Tudor Black Bay 58 ‘Inter’, uma edição limitada produzida só para Itália | Foto: cortesia Tudor

O destaque neste novo relógio vai para o mostrador ombré na cor “Inter blue” com indexes de horas aplicados e logótipo do Inter com duas estrelas às 6 horas. A caixa tem 39mm e guarda o Calibre MT5402 de corda automática, com certificado COSC, espiral de silício e autonomia de 70 horas. Além da bracelete em aço, é complementado com uma bracelete em tecido jacquard preto com risca ‘Inter Blue’. O preço: 4.350 €

Black Bay Ceramic ‘Blue’

Caixa em cerâmica e mostrador azul vibrante: o Black Bay Ceramic Blue celebra a parceria da Tudro com a Visa Cash App RB | Fotos: cortesia Tudor

E eis a novidade mais recente da Tudor. Em 2024, a marca regressou aos circuitos de competição automóvel com a Visa Cash App RB, uma nova equipa de Fórmula 1 que conta com os pilotos Daniel Ricciardo e Yuki Tsunoda. Para assinalar a ocasião, é assim lançada uma nova versão do Black Bay Ceramic. Com caixa de 41mm em cerâmica preta, o novo modelo distingue-se pelo mostrador azul a condizer com as cores vivas da escuderia.

Novidades Black Bay 2024: Black Bay Ceramic 'Blue'
A bracelete híbrida em pele e borracha com pesponto azul destaca-se no novo relógio | Foto: cortesia Tudor

A bracelete híbrida em pele e borracha com pesponto azul e a bracelete adicional em tecido preto com faixa central azul complementam todo o conjunto. No interior, vive o Calibre MT5602-1U, com certificação COSC, espiral de silício e reserva de marcha de 70 horas. O relógio ostenta ainda o selo METAS. O preço anunciado no site: 5.310 €.

Outras leituras