A Tudor e o novo Pelagos FXD da linha vermelha

A Tudor já atingiu um tal estatuto entre os aficionados puros e duros que qualquer lançamento seu é um acontecimento que abala o universo relojoeiro. E nas últimas horas não se tem falado de outra coisa que não do novo Pelagos FXD de mostrador preto e simbólica linha vermelha.

Com a relativamente recente inauguração da nova manufatura a elevar os índices de produção e a significativa conquista de espaço mediático ao longo da última dúzia de anos, a Tudor encontra-se num momento de grande pujança — e o lançamento de qualquer modelo não só é devidamente celebrado, como também particularmente escrutinado. E o novo Pelagos FXD de mostrador preto tornou-se num óbvio protagonista nos meandros relojoeiros, suscitando análises e debates um pouco por esse mundo fora.

O relógio Tudor Pelagos FXD com bracelete verde num pulso cuja mão segura em barabatanas de mergulho | © Tudor
A mais recente novidade da Tudor: o Pelagos FXD de mostrador preto | © Tudor

Quando estreou em 2021 numa versão azul, o Pelagos FXD — FXD é a abreviatura de Fixed, numa alusão às asas de barra fixa — granjeou grande popularidade por múltiplas razões: a Tudor era já uma marca em alta, os tool watches continuam a seduzir até os mais empedernidos aventureiros de sofá, a particularidade das barras fixas para a bracelete dava-lhe um toque único e a ligação à Marine Nationale francesa (e ao Commando Hubert de élite) proporcionava o simbolismo histórico que valoriza sempre qualquer peça. Este ano, surgiram uma declinação do Pelagos FXD e uma nova variante Pelagos FXD Chrono em edição especial dedicada à parceria da Tudor com o Alinghi no âmbito da America’s Cup. Não seria propriamente de esperar que a novidade anunciada agora fosse outro Pelagos FXD. Mas foi.

Tudor Pelagos FXD sob fundo preto
O novo Pelagos FXD e o simbolismo da linha vermelha | © Tudor

Pelagos FXD

A coleção de mergulho da Tudor divide-se entre os modelos de inspiração vintage (Black Bay) e as interpretações modernas (Pelagos e Pelagos FXD). O novo Pelagos FXD, embora estruturalmente muito idêntico ao modelo inaugural, apresenta algo de diferente em vários planos — para além da habitual diferença de cor no mostrador e na luneta que faz parte do portefólio da maioria das marcas. Em primeiro lugar, é o primeiro Pelagos FXD com luneta unidirecional mais adaptada ao mergulho convencional e dentro do padrão ISO 6425:2018 para relógios de mergulho (o azul tinha luneta bidirecional com graduação regressiva para navegação por fases sucessivas); depois, tem a inscrição «Pelagos»… a vermelho. Também a tem a vermelho no Pelagos FXD Alinghi Red Bull Racing Edition, mas essa edição surge num contexto diferente de patrocínio.

Pormenor das asas fixas do relógio Tudor Pelagos FXD.
As asas de barra fixa que caraterizam os modelos Pelagos FXD e o acabamento escovado que lhe dá um aspeto mate para evitar reflexos | © Tudor

O recém-lançado Pelagos FXD de mostrador preto tem caraterísticas de um relógio de mergulho militar de remota ligação à marinha americana, mas com uma interpretação moderna baseada em exigências adequadas à sua utilização em situação de combate — como o recurso às barras fixas para a bracelete, parte integrante do bloco de titânio a partir do qual foi usinada a caixa e bem mais seguras do que as tradicionais molas de asa. Ou seja, se o outro era o Tudor ‘da Marine Nationale’ e até apresentava a gravação «MN» no fundo, este pode ser considerado o Tudor ‘da US Navy’ ou mesmo um Tudor ‘MilSub’.

Detalhe do mostrador do preto do relógio Tudor Pelagos FXD
A indicação Pelagos a vermelho e os ponteiros ‘Snow Flake’ | © Tudor

‘MilSub’ é a nomenclatura referente à tipologia ‘Military Submariner’ que ganhou fama e vale fortunas entre os colecionadores da Tudor e da Rolex. O Submariner Date Ref. 1680, dito ‘Red Sub’ pela inscrição Submariner a vermelho e produzido entre 1967 e 1975, é dos mais cobiçados modelos históricos da Rolex; é também o único Submariner da Rolex com a tal linha de texto encarnada que tanto representa para os aficionados.

O Tudor Pelagos FXD e o histórico Tudor Oyster Prince, o relógio de mergulho da Tudor que inspirou a coleção Pelagos
O Pelagos FXD e o histórico Oyster Prince Submariner Ref. 7016, o relógio de mergulho que inspirou a coleção de mergulho contemporânea da Tudor | © Tudor

A Tudor começou a fornecer relógios à marinha americana no final da década de 50, mas foi sobretudo o Prince Submariner ‘Big Crown’ Ref. 7928 aquele que mais ficou associado aos Navy SEALs ao longo da década de 60. Vários departamentos da US Navy usaram relógios Tudor nas mais diversas missões, incluindo os UDT (Underwater Demolition Teams), Seabees e instrutores da escola de mergulho da marinha. Também serviram no ensino dos fundamentos do mergulho na Underwater Swimmers School e foram utilizados na manutenção de submarinos em bases subaquáticas. No entanto, ao contrário da Marine Nationale, a US Navy nunca teve relógios com gravação específica no verso. É por isso que o Pelagos FXD azul tem a inscrição «MN» e o novo Pelagos FXD preto não tem.

A qualidade do grafismo e indexes do Tudor Pelagos FXD é notável | © Tudor

O que o novo Pelagos FXD de mostrador preto tem é uma robusta bracelete de tecido de nylon à prova de água e dotada de fecho em velcro com uma risca central vermelha — produzida em teares do século XIX na fiação francesa Julien Faure — para condizer com a linha vermelha no mostrador. A tonalidade khaki (a Tudor chama-lhe «verde floresta») da bracelete acentua a aura militar do conjunto, até porque a combinação de cores evoca o esquadrão que testou o relógio antes da passagem à comercialização (como sucedeu com a Marine Nationale e a edição azul inaugural); o estojo inclui também uma bracelete single pass de borracha texturada em alternativa.

O relógio Tudor Pelagos com mostrador preto e bracelete em tecido verde assente em barbatanas castanhas de mergulho.
A aura desportivo-militar do novo Pelagos FXD | © Tudor

As restantes caraterísticas técnicas são comuns ao Pelagos FXD azul que ganhou a categoria de Relógio de Mergulho em 2022 no Grand Prix d’Horlogerie de Genève: caixa de 42mm em titânio de grau 2 com fundo em aço, estanqueidade a 200 metros, Calibre MT5602 de corda automática com certificação de precisão COSC (embora de precisão ainda mais ‘apertada’: -2 a +4) e 70 horas de reserva de carga, Super-LumiNova X1 para suprema luminescência. Um produto de qualidade irrepreensível.

A força luminescente do Pelagos FXD, com Super-LumiNova X1 azul extremamente brilhante | © Tudor

As nossas impressões

O que uma linha vermelha pode fazer… no mostrador e na bracelete! Essa nuance encarnada, juntamente com o khaki da bracelete, reforça o espírito militar do novo Pelagos FXD e talvez até o torne mais atrativo do que o Pelagos FXD azul. Normalmente o mostrador preto num relógio de mergulho é uma escolha tão óbvia e comum que chega mesmo a ser considerado aborrecido/chato numa era em que cores diferenciadas têm marcado a relojoaria. Mas o Pelagos FXD de mostrador preto mate com luneta de inserção em cerâmica negra é mesmo um relógio atraente e diferente, uma interpretação moderna dos históricos modelos de mergulho da Tudor. Ou seja, um digno herdeiro.

A equipa da Espiral do Tempo esteve no evento de apresentação do Tudor Pelagos FXD, em Lisboa | © Miguel Seabra / Espiral do Tempo

A marca adianta que se aproxima do Ref. 7016 da década de 60, mas que também se inspira de elementos de design e especificações militares de outros relógios Tudor de mergulho — sendo uma espécie de adaptação contemporânea e civil de um modelo utilizado pelo Team Six dos Navy SEALs. Quanto ao conforto, o Pelagos FXD não tem as asas (de barra fixa) longas, pelo que o tamanho ‘veste’ bem até em pulsos medianos ou menos grandes. O certo é que é um relógio cool — e, por mais subjetiva que possa ser essa caraterização, parece mesmo ser uma opinião generalizada. O que só abona em relação aos modelos Pelagos FXD e à própria Tudor…

Detalhe da bracelete em cauchu do Pelagos FXD | © Tudor

Algumas caraterísticas técnicas:

Tudor
Pelagos FXD

Referência | 25717N
Lançamento | 2023

Os dois visuais do Pelagos FXD | © Tudor

Movimento | Mecânico de corda automática Calibre MT5 602, 28.800 alt/h, 70 horas de reserva de corda aproximadamente. Certificação COSC.
Funções | Horas, minutos e segundos.
Caixa ø 42mm e 12,75mm de espessura | Titânio, acabamento escovado e acetinado, barras fixas para bracelete, fundo em aço, luneta rotativa unidirecional em titânio, vidro de safira. Estanque até 200m.
Bracelete | Tecido de 22 mm com sistema de fecho de contacto, de cor verde-bosque com filamento central vermelho; bracelete adicional em borracha, de cor cinzento-escuro com motivo em tecido e fivela em titânio, incluída na caixa.
Preço anunciado no site | 4220€

Visite o site oficial da Tudor para mais informações.

Outras leituras