A. Lange & Söhne: jubileu e duas peças de coleção

A manufatura A. Lange & Söhne apresentou somente dois modelos em 2024 — mas ambos herdeiros de duas linhagens de valor excecional: o Datograph Perpetual Tourbillon Honeygold ‘Lumen’ é o mais complexo de todos os modelos luminescentes já lançados e o Datograph Up/Down em ouro branco é uma variante muito apelativa do seu mítico cronógrafo flyback.

Este ano é especialmente importante para a A. Lange & Söhne, porque o próximo dia 24 de outubro marcará o 30º aniversário do lançamento dos relógios Lange da nova era — foi nesse dia que, em 1994 e na sequência de uma ressurreição de contornos épicos tanto no plano político-social como relojoeiro, teve lugar a lendária conferência de imprensa inaugural após a refundação da marca saxónica por Walter Lange e Gunther Blümlein. Ainda não se sabem exatamente quais os planos da manufatura de Glashütte, mas muito possivelmente haverá uma nova edição Handwerkskunst de grande relevância artística e talvez mais um ou outro lançamento que tenha a ver com os quatro modelos apresentados há 30 anos. No entanto, 2024 é também o ano das bodas de prata de um dos mais lendários cronógrafos da história da relojoaria: o Datograph.

Walter Lange já não está presente para comemorar os aniversários de 2024 | Foto: cortesia A. Lange & Söhne

E, enquanto não chega o dia 24 de outubro, a A. Lange & Söhne começou já a comemorar o 25.º aniversário do Datograph com dois modelos muito especiais e em edição limitada: o Datograph Perpetual Tourbillon Honeygold ‘Lumen’, que passa a ser o mais complexo de todos os modelos de índole luminescente já lançados pela marca saxónica; e o Datograph Up/Down em ouro branco e mostrador azul, que se junta aos dois outros Datograph de mostrador preto (ou em ouro rosa, outro em platina) existentes na coleção regular.

Os dois únicos relógios apresentados pela A. Lange & Söhne em 2024 celebram o Datograph | Foto: cortesia A. Lange & Söhne
Os dois únicos relógios apresentados pela A. Lange & Söhne em 2024 celebram o Datograph | Foto: cortesia A. Lange & Söhne

Passemos então em revista as duas obras-primas já lançadas pela A. Lange & Söhne no ano em curso:

Datograph Perpetual Tourbillon Honeygold ‘Lumen’

Após o lançamento do Datograph em 1999 e do Datograph Perpetual em 2006, o Datograph Perpetual Tourbillon foi desvelado com pompa e circunstância em 2016. Surge agora numa nova versão duplamente limitada, com o selo de exclusividade tanto das criações ‘Lumen’ como das edições em ouro mel.

Caixa em ouro mel e mostrador translúcido luminescente | Fotos: Miguel Seabra/Espiral do Tempo no Watches and Wonders 2024
Caixa em ouro mel e mostrador translúcido luminescente | Fotos: Miguel Seabra/Espiral do Tempo no Watches and Wonders 2024

Para os aficionados puros e duros, a nomenclatura tripla traduz bem a superlatividade de uma das mais cobiçadas criações jamais saídas da A. Lange & Söhne: ‘Datograph’ é a designação da marca para os seus cronógrafos de roda de colunas equipados com a função flyback, totalizador de minutos com salto instantâneo de grande precisão e data sobredimensionada; ‘Perpetual’ é o termo utilizado para os calendários perpétuos com indicações saltantes e fases lunares ajustadas para 122,6 anos; ‘Tourbillon’ é o dispositivo criado para compensar o efeito negativo da força da gravidade que gira sobre si mesmo ao cabo de um minuto e dotado de um sistema stop-seconds.

O Datograph Perpetual Tourbillon inaugural de 2016 | Foto: cortesia A. Lange & Söhne

Essas três complicações executadas à maneira da histórica manufatura saxónica e reunidas num só relógio dão azo ao Datograph Perpetual Tourbillon, uma obra-prima primeiramente lançada em 2016 numa série de 100 exemplares em platina com mostrador preto e que entretanto teve uma segunda tiragem em ouro branco com mostrador em tom salmão e depois uma terceira.

Novidade 2024: Datograph Perpetual Tourbillon Honeygold ‘Lumen’ | Fotos: cortesia A. Lange & Söhne

Como as anteriores três, a quarta versão é um relógio extraordinário que não mostra tudo de caras — o turbilhão está discretamente colocado no verso (antigamente se protegia-se o turbilhão e respetivos óleos dos nefastos raios solares colocando-o no lado posterior), enquanto uma observação mais atenta ao mostrador revela o triângulo equilátero entre a data sobredimensionada e os dois totalizadores.

O mostrador translúcido e a pigmentação luminescente das edições limitadas ‘Lumen’ volta a surgir no novo relógio | Foto: cortesia A. Lange & Söhne

A legibilidade é excelente, apesar da densidade de informação que acarreta; a disposição das indicações do tempo, do calendário e do cronógrafo é devidamente complementada com uma discreta indicação da reserva de corda no final da escala taquimétrica. Mas logo à primeira vista se nota que há algo mais para além disso: um mostrador translúcido e a pigmentação luminescente das edições limitadas ‘Lumen’.

Qualquer modelo ‘Lumen’ exprime perfeita legibilidade durante o dia para se transformar num guia luminoso à noite |Foto: cortesia A. Lange & Söhne

A assinatura ‘Lumen’ passa agora a integrar seis modelos luminosos que fazem incidir uma nova luz sobre a arte da relojoaria superlativa — e que se apoiam em critérios científicos atuais para exaltar um design de grande clarividência. A família ‘Lumen’ nasceu em 2010 com o advento do Zeitwerk ‘Luminous’, teve a adição do Grand Lange 1 em 2013 e cresceu com o Grand Lange 1 Moonphase ‘Lumen’, em 2016, o Datograph Up/Down ‘Lumen’, em 2019 e o Zeitwerk Honeygold ‘Lumen’ em 2021.

Alguns dos anteriores modelos ‘Lumen’ | Foto: cortesia A. Lange & Söhne

Qualquer modelo ‘Lumen’ exprime perfeita legibilidade durante o dia para se transformar num guia luminoso à noite. O conceito baseia-se num mostrador em vidro de safira dotado de um revestimento semitransparente patenteado que filtra a luz visível e ao mesmo tempo esconde o coração mecânico do relógio, mas que em condições luminosas revela o mecanismo da data sobredimensionada tão caraterístico da Lange, tal como a platina decorada à mão. Ao mesmo tempo, o revestimento também é permeável a raios UV plenos de energia que carregam os pigmentos da matéria luminescente para que o relógio tenha uma leitura ideal e seja utilizável mesmo na escuridão. Quanto mais escuro for o ambiente, mais luminescentes serão as indicações num tom esverdeado escolhido por ser particularmente agradável à vista humana.

No pulso: o novo Datograph Perpetual Tourbillon Honeygold 'Lumen' | Foto: Miguel Seabra/Espiral do Tempo no Watches and Wonders 2024
No pulso: o novo Datograph Perpetual Tourbillon Honeygold ‘Lumen’ | Foto: Miguel Seabra/Espiral do Tempo no Watches and Wonders 2024

Processo patenteado

As indicações luminescentes precisam de uma fonte de luz que carregue a matéria luminosa aplicada aos elementos luminescentes e lhes permita brilhar. O desafio técnico enfrentado durante o desenvolvimento dos modelos ‘Lumen’ foi o de carregar uniformemente os elementos luminosos colocados sob o mostrador — e a solução foi conceber um mostrador em vidro de safira com um revestimento semitransparente (patenteado em 2013) que é permeável à luz ultravioleta. A transmissão de ondas de luz no espectro visível é reduzida para se conseguir um mostrador de alto contraste e clara legibilidade. Ao mesmo tempo, possibilita a passagem de luz da gama UV. E isso permite aos mostradores da série ‘Lumen’ irradiarem a energia luminosa previamente absorvida. E brilhar na escuridão.

De corda manual, o Calibre L952.4 não foi construído à base de módulo sobre módulo. Integra 684 componentes | Foto: cortesia A. Lange & Söhne

Mas o lado ‘oculto’ também suscita admiração. Um golpe de vista através do fundo transparente em vidro de safira permite perceber como é que a A. Lange & Söhne juntou as três complicações de modo a que ficassem todas solidárias num movimento integrado: o Calibre L952.4 não foi construído à base de módulo sobre módulo. De corda manual e com 50 horas de reserva de marcha, corresponde aos mais exigentes parâmetros Lange de qualidade, sendo decorado com padrões típicos de Glashütte (incluindo a gravação floral) e assemblado duas vezes à mão; a platina e as pontes são feitas a partir de alpaca. No total, o complexo movimento é composto por 684 peças, incluindo chatôns de ouro, parafusos revenidos a azul e uma espiral própria de manufatura. 18.800 alternâncias/hora. O resultado final? Uma das mais apetecíveis edições limitadas da alta relojoaria. Brilhante, em todas as aceções da palavra — e acessível a somente 50 compradores.

As duas estrelas Datograph  apresentadas pela marca germânica no Watches and Wonders 20204 | Fotos: cortesia A. Lange & Söhne
As duas estrelas Datograph apresentadas pela marca germânica no Watches and Wonders 20204 | Fotos: cortesia A. Lange & Söhne

Datograph Up/Down

Quando o Datograph foi desenvolvido na década de 90, o objetivo consistia em criar um cronógrafo verdadeiramente inovador e altamente preciso que combinasse uma auréola desportiva com um estilo clarividente. Os esforços da A. Lange & Söhne resultaram num ícone da relojoaria contemporânea desvelado em 1999 e atualizado em 2012 com mais dois centímetros de caixa (passando de um diâmetro de 39 para 41mm) e um indicador de reserva de corda (no alemão Auf/Ab, traduzido em inglês para Up/Down).

A dupla faceta da beleza: o novo Datograph Up/Down do lado do mostrador e do lado do fundo | Foto: A. Lange & Söhne
A dupla faceta da beleza: o novo Datograph Up/Down do lado do mostrador e do lado do fundo | Foto: A. Lange & Söhne

A qualidade estética do calibre de corda manual, por muitos logo considerado o mais belo movimento cronográfico aquando da sua apresentação, está bem refletida na arquitetura equilibrada do mostrador: a caraterística data sobredimensionada e os dois submostradores formam um triângulo equilátero. No plano técnico, o Datograph Up/Down apresenta um currículo pejado de marcos históricos.

Detalhe do Calibre L951.6 e as decorações tradicionais de Glashütte | Foto: cortesia A. Lange & Söhne

Para além da emblemática data sobredimensionada, inclui um totalizador de minutos com salto instantâneo de grande precisão e um mecanismo cronográfico com função flyback (de retorno instantâneo). Graças a essa função, basta uma única pressão do correspondente botão para parar uma cronometragem em curso, colocar os dois ponteiros do cronógrafo (segundos e minutos) a zero e reiniciar uma nova contagem. Adicionalmente, o cronógrafo inclui no mostrador uma escala Up/Down quase circular que revela a autonomia da corda com 60 horas de reserva de marcha.

Ouro (branco) sobre azul: o mais recente Datograph Up/Down, lançado no Watches and Wonders 2024 | Foto: A. Lange & Söhne
Ouro (branco) sobre azul: o mais recente Datograph Up/Down, lançado no Watches and Wonders 2024 | Foto: A. Lange & Söhne

A nova versão em ouro branco com mostrador azul é motorizada pelo Calibre L951.6 e está restrita a 125 peças. 

Outras leituras